Inconclusões e anúncios do romance macedônico

Matheus Marçal

Resumo


Este trabalho tem como objetivo investigar a construção do  Museu do Romance da Eterna, do autor argentino Macedonio Fernández, identificando as ligações e divergências que apresenta em relação ao gênero romanesco através da teoria da literatura e da produção crítica de escritores e filósofos da linguagem. Duas características da obra estruturam e pautam as propostas de nosso trabalho: prólogos e as personagens. Acreditamos que, por conta das partes selecionadas, poderemos identificar os processos constitutivos da poética inaugurada pelo autor no romance e especular sobre as ligações dessa obra com uma ideia de arte contemporânea ao leitor através das reflexões de Giorgio Agamben e Enrique Vila-Matas. Nosso trabalho também objetiva, por fim,  investigar como a utilização de uma linguagem que desvia dos discursos normativos, como escreve Barthes na Aula, se mostra como uma força de revolução e resistência literária frente aos poderes normativos que afetam nossos discursos.

Texto completo:

PDF


ISSN: 2237-8332