As linhas de força e suas representações na esfera discursiva da narrativa Selva Trágica, de Hernani Donato

Carolini Cristina Santos Alpe

Resumo


O artigo aqui disposto tem como intuito estabelecer e analisar as relações entre as linhas de força que tangem a narrativa Selva Trágica, de autoria de Hernani Donato. A referida narrativa articula-se como um romance histórico que vem apresentar a história velada intrínseca ao contexto de exploração da erva-mate. Busca analisar nessa pesquisa como atuam as linhas de força referentes aos períodos da década de 1940 – período em que ambienta-se a narrativa – e a década de 1950 e seus acontecimentos no âmbito histórico, político e social, e como essa atuação é manifesta na esfera discursiva inerente à constituição da trama. Com relação às linhas de força presentes na narrativa, busca-se avaliar como as mesmas se manifestam no âmbito sócio histórico e quais as suas projeções na esfera discursiva. O estudo em questão busca apreender as correlações históricas e sociais a partir do nível do discurso, analisando as inerências entre o contexto de produção na narrativa e a articulação dos fatos extrínsecos ao texto.

 


Palavras-chave


romance histórico; linhas de força; discurso.

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, Diana Luz Pessoa de. Dialogismo, polifonia e intertextualidade. 1. ed. São Paulo: EDUSP,1999.

DONATO, Hernani. Selva Trágica. São Paulo: Edibolso, 1976.

FIORIN. José Luiz. Elementos de análise do discurso. 15. ed.., 2ª reimpressão. São Paulo: Contexto, 2014.

_______________. Tendências da análise do discurso. Estudos Linguísticos, v.19, p.173-179, 1990.

KUPERMAN, Esther. Velha bossa nova: a Sumoc e as disputas políticas no Brasil nos anos 50. Rio de Janeiro: Garamond, 2012.

VOLOCHINOV, V. [BAKHTIN, M.]. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução de Michel Lahud e Yara Frateschi. São Paulo: HUCITEC, 2014.

___________________________. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. São Paulo: Hucitec/Anablume, 2002




Direitos autorais 2017 REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS



ISSN 2179-4456

contador de acesso