EFEITO DA APLICAÇÃO DE RESÍDUOS URBANOS E INDUSTRIAIS NA CULTURA DA AVEIA PRETA CULTIVADA EM LATOSSOLO VERMELHO EM SISTEMA PLANTIO DIRETO

Susiane de Moura Cardoso dos Santos, João Arthur Antonangelo, Angélica Cristina Fernandes Deus, Leonardo Theodoro Büll

Abstract


O emprego racional de resíduos industriais e urbanos na agricultura sob sistema plantio direto (SPD) promove inúmeros benefícios sobre as propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, reduzindo assim, a utilização de fertilizantes sintéticos, proporcionando efeitos benéficos ao solo e ao ecossistema. Além de atuarem como atenuadores da acidez do solo, esses resíduos são excelentes fontes de nutrientes às plantas. O trabalho teve como objetivo avaliar o estado nutricional e a produção de matéria seca da aveia preta após aplicação de resíduos industriais e urbanos sob sistema plantio direto. Trata-se de um trabalho em longo prazo, perfazendo um período de nove anos, onde até o presente momento ocorreram cinco aplicações de resíduos em 2002, 2005, 2007, 2009 e 2011. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com quatro repetições. Os tratamentos foram compostos por quatro resíduos, sendo dois urbanos (lodo centrifugado e de biodigestor) e dois industriais (escória de aciaria e lama cal). Foi determinado a massa de matéria seca e os teores de macro e micronutrientes da aveia preta. A dose de 8 Mg ha-1 foi a única que apresentou diferença significativa para a produção de matéria seca dentre os resíduos aplicados. Os macros nutrientes N, P, K e S não apresentaram diferença em função das doses. A aplicação dos resíduos nas diferentes doses não influenciou os teores de Cu e Fe.


References


(1) ABREU, C. A.; ABREU, M. F.; RAIJ, B.; BATAGLIA, O. C.; ANDRADE, J. C. Extraction of boron from soil by microwave heating for ICP-AES determination. Plant Production Sciense, Japão, v. 1, n. 2, p. 96-103, 1998.

(2) AMADO, T. J. C.; SANTI, A.; ACOSTA, J. A. A. Adubação nitrogenada na aveia preta. II - Influência na decomposição de resíduos, liberação de nitrogênio e rendimento de milho sob sistema plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 27, n. 6, 1085-1096, 2003.

(3) BATAGLIA, O. C.; FURLANI, A. M. C.; TEIXEIRA, J. F. P; FURLANI, P. R.; GALLO, J. R. Métodos de análises químicas de plantas. Campinas-SP: Instituto Agronômico, 1983. 48 p. (Boletim Técnico, 78).

(4) BERTON, R. S.; VALADARES, J. M. A. S.; CAMARGO, O. A.; BATAGLIA, O. C. Peletização de biossólidos e adição de CaCO3 na produção de matéria seca e absorção de Zn, Cu e Ni pelo milho em três latossolos. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 21, n. 4, p. 685-691, 1997.

(5) BERTON, R. S.; CAMARGO, O. A.; VALADARES, J. M. A. S. Absorção de nutrientes pelo milho em resposta à adição de lodo de esgoto a cinco solos paulistas. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 13, n. 1, p. 187-192, 1989.

(6) BORKERT, C. M.; GAUDÊNCIO, C. A.; JUNIOR, A. O.; PEREIRA, J. E.; PEREIRA, L. R. Nutrientes minerais na biomassa da parte aérea em culturas de cobertura de solo. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília-DF, v. 38, n. 1, p. 143-153, jan. 2003.

(7) CAMARGO, O. A.; MONIZ, A. C.; JORGE, J. A.; VALADARES, J. M. A. S. Métodos de análise química, mineralógica e física de solo do Instituto Agronômico de Campinas. Campinas-SP: Instituto Agronômico de Campinas, 1986. 94 p. (Boletim Técnico, 106).

(8) CARVALHO-PUPATTO, J. G.; BÜLL, L. T.; CRUSCIOL, C. A. C. Atributos químicos do solo, crescimento radicular e produtividade do arroz de acordo com a aplicação de escórias. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília-DF, v. 39, n. 12, p. 1213-1218, 2004.

(9) CORRÊA J. C.; BÜLL, L. T.; CRUSCIOL A. C.; TECCHIO M. A. Aplicação superficial de escória, lama cal, lodos de esgoto e calcário na cultura da soja. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília-DF, v. 43, n. 9, p. 1209-1219, 2008.

(10) CORRÊA,J. C.; FREITAG, E. E.; BÜLL, L. T.; CRUSCIOL, C. A. C.; FERNANDES, D. M.; Marcelino, R. Aplicação superficial de calcário e diferentes resíduos em soja cultivada no sistema plantio direto. Bragantia, Campinas-SP, v. 68, n. 4, p. 1059-1068, 2009.

(11) EMBRAPA. EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. Brasília, DF: EMBRAPA Produção de Informação; Rio de Janeiro-RJ: Embrapa solos, 1999. 412 p.

(12) GALDO, M. V.; DE MARIA, I. C.; CAMARGO, O. A. Atributos químicos e produção do milho em um Latossolo Vermelho Eutroférrico tratado com lodo de esgoto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v.28, n. 3, p. 569-577, 2004.

(13) LOUZADA, P. T. C. Eficiência de uma escória de siderurgia como corretivo e fertilizante do solo. 1977. 52 p. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG, 1987.

(14) MALAVOLTA, E.; VITTI, G. C.; OLIVEIRA, S. A. Avaliação do estado nutricional de plantas: princípios e aplicações. 2. ed. Piracicaba-SP: Potafós, 1997. 319 p.

(15) MELFI, A. J.; MONTES, C. R. Impacto dos biossólidos sobre o solo. In: TSUTIYA, M. T.; COMPARINI, J. P.; SOBRINHO, P. A.; HESPANHOL, I.; CARVALHO, P. C. T.; MELFI, A. J.; MELO, W. J.; MARQUES, M. O. Biossólidos na Agricultura. São Paulo-SP: SABESP, 2001. 468 p. cap. 9

(16) MELO, W. J.; MARQUES, M. O.; MELO, V. P. O uso agrícola do biossólido e as propriedades do solo. In: TSUTIYA, M. T.; COMPARINI, J. P.; SOBRINHO, P. A.; HESPANHOL, I.; CARVALHO, P. C. T.; MELFI, A. J.; MELO, W. J.; MARQUES, M. O. Biossólidos na agricultura. São Paulo-SP: Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, 2001. p. 289-363.

(17) NASCIMENTO, C. W. A.; BARROS, D. A. S.; MELO, E. E. C.; OLIVEIRA, A. B. Alterações Químicas em solos e crescimento de milho e feijoeiro após aplicação de lodo de esgoto. RevistaBrasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 21, n. 2, p. 385-392, 2004.

(18) OLIVEIRA, F. C.; MATTIAZZO, M. E.; MARCIANO, C. R.; ROSETTO, R. Efeitos de aplicações sucessivas de lodo de esgoto em um Latossolo Amarelo Distrófico cultivado com cana-de-açúcar: carbono orgânico, condutividade elétrica, pH e CTC. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 26, n. 2, p. 505-519, 2002.

(19) OLIVEIRA, E. L.; PAVAN, M. A. Control of soil acidity in no-tillage system for soybean production. Soil and Tillage Research, Amsterdam, v. 38, n. 1,2, p. 47-57, 1996.

(20) PEREIRA, J. E. Solubilidade de alguns calcários e escórias de alto forno. 1978. 84 p. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa-MG, 1978.

(21) PIAU, W. C. Viabilidade do uso de escórias como corretivo e fertilizantes. 1991. 99 p. Dissertação (Mestrado em Ciências/Energia Nuclear na Agricultura) - Universidade de São Paulo, Piracicaba-SP, 1991.

(22) PRADO, R. M.; NATALE, W.; FERNANDES, F. M.; CORRÊA, M. C. M. Reatividade de uma escória de siderurgia em um Latossolo Vermelho Distrófico. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 28, n. 1, p. 197-205, 2004.

(23) PRADO, R. M.; FERNANDES, F. M.; NATALE, W. Efeito residual da escória de siderurgia como corretivo de acidez do solo na soqueira de cana-de-açúcar. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 27, n. 2, p. 287-296, 2003.

(24) PRADO, R. M.; COUTINHO, E. E. M.; ROQUE, C. G.; VILLAR, M. L. P. Avaliação da escória de siderurgia e de calcários como corretivos da acidez do solo no cultivo da alface. Pesquisa agropecuária brasileira, Brasília-DF, v. 37, n. 4, p. 539-546, 2002.

(25) RAIJ, B. V.; CANTARELLA, H.; QUAGGIO, J. A.; FURLANI, A. M. C. (Eds). Recomendações de adubação e calagem para o estado de São Paulo. 2ª ed. rev. atual. Campinas-SP: Instituto Agronômico de Campinas, 1997. 285 p. (Boletim Técnico, 100).

(26) RAIJ, B. V.; QUAGGIO, J. A. Métodos de análise de solo para fins de fertilidade. Campinas-SP: Instituto Agronômico de Campinas, 1983. 31 p. (Boletim Técnico, 81).

(27) ROS, C. O.; AITA, C.; CERETTAM, C. A.; FRIES, M. R. Lodo de esgoto: efeito imediato no milheto e residual na associação aveia-ervilhaca. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Campinas-SP, v. 17, n. 2, p. 257-261, 1993.

(28) SANTOS, G. A.; CAMARGO, F. A. O. Fundamentos da matéria orgânica no solo: ecossistemas tropicais e subtropicais. Porto Alegre-RS: Gênesis, 1999. 518 p.

(29) TSUTIYA, M. T.; COMPARINI, J. B.; ALEM SOBRINHO, P.; HESPANHOL, I.; CARVALHO, P. C. T.; MELFI, A. J.; MELO, W. J.; MARQUES, M. O. Biossólidos na agricultura. São Paulo-SP: Sabesp, 2001. 468 p.

(30) VELOSO, C. A. C., BORGES, A. L., MUNIZ, A. S., VEIGAS, J. A. Efeitos de diferentes materiais no pH do solo. Scientia Agrícola, Piracicaba-SP, v. 49, n. 1, p. 123-8, 1992.




DOI: https://doi.org/10.32404/rean.v2i1.247

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2015 JOURNAL OF NEOTROPICAL AGRICULTURE

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.