HETEROSE EM HÍBRIDOS DE MELANCIA

Aline Torquato Tavares, Danilo Alves Porto da Silva Lopes, Francielly Quiteria Guimaraes Alves, Gil Rodrigues Santos, Ildon Rodrigues Nascimento

Resumo


A melancia é uma curcubitácea bastante difundida no mundo, predominando nos cultivos comerciais o uso de híbridos. Apesar desse cenário, poucos são os trabalhos que relatam a magnitude e efeito da heterose em caracteres de interesse nesta cultura. O objetivo desse trabalho foi estimar a heterose em híbridos de melancia para características agronômicas e qualidade dos frutos. Os tratamentos foram constituídos de 22 genótipos, sendo 15 híbridos experimentais obtidos do cruzamento de seis genitores: quatro cultivares comerciais, duas linhagens experimentais e um híbrido comercial, usado como testemunha. O experimento foi realizado em delineamento de blocos casualizados com três repetições. Os cruzamentos e a análise estatística dos dados foram realizados segundo o modelo Gardner e Eberhart (1966) e adaptados por Miranda Filho e Geraldi (1984). Para heterose padrão, o híbrido Crimson Sweet® (Tecnoseed) x WMX-001G-14-02-55-01pl#09 manifestou heterose positiva para a maioria das características. Para teores de açúcares, o maior percentual de heterose positiva foi encontrado no híbrido Crimson Sweet® (Hollar) x WMX-001G-14-02-55-01pl#08. A melhor combinação híbrida para produtividade e firmeza da casca foi obtida nos cruzamentos com as linhagens experimentais WMX-001G-14-02-55-01pl#08 e WMX-001G-14-02-55-01pl#09.

Texto completo:

PDF

Referências


(I) Bahari, M., Rafii, M.Y., Saleh, G.B., Latif, M.A., 2012. Combining ability analysis in complete diallel cross of watermelon (Citrullus lanatus (Thunb.) Matsum. & Nakai). The Scientific World Journal, 12, 1-6.

(II) Barros, H.B., Sediyama, T., Teixeira, R.C., Fidélis, R.R., Cruz, C.D., Reis, M.S., 2010. Adaptabilidade e estabilidade de genótipos de soja avaliados no estado do Mato Grosso. Revista Ceres, 27, 359-366.

(III) Bernini, C.S., Parteniani, M.E.A.G.Z., 2012. Estimativas de parâmetros de heterose em híbridos de populações F2 milho1. Pesquisa Agropecuária Tropical, 42, 56-62.

(IV) Bomfim, I.G.A., Cruz, D.O., Freitas, B.M., Aragão, F.A.S., 2013. Polinização em melancia com e sem semente. Fortaleza-CE, Embrapa Agroindústria Tropical, 54 p. (Circular Técnica 168).

(V) Borém, A., Miranda, G.V., 2009. Melhoramento de plantas, quinta ed. Viçosa-MG, UFV.

(VI) Borém, A., Miranda, G.V., 2013. Melhoramento de plantas, sexta. ed. Viçosa-MG, UFV.

(VII) Bos, I., Caligari, P., 2011. Selection methods in plant breeding, second ed. London, Chapman and Hall.

(VIII) Cruz, C.D., 2006. Programa Genes: Aplicativo computacional em genética e estatística, Viçosa-MG, UFV.

(IX) Cruz, C.D., Regazzi, A.J., 1997. Modelos biométricos aplicados ao melhoramento genético, primeira ed. Viçosa-MG, UFV.

(X) Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, 2009. A cultura da melancia. https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/11919/2/00081320.pdf (acessado 20 de março de 2018).

(XI) Falconer, D.S., 1987. Introdução à genética quantitativa, Viçosa-MG, Imprensa Universitária.

(XII) Fehr, W.R. 1987. Principles of cultivars developoment, Theory and Technique, New York, Macmillan.

(XIII) Ferreira, M.A.J.F., 2005. Técnicas de produção de sementes de melancia via polinizações manuais e controladas, em campo e casa-de-vegetação. Brasília-DF, Embrapa Hortaliças, 7 p. (Circular Técnica 40).

(XIV) Gardner, C.O., Eberhart, S.A., 1966. Analysis and interpretation of the variety cross diallel and related populations. Biometrics, 22, 439-452.

(XV) Godoy, A.R., Higuti, A.R.O., Cardoso, A.I.I., 2008. Produção e heterose em cruzamentos entre linhagens de pepino do grupo caipira. Bragantia, 67, 839-844.

(XVI) Godoy, A.R., Oviedo, V.R.S., Cardoso, A.I.I., 2005. Análise endogâmica de uma população de pepino caipira. Horticultura Brasileira, 23, 785-788.

(XVII) Gusmini, G., Wehner, T.C., 2004. Heterosis for yield in a watermelon hybrid. Cucurbit Genetcs Cooperative Report, 1, 43-44.

(XVIII) Leão, D.S.S., Peixoto, J.R., Vieira, J.V., Cecilio Filho, A.B., 2008. Produtividade de melancia em diferentes níveis de Adubação química e orgânica. Bioscience Journal, 24, 32-41.

(XIX) Marame, F., Dessalegne, L., Fininsa, C., Sigvald, R., 2009. Heterosis and heritability in crosses among Asian and Ethiopian parents of hot pepper genotypes. Euphytica, 168, 235-247.

(XX) Martins, J.C.P., Aroucha, E.M.M., Medeiros, J.F., Nascimento, I.B., Paula, V.F.S., 2013. Características pós-colheita dos frutos de cultivares de melancia, submetidas à aplicação de bioestimulante. Revista Caatinga, 26, 18-24.

(XXI) Melchinger, A.E., 1999. Genetic diversity and heterosis, in: Coors, J.G., Pandey, S., (Ed.), The genetics and exploration of heterosis in crops, ASA/CSSA, p. 99-118.

(XXII) Miranda Filho, J.B., Geraldi, I.O., 1984. An adapted model for the analysis of partial diallel crosses. Revista Brasileira de Genética, 7, 667-688.

(XXIII) Oliveira, L.M.De, Cavalheiro, V.B.D., Moraes, D.M.De, Tilman, M.A.A., Schuch, L.O.B., 2015. Medição do CO2 como método alternativo para a diferenciação do vigor de lotes de sementes de melancia. Ciência Rural, 45, 606-611.

(XXIV) Pfann, A.Z., Faria, M.V., Andrade, A.A., Nascimento, I.R., Faria, C.M.D.R., Bringhentti, R.M., 2009. Capacidade combinatória entre híbridos simples de milho em dialelo circulante. Ciência Rural, 39, 635-641.

(XXV) Ramos, A.R.P., Dias, R.C.S., Aragão, C.A., 2009. Densidades de plantio na produtividade e qualidade de frutos de melancia. Horticultura Brasileira, 27, 560-564.

(XXVI) Seagro - Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 2017. Começa a colheita de melancia no Tocantins. https://seagro.to.gov.br/noticia/2017/6/21/comeca-a-colheita-de-melancia-no-tocantins/ (acessado 24 de abril de 2018).

(XXVII) Silva, M.L., Queiróz, M.A., Ferreira, M.A.J.F., Buso, G.S.C., 2006. Caracterização morfológica e molecular de acessos de melancia. Horticultura Brasileira, 24, 405-409.

(XXVIII) Souza, F.F., Dias, R.C.S., Queiróz, M.A., 2013. Capacidade de combinação de linhagens avançadas e cultivares comerciais de melancia. Horticultura Brasileira, 31, 595-601.

(XXIX) Tavares, A.T., Vaz, J.C., Coelho, R.S., Lopes, D.A.S.P., Alves, F.Q.G., Nascimento, I.R., 2018. Aptidão agronômica de genótipos de melancia no sul do estado do Tocantins. Agropecuária Científica no Semiárido, 14, 59-64.




DOI: https://doi.org/10.32404/rean.v6i2.2658

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 JOURNAL OF NEOTROPICAL AGRICULTURE

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.