Autobiografias de mulheres

Meu estranho diário e Aprendendo a viver

Visualizações: 24

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61389/revell.v3i36.7752

Palavras-chave:

Autobiografia, Clarice Lispector, Carolina Maria de Jesus, mulheres

Resumo

Ao ver a imagem de Carolina Maria de Jesus (1914-1977) ao lado de Clarice Lispector (1920-1977), na foto do acervo de Paulo Gurgel, autoras tão diferentes, pensou-se em fazer um estudo comparado entre textos poucos estudados de escritoras brasileiras. Na hipótese de que essa articulação, entre autoras diferentes socioculturalmente, poderia revelar vozes silenciadas que autorrepresentam ou representam diversas mulheres. Para tanto, serão analisados textos autobiográficos dessas duas autoras: Meu estranho diário e Aprendendo a viver.

Biografia do Autor

Leticia Pereira de Andrade Maia, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Doutora em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Brasil. Técnica de Nível Superior na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – Brasil

Referências

BAHIA, Mariza Ferreira. O legado de uma linhagem (A literatura memorialística feminina). Tese de Doutorado em Literatura Comparada. Faculdade de Letras da UERJ. Rio de Janeiro. Junho de 2000.

CATELLI, Nora. El diario íntimo: una posición femenina. In: REVISTA DE OCCIDENTE: El diario íntimo. Fragmentos de diarios españoles (1995 – 1996). Madrid: Fundación José Ortega e Gasset, n. 182 – 183, jul./ago./1996.

DALCASTAGNÈ, Regina. Isso não é literatura. Revista Entre fronteiras e cercado de armadilhas. Brasília: Ed. UnB e Finatec. 2005.

GOTLIB, Nádia Battelle. Clarice: uma vida que se conta. SP: Edusp, 2013.

JESUS, Carolina Maria de. Meu estranho diário. Meihy e Levine (Orgs.). São Paulo: Xamã, 1996.

LAJOLO, Marisa. A leitora no Quarto dos Fundos. In: Leitura: Teoria & Prática. Campinas, Mercado Aberto, ano 14, n. 25, p. 10-18, jun. 1995.

LAURETIS. Teresa de. Tecnologias de gênero. In: HOLANDA, Heloisa Buarque de. (org.). Tendências de Impasses: o feminismo como crítica da cultura. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

LEMAIRE, Ria. Repensando a História Literária. In: HOLLANDA, Heloísa Buarque de. (Org.). Tendências e impasses – o feminismo como crítica da cultura. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

LISPECTOR, Clarice. Aprendendo a Viver. Rio de Janeiro: Editora Rocco. 2004.

MACIEL, Sheila Dias et al. Termos de Literatura Confessional em Discussão. Disponível em: <http://www.ceul.ufms.br/guavira/numero1/maciel_sheila_e.pdf>. Acesso em: 05 out. 2005.

MAGNABOSCO, Maria Madalena. Reconstruindo imaginários femininos através dos testemunhos de Carolina Maria de Jesus. Tese de Doutorado. FALE, Programa de Pós-Graduação em Letras: Estudos Literários, UFMG – Belo Horizonte, 2002.

NUNES, Sílvia Alexim. O corpo do diabo entre a cruz e a caldeirinha: Um estudo sobre a mulher, o masoquismo e a feminilidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasil, 2000.

PULVIRENTI, Emma S. El testimonio femenino como escritura contestataria. Chile: Ediciones Asterión Ltda., 1995.

SCHWANTES, Cíntia. Espelho de Vênus: Questões da Representação do Feminino. Disponível em http://www.amulhernaliteratura.ufsc.br/artigo_cintia.htm. Acesso em 01/03/2009.

SHOWALTER, Elaine. “A crítica feminista no Território Selvagem”. In: HOLLANDA, Heloísa Buarque de. (Org.). Tendências e impasses – o feminismo como crítica da cultura. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

SOUSA, Germana Henriques Pereira de. Carolina Maria de Jesus. O Estranho Diário da Escritora Vira-Lata. Tese (Doutorado em Teoria Literária) – Universidade de Brasília – UnB, 2004.

ZAVALA, Iris. “Las formas y funciones de una teoría crítica feminista. Feminismo dialógico”. In: ZAVALA, Iris. Breve historia feminista de la literatura española. Barcelona: Anthropos, 1993.

WELLEK, René. Conceitos de crítica. São Paulo: Cultrix, 1980.

Downloads

Publicado

2024-07-10

Como Citar

MAIA, Leticia Pereira de Andrade. Autobiografias de mulheres: Meu estranho diário e Aprendendo a viver. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, [S. l.], v. 3, n. 36, p. 145–164, 2024. DOI: 10.61389/revell.v3i36.7752. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/7752. Acesso em: 22 jul. 2024.