A entrada de Rachel de Queiroz na Academia Brasileira de Letras: uma reconstituição jornalística da primeira imortalidade feminina

Autores

Palavras-chave:

Academia Brasileira de Letras, Rachel de Queiroz, jornalismo, literatura, política

Resumo

Este artigo apresenta uma reconstituição da entrada de Rachel de Queiroz na Academia Brasileira de Letras, tendo sido a romancista cearense a primeira mulher a alcançar a imortalidade. Por meio de uma ampla pesquisa em jornais e revistas saídos no ano de 1977, conseguimos levantar um considerável números de notas, notícias, reportagens e entrevistas que serviram ao nosso propósito de identificar o grande interesse da imprensa à volta de um acontecimento inédito e aguardado como aquele. No mais, além da documentação jornalística, utilizamo-nos, em nossa análise, de fontes bibliográficas, cartas e demais registros que auxiliaram na delimitação do amplo respaldo político e ideológico logrado por Rachel na condição de candidata à Cadeira 5 da ABL: Geisel (1977), Médici (1977), Lacerda (2007) e Fanini (2009; 2010). Definindo as circunstâncias em que se deu a alteração do código, as influentes amizades de que a escritora desfrutava na instituição, o ajuste por parte dos imortais em torno do seu nome e o inegável reconhecimento dado à sua produção literária, mostramos por que não poderia ser outra a primeira figura feminina a participar da glória acadêmica.

Biografia do Autor

Taffarel Bandeira Guedes, Universidade Federal de Pernambuco

Doutor em Letras pela Universidade Federal de Pernambuco – Brasil. ORCID iD: https://orcid.org/0000-0002-5622-7429. E-mail: taffarelbandeira@hotmail.com.

Referências

ADONIAS FILHO. “Discurso de recepção”. In: https://www.academia.org.br/academicos/rachel-de-queiroz/discurso-de-recepcao

ALBERTO, João. “Vitórias femininas”. Diario de Pernambuco, Recife, 18 abr. 1977, p. 3.

ALBERTO, João. “João Alberto”. Diario de Pernambuco, Recife, 12 fev. 1977, p. 3.

DIARIO DE PERNAMBUCO. “Geisel congratula-se com Raquel pelo ingresso na ABL”. Diario de Pernambuco, Recife, 6 ago. 1977, p. 16.

DIARIO DE PERNAMBUCO. “Ceará dará vestido de gala”. Diario de Pernambuco, Recife, 6 ago. 1977, p. 16.

DIARIO DE PERNAMBUCO. “Rachel de Queiroz quebra tabu e se torna ‘imortal’”. Diario de Pernambuco, Recife, 5 ago. 1977, p. 1.

FANINI, Michele Asmar. “As mulheres e a Academia Brasileira de Letras”. História (São Paulo) [online]. 2010, v. 29, n. 1, pp. 345-367.

FANINI, Michele Asmar. Fardos e fardões: mulheres na Academia Brasileira de Letras (1897-2003). 2009. Tese (Doutorado em Sociologia) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

FREYRE, Gilberto. “Sempre inacadêmico: por quê?”. Diario de Pernambuco, Recife, 19 jun. 1977.

JORNAL DO BRASIL. “ABL escolhe traje oficial que Rachel usará na sua posse dia 4”. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 23 set. 1977, p. 6.

JORNAL DO BRASIL. “Academia dispensa da espada a mulher que for eleita imortal”. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 8 ago. 1977, p. 15.

JORNAL DO BRASIL. “Escritora agradece a Geisel”. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 11 ago. 1977, p. 16.

JORNAL DO BRASIL. “Informes”. Jornal do Brasil. Rio de Janeiro, 6 fev. 1977, p. 6.

JORNAL DO BRASIL. “Pontes de Miranda quer vaga na ABL”. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 6 abr. 1977, p. 12.

JORNAL DO BRASIL. “Presidente da ABL proíbe discursos laudatórios na posse de Rachel de Queiroz”. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 4 nov. 1977, p. 9.

JORNAL DO COMMERCIO. “Em pauta”. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 11 set. 1977, p. 14.

JORNAL DO COMMERCIO. “Homenagem”. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 3 set. 1977, p. 5.

JORNAL DO COMMERCIO. “Inojosa veta seu nome por Rachel”. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 20 mar. 1977, p. 5.

JORNAL DO COMMERCIO. “Rachel de Queiroz é a 1ª. mulher na Academia”. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 5 nov. 1977, p. 1.

JORNAL DO COMMERCIO. “Rachel é eleita imortal e Pontes de Miranda acha que vitória é do Governo”. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 5 ago. 1977, p. 23.

JORNAL DO COMMERCIO. “Rachel, a primeira ‘imortal’ da ABL”. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 5 ago. 1977, p. 1.

JORNAL DO COMMERCIO. “Rachel, a primeira imortal”. Jornal do Commercio, Rio de Janeiro, 5 ago. 1977, p. 3.

LACERDA, Rodrigo. 110 anos de Academia Brasileira de Letras. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras, 2007.

LUTA DEMOCRÁTICA. “Boletim Geral”. Luta Democrática, Rio de Janeiro, 16 mar. 1977, p. 2.

MARTINS, Wilson. “Feminismo viril”. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 27 fev. 1993, p. 10.

MÉDICI, Emílio Garrastazu. [Correspondência]. Destinatário: Rachel de Queiroz. Brasília, 11 out. 1971. [Acervo Rachel de Queiroz/Instituto Moreira Salles]

MÉDICI, Emílio Garrastazu. [Correspondência]. Destinatário: Rachel de Queiroz. Rio de Janeiro, 4 nov. 1977. [Acervo Rachel de Queiroz/Instituto Moreira Salles]

MONTELLO, Josué. “Rachel de Queiroz: a primeira imortal”. Manchete, São Paulo, 19 nov. 1977, p. 4-11.

O ESTADO DE MATRO GROSSO. “Rachel de Queiroz, candidata à ABL”. O Estado de Mato Grosso, Cuiabá, 12 fev. 1977, p. 7.

O ESTADO DE MATRO GROSSO. “Rachel de Queiroz, eleita ontem para a ABL”. O Estado de Mato Grosso, Cuiabá, 5 ago. 1977, p. 1.

QUEIROZ, Rachel de; SALEK, Maria Luiza de Queiroz. Tantos anos. Rio de Janeiro: José Olympio, 2010.

ZÓZIMO. “Reforço Acadêmico”. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 23 mar. 1977, p. 3.

ZÓZIMO. “Roda-viva”. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 18 ago. 1977, p. 3.

ZÓZIMO. “Roda-viva”. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 19 out. 1977, p. 3.

Downloads

Publicado

23/08/2022

Como Citar

Bandeira Guedes, T. (2022). A entrada de Rachel de Queiroz na Academia Brasileira de Letras: uma reconstituição jornalística da primeira imortalidade feminina. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, 1(31), 187–208. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/6904