PERCEPÇÃO CLIMÁTICA NA REGIÃO DAS MISSÕES, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL: MÉTODO DE ESCOLHA DA AMOSTRA DE POPULAÇÃO RURAL PERCEPTIVAMENTE MAIS ATIVA EM SANTO ANTÔNIO DAS MISSÕES, ESTRATÉGIA – A

Arnaldo de Araujo Ribeiro, João Afonso Zavattini

Resumo


A interação homem e ambiente origina formas de percepção e a partir disso o homem constrói sua realidade. A relação tempo, clima e percepção foi analisada a partir da população rural de Santo Antônio das Missões. E a partir da aplicabilidade da percepção climática objetiva-se contribuir com a Climatologia Geográfica. Neste artigo visa-se estabelecer a aplicação de uma primeira Estratégia - A - de coleta de informações e seleção dos indivíduos mais perceptivos. Os textos de Whyte, (1978) e Sartori (2000) foram importantes para embasar a seleção da estratégia adotada. As respostas demonstraram estreitas relações da percepção do homem rural com o seu meio, principalmente no que diz respeito às chuvas e as estiagens. Dos 23 entrevistados na Estratégia A; foram selecionados 16 - 69,5% para a Estratégia B. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 GEOFRONTER

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.