QUALIDADE DA ÁGUA DO CÓRREGO DO CEDRO PARA FINS DE IRRIGAÇÃO DE ALIMENTOS “IN-NATURA”

Cleiton Dalastra, Fernando Braz Tangerino Hernandez, Gustavo Cavalari Barboza, Carolina Rocha Sonego

Resumo


A água tem papel vital como elemento mantenedor da vida terrestre; essencial para a sobrevivência humana e essencial na produção de alimentos. O avanço da urbanização tem comprometido o equilíbrio ecológico do ambiente principalmente no despejo de efluentes contaminantes nos corpos d’águas ou nas suas adjacencias. O grande problema está na reutilização dessa água contaminada na produção de alimentos, fato que ocorre na circuvizinhança do perimetro urbano de Cassilandia-MS, abastecido pelo córrego do Cedro, objeto de estudo do presente trabalho, o qual recebe resíduos sanitários de forma direta das residências próximas ou oriundos de uma estação de tratamento de esgoto. Neste contexto este trabalho avaliou a qualidade da água, comparando-a com os parâmetros da legislação vigente. Foi constatada conformidade em relação à legislação vigente  apenas as amostras colhidas próximas à nascente do manancial, enquanto os demais locais do leito apresentaram qualidade  inconforme em pelo menos um parâmetro avaliado.


Texto completo:

PDF

Referências


(1) AYRES, R. S.; WESTCOT, D. W. A qualidade da água na agricultura. Tradução de Hans RajGheyi, José Francismar de Medeiros, Francisco Ademilton Damasceno. Campina Grande-PB: Universidade Federal da Paraíba, 1991. 218 p.

(2) ANDREOLI, C. V. Higienização do Lodo de Esgoto. In: ANDREOLI, C. V. Resíduos sólidos no saneamento: processamento, reciclagem e disposição final. Rio de Janeiro-RJ: ABES, 2001. 257 p.

(3) ALMEIDA, R. M. A.; HUSSAR, G. J.; PERES, M. R.; FERRIANI JUNIOR, A. L. Qualidade microbiológica do córrego “Ribeirão dos Porcos” no município de Espírito Santo do Pinhal. Engenharia Ambiental: pesquisa e tecnologia, Espírito Santo do Pinhal-SP, v. 1, n. 1, p. 47-52, 2004.

(4) BARBOZA, G. C.; HERNANDEZ, F. B. T.; FRANCO, R. A. M. Análise de riscos à sistemas de irrigação causados pela qualidade da água do córrego do Coqueiro - SP. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, v.5, n. 1, p. 24-36, 2011.

(5) BUENO, L. F.; GALBIATTI, J. A.; BORGES, M. J. Monitoramento de variáveis de qualidade da água do Horto Ouro Verde – Conchal/SP. Revista de Engenharia Agrícola, Jaboticabal-SP, v. 25, n. 3, p. 742-748, 2005.

(6) CDC. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Diagnosis andmanagement of foodborne illnesses: a primer for physicians. Morbidity and Mortality Atlanta-GA: Weekly Report 53, 2004.

(7) CETESB. COMPANHIA DE TECNOLOGIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL. Relatório de qualidade das águas interiores do estado de São Paulo 2004/CETESB. São Paulo: CETESB, 2005.

(8) CONAMA. CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE. Resolução CONAMA nº 20 de 1986. Brasília: D.O.U., 1986. Disponível em: . Acesso em: 26/02/2009

(9) CHRISTOFIDIS, D. Água, irrigação e agropecuária sustentável. Revista de Política Agrícola, Brasília-DF, v. 22, n. 1, p.115-127, 2013.

(10) COELHO, E. F.; OLIVEIRA, A. S.; BORGES, A. L. Aspectos básicos da fertirrigação. In: BORGES, A. L.; COELHO, E. F.; TRINDADE, A. V. Fertirrigação em fruteiras tropicais. Cruz das Almas-BA: Embrapa Mandioca e Fruticultura, 2002. p. 9-14.

(11) DALASTRA, C., CAMPOS, A. R., FERNANDES, F. M., MARTINS, G. L. M., CAMPOS, Z. R. Silício como indutor de resistência no controle de tripes do prateamento Enneothrips flavens Moulton, 1941 (Thysanoptera: Thripidae) e seus reflexos na produtividade do amendoinzeiro. Ciência e Agrotecnologia, v. 35, n. 2 p. 531-538, 2010.

(12) D’AOUST, J.Y. Salmonella Species. In: DOYLE, M.P.; BEUCHAT, L. R.; MONTVILLE, T. J. Food microbiology fundamentals and frontiers. 2 ed. Washington, DC: American Society for Microbiology, 2001. p. 141-178.

(13) DONADIO, N. M. M.; GABIATTI, J. A.; DE PAULA, R. C. Qualidade da água de nascentes com diferentes usos do solo na bacia hidrográfica do córrego Rico, São Paulo, Brasil. Revista de Engenharia Agrícola, Jaboticabal-SP, v. 25, n. 1, p. 115-125, 2005.

(14) ESTEVES, F. A. Fundamentos de limnologia. Rio de Janeiro-RJ: Finep, 1988. 573p.

(15) FAO. FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION. Summary report of the food security dialogue day organized. FAO, IFAD, WFP and Bioversity International. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2012.

(16) FDA/CFSAN. FOOD AND DRUG ADMINISTRATION /CENTER FOR FOOD SAFETY AND APPLIED NUTRITION. Guia de Segurança Alimentar de A à Z – Salmonella 03/07/2008. Disponível em: http://www.cfsan.fda.gov/ ~ dms/a2z-s.html. Acesso em 14/02/2013.

(17) FELIPPE, M. F.; MAGALHÃES JÚNIOR, A. P. Impactos ambientais macroscópicos e qualidade das águas em nascentes de parques municipais em Belo Horizonte - MG. Geografias, Belo Horizonte-MG, v. 8, n. 2, p. 8-23, 2012.

(18) FRAVET, A. M. M. F.; CRUZ, R. L. Qualidade da água utilizada para irrigação de hortaliças na região de Botucatu-SP. Revista Irriga, Botucatu-SP, v. 12, n. 2, p. 144-155, 2007.

(19) LOPES, C. L. Monitoramento da qualidade da água da microbacia do córrego da Olaria. Fórum Ambiental da Alta Paulista, São Paulo-SP, v. 7, n. 2, p. 452-461, 2011.

(20) LUCAS, A. A. T.; MOURA, A. S. A; NETTO, A de O. A; FACCIOL, G. G; SOUSA, I. F. Qualidade da água no riacho Jacaré, Sergipe e Brasil usada para irrigação. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, Fortaleza-CE, v. 8, n. 2, p. 98 - 105, 2014.

(21) MOURA, R. da S.; HERNANDEZ, F. B. T.; LEITE, M. A.; FRANCO, R. Qualidade da água para uso em irrigação na microbacia do Córrego do Cinturão Verde, município de Ilha Solteira/SP. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, Fortaleza-CE, v.5, n. 1, p.8–74, 2011.

(22) NAKAYAMA, F. S.; BUCKS, D. A. Trickle irrigation for crop production. Amsterdam: ELSEVIER, 1986. 383p.

(23) OLIVEIRA, M. R. de.; HORN, A. H. Comparação da concentração de metais pesados nas águas do Rio São Francisco em Três Marias, desde 1991 até hoje, relacionando a atuação da Cmm- Três Marias. Geonomos, Três Marias-MG, v.14, n. 2, p. 55-63, 2006.

(24) SANTOS, G.O.; HERNANDEZ, F.B.T. Uso do solo e monitoramento dos recursos hídricos no córrego do Ipê, Ilha Solteira, SP. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande/SP , v.17, n.1, p.60-68, 2013.

(25) SCALOPPI, E, J.; BRITO R. A. Qualidade da água e do solo para irrigação. Informe Agropecuário, São Paulo-SP, v. 139, n. 1, p. 80 - 94, 1986.

(26) SILVA, D. D.; PRUSKI, F. F. Recursos hídricos e desenvolvimento sustentável da agricultura. Viçosa-MG: UFV, 1997. 252p.

(27) SILVA, Í. N.; FONTES, L. O.; TAVELLA, L. B. Qualidade de água na irrigação. Agropecuária Científica no Semiárido, v.7, n.3 , p. 1-15, 2011.

SPERLING, M. V. Princípios básicos do tratamento de esgotos. v. 2 Belo Horizonte-MG: UFMG, 1996. 211p.

(28) TAKAYANAGUI, O. M.; FEBRÔNIO, L. H. P.; BERGAMINI, A. M.; OKINO, M. H. T.; SILVA, A. M. C. C. Fiscalização de hortas produtoras de verduras do município de Ribeirão Preto, SP. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Uberaba-MG, v. 33 n. 1, p. 169-174, 2000.

(29) TESTEZLAF, R. Filtros de areia aplicados à irrigação localizada: teoria e prática. Revista de Engenharia Agrícola, Jaboticabal-SP, v. 28, n. 3, p. 604-613, 2008.

(30) TUNDISI, J. G. Água no século 21: enfrentando a escassez. 2º ed. Brasil: Saraiva, 2005. 247p.

(31) VANZELA, L. S.; HERNANDEZ, F B. T.; FRANCO R. A. M. Influência do uso e ocupação do solo nos recursos hídricos do Córrego Três Barras, Marinópolis. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande-PB, v. 14, n. 1, p. 55–64, 2010.

(32) WWF GLOBAL. WORLD WIDE FUND FOR NATURE. The energy report: 100% renewable energy by 2050. Disponível em: . Acesso em: 2 maio 2011.




DOI: https://doi.org/10.32404/rean.v1i2.242

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista de Agricultura Neotropical

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.