Didática no Brasil: planejamento de ensino e avaliação escolar

João Carlos Barbosa dos Reis, Agenor Francisco de Carvalho

Resumo


O presente estudo, de caráter bibliográfico, objetiva compreender a importância do planejamento e da avaliação no âmbito educacional, bem como instrumentalizar os profissionais da educação com estratégias que demonstrem como funcionam esses processos dentro da didática de ensino usada no Brasil. Ferramentas essenciais no processo de ensino-aprendizagem, muitos professores ressentem do seu uso, quando no exercício da atividade didática. Dessa forma, será possível observar que o planejamento escolar, nada mais é do que um método utilizado nas atividades didáticas para a organização e coordenação dos objetivos que deseja alcançar durante o processo de ensino. Já a avaliação consiste em auxiliar o trabalho docente, pois através dela poderá se analisar os resultados do ensino aplicado, podendo assim se constatar os progressos e também as dificuldades, para que sejam realizadas as correções necessárias. Destacam-se com isso, as características e peculiaridades que envolvem o planejamento e a avaliação, baseando-se em leituras acerca do assunto em questão. Tomando-se por base teórica os estudos produzidos por Libâneo (2013), Candau (2011), Veiga (1996), dentre outros. Observou-se o quanto é essencial o planejamento de ensino e a avaliação escolar, para que os professores possam desenvolver suas práticas educacionais com organização e adequação, visando alcançar um desempenho na aprendizagem de qualidade dos seus alunos.

 


Palavras-chave


Educação; Planejamento de ensino; Avaliação escolar.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Benedicto. Pedagogia e didática modernas. São Paulo: Editora Atlas S. A. 1969.

CANDAU, Vera Maria. Rumo a uma nova didática – 21 ed. Petrópolis/RJ: Editora Vozes, 2011.

CARVALHO, Ieda Marques de. Didática: um estudo acadêmico. Campo Grande/MS: Editora UCDB, 2000.

CORDEIRO, Jaime. Didática. São Paulo: Contexto, 2007.

EVANGELISTA, Izabel Alcina Soares. Planejamento Educacional: concepções e fundamentos – Ano 1, vol. 2. Santarém/PA: Editora Perspectiva Amazônica, 2011.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1994.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. 2 ed. São Paulo/SP: Editora Cortez, 2013.

MORETTO, Vasco Pedro. Prova: um momento privilegiado de estudo, não um acerto de contas. 9. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2010.

OLIVEIRA, Maria Rita Neto Sales (org.). Didática: ruptura, compromisso e pesquisa. 4 ed. Campinas, SP: Papirus, 2003.

PERRENOUD, Philippe. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens – entre duas lógicas. Trad. Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Artes Médicas, Sul, 1999.

SACRISTÁN, J. Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. Trad. Ernani F. da F. Rosa. 3 ed. Porto Alegre: ArtMed, 2000.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro (org.). Didática: o ensino e suas relações – 11. ed. Campinas/SP: Editora Papiros, 1996.

ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Trad. Ernani F. da F. Rosa. Porto Algre: Artmed, 1998.




Direitos autorais 2017 REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS



ISSN 2179-4456

contador de acesso