MÉTODOS DE APLICAÇÃO DE NITROGÊNIO NA CULTURA DO MILHO EM SOLO DE CERRADO

Evandro Marcos Biesdorf, Elivelton Maciel Biesdorf, Matheus Ferreira França Teixeira, Otto Herbert Dietrich, Leonardo Duarte Pimentel, Charles de Araujo

Resumo


O nitrogênio (N) é o nutriente mais limitante à produtividade do milho, sendo requerido em grandes quantidades para suprir a demanda da cultura. Além disso, o N aplicado via fertilizante mineral é muito susceptível a perdas por volatilização e/ou lixiviação, o que sugere a necessidade de estudos sobre métodos de aplicação visando otimizar o uso deste insumo. Objetivou-se com este estudo avaliar os efeitos de métodos de aplicação de N na cultura do milho nas condições do Cerrado Mato-grossense. Foram testadas duas formas de aplicação do N, na forma de ureia: aplicação a lanço em área total e incorporação ao solo na linha de plantio as quais foram parceladas em duas aplicações (semeadura e estádio vegetativo V6). O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados com três tratamentos e sete repetições. No estádio do pleno florescimento masculino assim como em R2, R3 e R6 observou-se, entre os tratamentos, diferença na altura das plantas, diâmetro de colmo, peso de matéria fresca e seca da parte aérea. Por outro lado, a leitura do teor de clorofila na folha não foi alterada pelo método de aplicação de N. A maior produtividade e peso de matéria seca de grãos foi obtida com a incorporação do N ao solo. Os resultados obtidos neste estudo sugerem que a aplicação de N de forma incorporada ao solo é a melhor estratégia para a obtenção de altas produtividades de grãos de milho para as condições do estado do Mato Grosso.


Texto completo:

PDF

Referências


(1) ALVES, V. M. C.; VASCONCELLOS, A. A.; FREIRE, F. M.; PITTA, G. V. E.; FRANÇA, G. E.; FILHO, A. R.; ARAÚJO, J. M.; VIEIRA, J. R.; LOUREIRO, J. E. Milho. In: RIBEIRO, A. C.; GUIMARÃES, P. T. G.; VENEGAS, V. H. A. (Eds.). Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais. Viçosa: Comissão de Fertilidade do Solo do Estado de Minas Gerais, 1999. p. 314-316.

(2) AMADO, T. J. C.; MIELNICZUK, J.; AITA, C. Recomendação de adubação nitrogenada para o milho no RS e SC adaptada ao uso de culturas de cobertura do solo, sob sistema plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 26, n. 1, p. 241-248, 2002.

(3) ARGENTA, G.; SILVA, P. D.; BORTOLINI, C. G.; FORSTHOFER, E. L.; STRIEDER, M. L. Relação da leitura do clorofilômetro com os teores de clorofila extraível e de nitrogênio na folha de milho. Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, Campinas-SP, v. 13, n. 2, p. 158-167, 2001.

(4) BÜLL, L. T. Nutrição mineral do milho. In: BÜLL, L.T.; CANTARELLA, H. (Eds.) Cultura do milho: fatores que afetam a produtividade. Piracicaba-SP: Potafós, 1993. p. 63-146.

(5) BULLOCK, D. G.; ANDERSON, D. S. Evaluation of the Minolta SPAD 502 chlorophyll meter for nitrogen management in corn. Journal of Plant Nutrition, New York, v. 21, n. 4, p. 741-755, 1998.

(6) CANTARELLA, H.; MARCELINO, R. Fontes alternativas de nitrogênio para a cultura do milho. Informações Agronômicas, v. s/n, n. 122, p. 12-14, 2008.

(7) CARVALHO, I. R.; DE SOUZA, V. Q.; FOLLMANN, D. N.; NARDINO, M.; SCHMIDT, D.; WESTPHALEN, F.; WESTPHALEN, F. Desempenho agronômico de híbridos de milho em ambiente irrigado e sequeiro. Enciclopédia Biosfera, Goiânia-GO, v. 10, n. 18, p. 1144-1153, 2014.

(8) CARVALHO, L. B.; BIANCO, S.; PITELLI, R. A.; BIANCO, M. S. Estudo comparativo do acúmulo de massa seca e macronutrientes por plantas de milho var. BR-106 e Brachiaria plantaginea. Planta Daninha, Viçosa-MG, v. 25, n. 2, p. 293-301, 2007.

(9) COELHO, A. M. Nutrição e adubação do milho. In: CRUZ, J. C.; KARAM, D.; MONTEIRO, M. A. R.; MAGALHÃES, P. C. (Eds.) A cultura do milho. Sete Lagoas-MG: Embrapa Milho e Sorgo, 2008. cap. 6, p. 131-157.

(10) CONAB. COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO. Acompanhamento da safra brasileira de grãos. 8 ed. Brasília: Conab, 2015.

(11) COSTA, N. R.; ANDREOTTI, M.; GAMEIRO, R. A.; PARIZ, C. M.; BUZETTI, S.; LOPES, K S. M. Adubação nitrogenada no consórcio de milho com duas espécies de braquiária em sistema plantio direto. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília-DF, v.47, n. 9, p. 1038-1047, 2012.

(12) EMBRAPA. EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Sistema de produção. Sete Lagoas: Embrapa, 2006. 225p.

(13) FERRARA, R. M.; LOUBET, B.; DECUQ, C.; PALUMBO, A. D.; DI TOMMASIC, P.; MAGLIULO, V.; MASSON, S.; PERSONNE, E.; CELLIER, P.; RANA, G. Ammonia volatilisation following urea fertilisation in an irrigated sorghum crop in Italy. Agricultural and Forest Meteorology, Connecticut, v. 195, n. 1, p. 195-196, 2014.

(14) FONTOURA, S. M. V.; BAYER, C. Ammonia volatilization in no-till system in the south-central region of the State of Paraná, Brazil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 34, n. 5, p. 1677-1684, 2010.

(15) GOMES, R. F.; SILVA, A. G.; ASSIS, L.; PIRES, F. R. Efeito de doses e da época de aplicação de nitrogênio nos caracteres agronômicos da cultura do milho sob plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 31, n. 5, p. 931-938, 2007.

(16) KARLEN, D. L.; FLANNERY, R. L.; SADLER, E. J. Aerial accumulation and partitioning of nutrients by corn. Agronomy Journal, Madison-WI, v. 80, n. 2, p. 232-242, 1988.

(17) LARA CABEZAS, W. A. R.; KORNDORFER, G. H.; MOTTA, S. A. Volatilização de N-NH3 na cultura de milho: II. Avaliação de fontes sólidas e fluidas em sistema de plantio direto e convencional. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 21, n. 3, p. 489-496, 1997.

(18) OLIVEIRA, O. J.; SIQUEIRA, J. L.; SANTOS, V. S. Classificação climática da região de São Vicente da Serra segundo critérios de W.W. Köeppen e critérios de W.C. Thornthwaite. Cuiabá: CEFET de Cuiabá, 2004. 24p. (Boletim Técnico, 1)

(19) SANTOS, H. P.; PEREIRA, L. R. Efeito de sistemas de sucessão de cultura de inverno sobre algumas características agronômicas de milho em plantio direto. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 29, n. 4, p. 1691-1694, 1994.

(20) SILVA, E.C.; BUZETTI, S.; GUIMARÃES, G.L.; LAZARINI, E.; SÁ, M.E. Doses e épocas de aplicação de nitrogênio na cultura do milho em plantio direto sobre Latossolo vermelho. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 29, p. 353-362, 2005.

(21) SOUZA, J. A.; BUZETTI, S.; TEIXEIRA FILHO, M. C. M.; ANDREOTTI, M.; SÁ, M. D.; ARF, O. Adubação nitrogenada na cultura do milho safrinha irrigado em plantio direto. Bragantia, Piracicaba-SP, v. 70, n. 2, p. 447-454, 2011.

(22) TOZETTI, A. D.; BILLIA, R. C.; SILVA, C.; CERVIGNI, G.; GOMES, O. M. T. Avaliação de progênies de milho na presença e ausência de adubo. Revista Científica Eletrônica de Agronomia, Garça-SP, v. 6, n. 5, p. 6-10, 2004.

(23) VARVEL, G. E.; SCHPERS, J. S.; FRANCIS, D. D. Ability for in-season correction of nitrogen deficiency in corn using chlorophyll meters. Soil Science Society of America Journal, Madison-WI, v. 61, n. 4, p. 1233-1239, 1997




DOI: https://doi.org/10.32404/rean.v3i1.805

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 JOURNAL OF NEOTROPICAL AGRICULTURE

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.