1.
Pinheiro IM. Os lacres rompidos e a terra que treme: as desmarginações de Elena Ferrante entre o corpo que colapsa e o devastador de fora. REVELL [Internet]. 21º de janeiro de 2021 [citado 30º de janeiro de 2023];2(25):594-619. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/4474