A contribuição da universidade aberta para se envelhecer com qualidade de vida

Eliotério Fachin Dias, Estela Duveza Teixeira Tanaka, Geisikely Medeiros Palácios

Resumo


O aumento da expectativa de vida dos brasileiros já não é novidade no ambiente acadêmico, contudo, o que vem tirando o sono do poder público e da sociedade em geral, principalmente da população idosa é o “Como” reinseri-los na sociedade. O poder público aos poucos traz algumas modificações no ordenamento jurídico a fim de primar pelo envelhecimento saudável e na qualidade de vida da pessoa idosa. Uma das respostas a estas indagações foi encontrada na França em 1973, com a criação da primeira Universidade Aberta da Terceira Idade. A partir de então, esse modelo de participação do idoso na sociedade vem a cada dia mais se manifestando nas universidades brasileiras.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN - 2318-7034

Curso de Direito da UEMS - Unidade Universitária de Dourados

Núcleo de Estudos e Pesquisas em Direito, Estado, Constituição e Direitos Fundamentais e Humanos - UEMS