BACTÉRIAS FIXADORAS DE NITROGÊNIO E MOLIBDÊNIO NO CULTIVO DO AMENDOIM EM SOLO DO CERRADO

Authors

  • Diego Muniz da Silva Santos Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia
  • Aécio Bush Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia
  • Elijanara Raissa da Silva Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia
  • Alan Mario Zuffo Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia
  • Fábio Steiner Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia, Cassilândia, Mato Grosso do Sul http://orcid.org/0000-0001-9091-1737

DOI:

https://doi.org/10.32404/rean.v4i5.2165

Abstract

O uso de práticas agrícolas sustentáveis que otimizem a fixação biológica de nitrogênio (FBN) pela cultura do amendoim são importantes para assegurar elevados níveis de produtividade. Portanto, neste estudo objetivou-se avaliar a eficiência da aplicação de molibdênio e da coinoculação das sementes com Bradyrhizobium japonicum e/ou Azospirillum brasilense na nodulação, no crescimento e na partição de matéria seca das plantas de amendoim (Arachis hypogaea L., cv. IAC Tatu ST). As plantas foram cultivadas em vasos de 5,5 L preenchidos com um solo arenoso do Cerrado e mantidas em casa de vegetação.O experimento foi disposto no delineamento de blocos casualizados em um esquema fatorial 2 × 4, com quatro repetições. Os tratamentos constituíram da aplicação (+Mo) ou não de molibdênio (–Mo) na proporção de 10 g para 50 kg de sementes e de quatro tratamentos de inoculação: i) controle (sem inoculação); ii) inoculação com Bradyrhizobium japonicum; iii) inoculação com Azospirillum brasilense; e, iv) coinoculação com B. japonicum e A. brasilense. Os resultados evidenciaram que a coinoculação das sementes com B. japonicum e A. brasilense melhorou a nodulação e a produção de matéria seca das plantas. Estes resultados indicam que a prática de coinoculação pode proporcionar sustentabilidade para o sistema de produção de amendoim por melhorar a fixação biológica de nitrogênio e o crescimento das plantas. A aplicação de Mo nas sementes não alterou a nodulação e o crescimento das plantas de amendoim.

Author Biographies

Diego Muniz da Silva Santos, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia

Acadêmico do Curso de Agronomia da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia, Cassilândia, MS.

Aécio Bush, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia

Acadêmico do Curso de Agronomia da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia, Cassilândia, MS.

Elijanara Raissa da Silva, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia

Mestranda do Programa de Pos-Graduação em Agronomia da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia, Cassilândia, MS.

Alan Mario Zuffo, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia

Pós-Doutorando do Programa de Pos-Graduação em Agronomia da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia, Cassilândia, MS.

Fábio Steiner, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, Unidade Universitária de Cassilândia, Cassilândia, Mato Grosso do Sul

Engenheiro Agrônomo (Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE/2007), Mestre em Agronomia - Produção Vegetal (UNIOESTE/2010), Doutor em Agronomia - Agricultura (Universidade Estadual Paulista - UNESP/2014, campus de Botucatu). Atualmente é professor e pesquisador da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS, na Unidade Universitária de Cassilândia. Atua no Curso de Graduação e Pós-Graduação em Agronomia. Tem experiência na área de Agronomia - Agricultura, com ênfase em fisiologia de plantas cultivadas, sistemas de produção agrícola, fertilidade do solo, nutrição mineral de plantas, adubação, rotação de culturas e ciclagem de nutrientes, atuando principalmente nas culturas de soja, algodão, milho, trigo, feijão, cana-de-açúcar, plantas de cobertura e integração lavoura-pecuária.

References

(1) BÁRBARO, I. M.; MACHADO, P. C.; BÁRBARO-JUNIOR, L. S.; TICELLI, M.; MIGUEL, F. B.; SILVA, J. A. A. Produtividade da soja em resposta à inoculação padrão e co-inoculação. Colloquium Agrariae, Presidente Prudente-SP, v. 5, n. 1, p. 1-7, 2009.

(2) BENINCASA, M. P. M. Análise de crescimento de plantas: noções básicas. Jaboticabal-SP: FUNEP, 2003, 41 p.

(3) BOTTINI, R.; FULCHIERI, M.; PEARCE, D.; PHARIS, R. Identification of gibberelins A1, A3, and iso-A3 in cultures of A. lipoferum. Plant Physiology, Amsterdam, v. 90, p. 45-47, 1989.

(4) CAIRES, E. F.; ROSOLEM, C. A. Nodulação e absorção de nitrogênio pelo amendoim em resposta à calagem, cobalto e molibdênio. Scientia Agricola, Piracicaba-SP, v. 57, n. 2, p. 337-341, 2000.

(5) CASSÁN, F.; SGROY, V.; PERRIG, D.; MASCIARELLI, O.; LUNA, V. Producción de fitohormonas por Azospirillum sp. Aspectos fisiológicos y tecnológicos de la promoción del crecimiento vegetal. In: CASSÁN, F. D.;

SALAMONE, I. G. (Ed.) Azospirillum sp.: cell physiology, plant interactions and agronomic research in Argentina. Buenos Aires: Asociación Argentina de Microbiologia, 2008. p. 61-86.

(6) CRUSCIOL, C. A. C.; SORATTO, R. P. Nutrição e produtividade do amendoim em sucessão ao cultivo de plantas de cobertura no sistema plantio direto. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília-DF, v. 42, n. 6, p. 1-8, 2007.

(7) DOBBELAERE, S.; VANDERLEYDEN, J.; OKON, Y. Plant growth-promoting effects of diazotrophs in the rhizosphere. Critical Reviews in Plant Sciences, Amsterdam, v. 22, n. 2, p. 107-149, 2003.

(8) HUERGO, L. F.; MONTEIRO, R. A.; BONATTO, A. C.; RIGO, L. U.; STEFFENS, M. B. R.; CRUZ, L. M.; CHUBATSU, L. S.; SOUZA, E. M.; PEDROSA, F. O. Regulation of nitrogen fixation in Azospirillum brasilense. In: CASSÁN, F. D.; GARCIA DE SALAMONE, I. Azospirillum sp.: cell physiology, plant interactions and agronomic research in Argentina. Buenos Aires: Asociación Argentina de Microbiologia, 2008. p.17-35.

(9) HUNGRIA, M.; NOGUEIRA, M. A. Efeitos da co-inoculação. Cultivar Grandes Culturas, Pelotas-RS, v. 170, n. 1, p. 40-41, 2013.

(10) HUNGRIA, M.; NOGUEIRA, M. A.; ARAUJO, R. S. Co-inoculation of soybeans and common beans with rhizobia and azospirilla: strategies to improve sustainability. Biology Fertility of Soils, Amsterdam, v. 49, n. 7, p. 791-801, 2013.

(11) INAGAKI, A. M.; GUIMARÃES, V. F.; RODRIGUES, L. F. O. S.; SILVA, M. B.; DIAMANTE, M. S.; RAMPIM, L.; MIORANZA, T. M.; DUARTE JÚNIOR, J. B. Phosphorus fertilization associated to inoculation of maize with diazotrophic bacteria. African Journal of Agricultural Research, Lagos, v. 9, n. 48, p. 3480-3487, 2014.

(12) KERBAUY, G. B. Fisiologia Vegetal. 2 ed. Rio de Janeiro- RJ: Guanabara Koogan, 2012, 431 p.

(13) LABOURIAU, L. G. A germinação de sementes. Washington: Organização dos Estados Americanos, 1983. 174 p.

(14) LI, S. X.; WANG, Z. H.; STEWART, B. A. Chapter Five. Responses of Crop Plants to Ammonium and Nitrate N. Advances in Agronomy, Madson-USA, v. 118, n. 2, p. 205-397, 2013.

(15) LOPES, N. F.; LIMA, M. G. S. Fisiologia da produção. Viçosa-MG: Editora UFV. 2015. 492 p.

(16) MAGUIRE, J. D. Speed of germination - aid in selectionand evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, Madson-USA, v. n. 1, p. 2:176-177, 1962.

(17) MASCIARELLI, O.; URBANI, L.; REINOSO, H.; LUNA, V. Alternative Mechanism for the Evaluation of Indole-3-Acetic Acid (IAA) Production by Azospirillum brasilense Strains and Its Effects on the Germination and Growth of Maize Seedlings. Journal Microbiology, New York-USA, v. 51, n. 5, p. 590-597, 2013.

(18) MENGEL, K.; KIRKBY, E. A. Principles of plant nutrition. 5th edn. Dordrecht: Academic Publishers, Kluwer, 2001. 849 p.

(19) NOVAIS, R. F.; NEVES, J. C. L.; BARROS, N. F. Ensaio em ambiente controlado. In: OLIVEIRA, A. J. de; GARRIDO, W. E.; ARAÚJO, J. D.; LOURENÇO, S. (Coord.). Métodos de pesquisa em fertilidade do solo. Brasília-DF: Embrapa-SEA, 1991. p. 189-253. (Documentos, 3).

(20) QUAGGIO, J. A.; GALLO, P. B.; OWINO-GERROH, C.; ABREU, M. F.; CANTARELLA, H. Peanut response to lime and molybdenum application in low pH soils. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 28, n. 4, p. 659-664, 2004.

(21) ROSOLEM, C. A.; CAIRES, E. F. Yield and nitrogen uptake of peanuts as affected by lime, cobalt and molybdenum. Journal of Plant Nutrition, New York, v. 21, n. 4, p. 827-835, 1998.

(22) SANTOS, C. E. R. S.; STAMFORD, N. P.; FREITAS, A. D. S. F.; VIEIRA, I. M. M. B.; SOUTO, S. M.; NEVES, M. C. P.; RUMJANEK, N. G. Efetividade de rizóbios isolados de solos da região Nordeste do Brasil na fixação do N2 em amendoim (Arachis hypogaea L.). Acta Scientiarum Agronomy, Maringá-PR, v. 27, n. 2, p. 301-307, 2005.

(23) SANTOS, C. C.; GUIMARÃES, S. L.; FARIAS, L. N.; BONFIM-SILVA, E. M.; POLIZEL, A. C. Crescimento inicial de plantas de amendoim inoculadas com rizóbio isolado de feijão caupi. Enciclopédia Biosfera: Centro Científico Conhecer, Goiânia-GO, v. 10, n. 18; p. 1097-1105, 2014.

(24) THIES, J. E.; SINGLETON, P. W.; BOHLOOL B. B. Influence of the size of indigenous rhizobial populations on establishment and symbiotic performance of introduced rhizobia on field-grown legumes. Applied and Environmental Microbiology, Amsterdam, v. 57, n. 1, p. 19-28, 1991.

(25) TREVISAN, M. V.; STEINER, F.; ZUFFO, A. M.; LIMEDE, A. C.; OLIVEIRA, C. E. S. Inoculação e aplicação foliar de molibdênio em amendoim cultivado em área de pastagem degradada. In: ALFARO, A. T. S.; TROJAN, D. G. (Org.). Descobertas das Ciências Agrárias e Ambientais 2. Ponta Grossa-PR: Atena Editora, 2017. p. 214-233.

(26) URCHEI, M. A.; RODRIGUES, J. D.; STONE, L. F. Análise de crescimento de duas cultivares de feijoeiro sob irrigação, em plantio direto e preparo convencional. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília-DF, v. 35, n. 3, p. 497-506, 2000.

(27) VERONEZI, S. D. F.; COSTA, M. R.; SILVA, A. T.; MERCANTE, F. M. Co-inoculação de rizóbio e Azospirillum brasilense em feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.). Cadernos de Agroecologia, Curitiba-PR, v. 7, n. 2, p. 1-4 2012.

(28) ZUFFO, A. M.; REZENDE, P. M.; BRUZI, A. T.; OLIVEIRA, N. T.; SOARES, I. O.; NETO G. F. G.; CARDILLO, B. E. S.; SILVA, L. O. Co-inoculation of Bradyrhizobium japonicum and Azospirillum brasilense in the soybean crop. Revista de Ciências Agrarias, Lisboa, v. 38, n. 1, p. 87-93, 2015.

Published

2017-12-20

How to Cite

Santos, D. M. da S., Bush, A., Silva, E. R. da, Zuffo, A. M., & Steiner, F. (2017). BACTÉRIAS FIXADORAS DE NITROGÊNIO E MOLIBDÊNIO NO CULTIVO DO AMENDOIM EM SOLO DO CERRADO. REVISTA DE AGRICULTURA NEOTROPICAL, 4(5), 84–92. https://doi.org/10.32404/rean.v4i5.2165

Most read articles by the same author(s)

1 2 > >>