PRODUÇÃO DE MANDIOQUINHA-SALSA (Arracacia xanthorrhiza Bancroft) SUBMETIDAS A QUATRO ÉPOCAS DE PLANTIO

Authors

  • Elivelton Maciel Biesdorf Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso, Campo Verde
  • Evandro Marcos Biesdorf Universidade Federal de Viçosa (UFV) http://orcid.org/0000-0001-5846-5482
  • Eliezer Melisário de Araújo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso, Campo Verde
  • Eunápio José Oliveira Costa Engenheiro agrônomo pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso, Campo Verde
  • Osvaldo José de Oliveira Profº Drº do Instituto Federal de educação, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso, Campo Verde

DOI:

https://doi.org/10.32404/rean.v4i1.1366

Abstract

O presente trabalho objetivou avaliar o efeito de diferentes épocas de plantio de mandioquinha-salsa Arracacia xanthorrhiza Bancroft, nas condições da região sul Mato-grossense. Testaram-se quatro épocas de plantio a campo, em canteiros, de mudas pré-brotadas: plantio na data 0 (na primavera (22/09/2014)), 90 dias após a data 0 (no verão (22/12/2014)), 180 dias após a data 0 (no outono (21/03/2015)) e 270 dias após a data 0 (no inverno (22/06/2015)). O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados com quatro tratamentos e seis repetições. Foi efetuada a colheita aos 270 dias após o plantio. Foram avaliados, na colheita, o número de folhas (NF), matéria seca da planta inteira (MSPI), altura das plantas (AP), massa seca da parte aérea (MSPA) e produtividade (P). Houve interação significativa entre as variáveis número de folhas, massa seca da planta inteira e altura de planta e as épocas de plantio. Verificou-se plantas maiores e mais produtivas quando o plantio foi realizado no verão. Por outro lado, menores alturas de planta e produtividade foram observadas quando do plantio em junho. Recomenda-se o plantio da mandioquinha-salsa no início do verão para as condições da região sul do Estado do Mato Grosso.

Author Biographies

Elivelton Maciel Biesdorf, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso, Campo Verde

Engenheiro agrônomo

Evandro Marcos Biesdorf, Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Mestrando em Fitotecnia pela Universidade Federal de Viçosa (UFV)

Eliezer Melisário de Araújo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso, Campo Verde

Engenheiro agrônomo pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso

Eunápio José Oliveira Costa, Engenheiro agrônomo pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso, Campo Verde

Engenheiro agrônomo

Osvaldo José de Oliveira, Profº Drº do Instituto Federal de educação, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso, Campo Verde

Doutor em Produção Vegetal e docente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado de Marto Grosso

References

BONSI, C. K.; MORTLEY, D. G.; LORETAN, P. A.; HILL, W. A. Temperature and light effects of sweet potatoes grown hydroponically. Acta Horticulturae, Belgium, v. 361, n. 1, p. 527-529, 1994.

CÂMARA, F. L. A. CASALI, V. W. D.; THIÉBÀUT, J. T. L.; MEDINA, P. V. L. Época de plantio, ciclo e amassamento dos pecíolos da mandioquinha-salsa. Horticultura Brasileira, Brasília-DF, v. 3, n. 2, p. 25-28, 1985.

MADEIRA N.R; SOUZA R.J. Mandioquinha-salsa: alternativa para o pequeno produtor. Lavras-MG: UFLA. (UFLA. Boletim Agropecuário da Universidade Federal de Lavras, 60), 2004.

MADEIRA, N. R; RESENDE, F. V; LIMA, D. B; GRILLO, H. C. Curva de Produção de Mandioquinha-Salsa Sob Manejo Orgânico em Unidade Produtiva do Distrito Federal. Embrapa Hortaliças, Brasília-DF, v.22, n.2, p.5, 2004.

MEDEIROS, J.G.; PEREIRA, W.; MIRANDA, J.E.C.A. Análise de crescimento em duas cultivares de batata-doce (Ipomoea batatas (L.) Lam). Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, Campinas-SP, v.2, n.2, p.23-29, 1990.

MESQUITA FILHO, M. V.; SOUZA, A. F.; SILVA, H. R.; SANTOS, F. F.; OLIVEIRA, S.A. Adubação nitrogenada e fosfatada para produção comercializável de mandioquinha-salsa em latossolo vermelho amarelo. Horticultura Brasileira, Brasília-DF, v. 14, n.2, p. 211-215, 1996.

MORTLEY, D. G.; BURRELL, S.; BONSI, C. K.; HILL, W. A.; MORRIS, C. E. Influence of daily light period and irradiance on yield and leaf elemental concentration of hydroponically grown sweet potato. HortScience, Virgínia, v.44, n. 45, p.1491-1493, 2009.

OLIVEIRA, O. J.; SIQUEIRA, J. L.; SANTOS, V. S. Classificação climática da região de São Vicente da Serra segundo critérios de W.W. Köeppen e critérios de W.C. Thornthwaite. Cuiabá: CEFET de Cuiabá, 2004. 24p. (Boletim Técnico, 1).

PEREIRA, A. S. Valor nutritivo da mandioquinha-salsa. Informe Agropecuário, Belo Horizonte-MG, v. 19, n.1 90, p. 11-12, 1997.

QUEIROGA, R. C. F.; SANTOS, M. A.; MENEZES, M. A.; VIEIRA, C. P. G.; SILVA, M. C. Fisiologia e produção de cultivares de batata-doce em função da época de colheita. Horticultura Brasileira, Vitória da Conquista-BA, v. 25, n. 3, p. 371-374, 2007.

RAVI, V.; NASKAR, S. K.; MAKESHKUMAR, T.; BABU, B.; KRISHNAN, B. S. P. Molecular physiology of storage root formation and development in sweet potato (Ipomoea batatas (L.) Lam.). Journal of Root Crops, Kerala, v.35, n.1, p.1-27, 2009.

SANTOS, F. D. Utilização de mudas juvenis e do pré-enraizamento no impedimento da floração em mandioquinha-salsa. Informe Agropecuário, Belo Horizonte-MG, v. 19, n. 190, p. 27-34, 1997.

SANTOS, F. F. Características socioeconômicas no processo de produção de mandioquinha-salsa no Brasil. Horticultura Brasileira, Brasília-DF, v. 11, n. 1, p. 95, 1993.

SEDIYAMA M. A. N; CASALI V.W.D. Propagação vegetativa da mandioquinha-salsa. Informe Agropecuário, Belo Horizonte-MG, v.19, n. 190, p. 24-27, 1997.

CAVALCANTE, J. T.; FERREIRA, P. V.; SOARES, L. Correlações fenotípicas, genotípicas e de ambiente em clones de batata-doce (Ipomoea batatas (l.) Lam.), Rio Largo, Alagoas. Revista Ciência Agrícola, v. 10, n. 1, p. 1-7, 2012.

SOMASUNDARAM, K.; MITHRA, V. S. Madhuram: a simulation model for sweet potato growth. World Journal of Agricultural Sciences, Dubai, v. 4, n. 2, p.241-254, 2008.

VIEIRA, C. O feijão em cultivos consorciados. (1ª Ed.) Viçosa-MG: UFV/Imprensa Universitária, 1989. 134p.

VIEIRA, M. C.; CASALI, V. W. D.; CARDOSO, A. A.; MOSQUIM, P. R. Crescimento e produção de mandioquinha-salsa em função da adubação fosfatada e da utilização de cama-de-aviário. Horticultura Brasileira, Brasília-DF, v. 16, n. 1, p. 68 -73, 1998.

VILLORDON, A.; LABONTE, D. R.; FIRON, N. Development of a simple thermal time method for describing the onset of morphoanatomical features related to sweet potato storage root formation. Scientia Horticulturae, v.121, n. 3, p. 374-377, 2009.

VILLORDON, A.; SOLIS, J.; LABONDE, D.; CLARK, C. Development of a prototype bayesian network model representing the relationship between fresh market yield and some agroclimatic variables known to influence storage root initiation in sweet potato. HortScience, Virgínia, v. 45, n. 8, p. 1167-1177, 2010.

ZANIN A.C.W.; CASALI V.W.D. Origem, distribuição geográfica e botânica da mandioquinha-salsa. Informe Agropecuário, Belo Horizonte-MG, v.10, n. 120, p. 9-11, 1984.

ZÁRATE, N. A. H., VIEIRA, M. D. C., RECH, J., QUAST, A., PONTIM, B. C. Á., GASSI, R. P. Yield and gross income of arracacha in monocrop and intercropping with the Japanese bunching onion and parsley. Horticultura Brasileira, Vitória da Conquista-BA, v. 26, n. 2, p. 287-291, 2008.

Published

2017-02-26

How to Cite

Biesdorf, E. M., Biesdorf, E. M., de Araújo, E. M., Costa, E. J. O., & de Oliveira, O. J. (2017). PRODUÇÃO DE MANDIOQUINHA-SALSA (Arracacia xanthorrhiza Bancroft) SUBMETIDAS A QUATRO ÉPOCAS DE PLANTIO. REVISTA DE AGRICULTURA NEOTROPICAL, 4(1), 43–48. https://doi.org/10.32404/rean.v4i1.1366

Most read articles by the same author(s)