MATURAÇÃO DE GRAVIOLAS APÓS ARMAZENAMENTO EM ATMOSFERA CONTROLADA

Alex Guimarães Sanches, Maryelle Barros da Silva, Elaine Gleice Silva Moreira, Jaqueline Macedo Costa, Carlos Alberto Martins Cordeiro

Resumo


Por se tratar de um fruto climatérico a graviola apresenta vida útil relativamente curta principalmente pela perda de firmeza provocada pelo amadurecimento comprometendo assim sua expansão para mercados distantes. Diante disso, o presente trabalho tem por objetivo avaliar o efeito de diferentes condições de atmosfera controlada no prolongamento da vida útil deste fruto. O delineamento experimental adotado foi inteiramente casualizado em arranjo fatorial 5x3 sendo cinco variações de gás carbônico (CO2) sob atmosfera controlada e três tempos de armazenamento após a saída das câmaras, com cinco repetições e a parcela experimental composta por dois frutos. Após quinze dias em atmosfera controlada e mais oito dias em temperatura ambiente avaliou-se: coloração da casca e da polpa, produção de etileno, taxa respiratória, firmeza, acidez titulável, pH, sólidos solúveis, teor de amido, incidência de podridões e degenerescência da polpa. As pressões maiores de CO2 comprometeram a qualidade dos frutos por acelerar a síntese de etileno favorecendo a perda de firmeza, a degradação dos compostos clorofílicos da casca e da polpa além de reduzir a qualidade após quatro dias de armazenamento em condições ambiente. As menores pressões de CO2 mostraram-se mais eficientes para o armazenamento e prolongamento da vida útil deste fruto.

Texto completo:

PDF

Referências


(1) AOAC. ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTRY. Official methods of analysis of the Association of Official Analytical Chemistry. 17th ed. Washington: AOAC, 2008. 1115p.

(2 )BOTH, V.; BRACKMANN, A.; WEBER, A.; ANESE, R. O.; THEWES, F. R. Estresse inicial por baixo oxigênio seguido do armazenamento em atmosfera controlada de maçãs ‘Royal Gala’. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza-CE, v. 45, n. 4, p. 708-717, 2014.

(3) BRACKMANN, A.; STEFFENS, C. A.; GIEHL, R. F. H. Armazenamento de pêssego ‘Chimarrita’ em atmosfera controlada e sob absorção de etileno. Ciência Rural, Santa Maria-RS, v. 33, n. 3, p. 431-435, 2003.

(4) CHITARRA, M. I.; CHITARRA, A. B. Pós-colheita de frutos e hortaliças: fisiologia e manuseio. 2ª. ed. Lavras-MG: UFLA, 2007. 785p.

(5) CORRÊA, T. R.; STEFFENS, C. A.; AMARANTE, C. V. T.; BRACKMANN, A.; SILVEIRA, J. P. G.; TANAKA, H.; BOTH, V. Qualidade de maçãs ‘Fuji’ armazenadas em atmosfera controlada e influência do clima na degenerescência da polpa. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília-DF, v. 45, n. 6, p. 531-538, 2010.

(6) CUNHA JUNIOR, L. C.; JACOMINO, A. P.; OGASSAVARA, F. O.; TREVISAN, M. J.; PARISI, M. C. M. Armazenamento refrigerado de morando submetido a altas concentrações de CO2. Revista Horticultura Brasileira, Brasília-DF, v. 30, n. 4. p. 688-694, 2012.

(7) FRANCK, C. LAMMERTYN, J.; HO, Q. T.; VERBOVEN, P.; NICOLAI, B. M. Browning disorders in pear fruit. Postharvest Biology and Technology, Amsterdam, v. 43, n. 1, p. 1-13, 2007.

(8) FREITAS, A. L. G. E.; VILAS BOAS, F. S.; PIRES, M. M.; SÃO JOSÉ, A. R. Caracterização da produção e do mercado da graviola (Annona muricata l.) no estado da Bahia. Informações Econômicas, São Paulo-SP, v. 43, n. 3, p. 86-95, 2013.

(9) GUPTA, K. J.; ZABALZA, A.; VAN DONGEN, J. T. Regulation of respiration when the oxygen availability changes. Physiologia Plantarum, Copenhagem, v. 137, n. 4, p. 383-391, 2009.

(10)LIMA, M. A. C.; ALVES, R. E.; FILGUEIRAS, H. A. C.; ENÉAS-FILHO, J. Comportamento respiratório e qualidade pós-colheita de graviola (Annona muricata L.) ‘morada’ sob temperatura ambiente. Revista Brasileira de Fruticultura. Jaboticabal-SP, v. 25, n. 1, p. 49-52, 2003.

(11) LIMA, M. A. C.; ALVES, R. E.; FILGUEIRAS, H. A. C.; ENÉAS-FILHO, J. Mudanças relacionadas ao amaciamento da graviola durante a maturação pós-colheita. Pesquisa Agropecuária Brasileira. Brasília-DF, v. 41, n. 12, p. 1707-1713, 2006.

(12) PAYASI, A. MISHRA, N.N.; CHAVES, A. L. S.; SINGH, R. Biochemistry of fruit softening: an overview. Physiology and Molecular Biology of Plants, Springer, v. 15, n. 2, p. 103-113, 2009.

(13) PEDRESCHI, R.; FRANCK, C.; LAMMERTYN, J.; ERBAN, A.; KOPKA, J.; HERTOG, M.; VERLINDEN, B.; NICOLAI, B. Metabolic profiling of Conference pears under low oxygen stress. Postharvest Biology and Technology, v.51, n. 2, p.123-130, 2009.

(14) STEFFENS, C. A.; TANAKA, H.; AMARANTE, C. V. T.; BRACKMANN, A.; STANGER, M. C.; HENDGES, M. V. Condições de atmosfera controlada para armazenamento de ameixas ‘’Laetitia’’ tratadas com 1-meticiclopropeno. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza-CE, v. 44, n. 4. p. 750-756, 2013.

(15) SUGAR, D.; BASILE, S. R. Integrated ethylene and temperature conditioning for induction of ripening capacity in ‘Anjou’ and ‘Comice’ pears. Postharvest Biology and Technology, Amsterdam, v. 83, n. 2, p. 9-16, 2013.

(16) WEBER, A. BRACKMANN, A.; ANESE, R. O.; BOTH, V. PAVANELLO, E. P. Atmosfera controlada para o armazenamento da maçã ‘Maxi Gala’. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza-CE, v. 44, n. 2, p. 294-301, 2013.

(17) ZACARONI, A. B.; JUNQUEIRA, N. T. V.; SUSSEL, A. A. A. B.; FREITAS, I. S.; BRAGA, M. F.; JUNQUEIRA, K. P. Desempenho agronômico de gravioleira (Annona muricata L.) sobre diferentes espécies de porta-enxertos. Cadernos de Agroecologia, Porto Alegre-RS, v. 9, n. 3, p. 116-120, 2014




DOI: https://doi.org/10.32404/rean.v3i2.1101

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 JOURNAL OF NEOTROPICAL AGRICULTURE

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.