Relato de experiência extensionista com interface entre saúde pública e educação

Autores

Resumo

Este artigo visa apresentar o relato de experiência de um projeto de extensão, denominado “Saúde Pública em Ação”, o qual é desenvolvido entre professores e acadêmicos da Universidade Católica Dom Bosco, na cidade de Campo Grande-MS. O projeto envolve diferentes áreas do conhecimento e tem como principal objetivo desenvolver ações interdisciplinares a partir da temática de saúde única com públicos diversificados, de crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos. As ações se desenvolvem a partir de diferentes aspectos, desde realização de palestras, oficinas, orientações domiciliares, brincadeiras, participação em eventos sociais, ações educativas em escolas e realização do Dia de Saúde Pública na UCDB, o qual desenvolve-se no campus da Universidade, por meio da visitação de professores e estudantes de escolas da educação básica, da rede pública e privada de Campo Grande. Ao longo do passeio, os visitantes além de conhecerem diferentes espaços da Universidade, desenvolvem ações relacionadas à temática de saúde única. A partir do desenvolvimento das ações do projeto, é possível identificar o quanto a extensão universitária oportuniza o enriquecimento da formação acadêmica, pessoal e humanística tanto de professores como de estudantes, os quais, além de compartilharem seus saberes com a sociedade, por meio da relação dialógica e das interações que estabelecem com o público atendido, têm suas vivências, práticas e conhecimentos enriquecidos e dinamizados. 

Biografia do Autor

Ana Paula Zaikievicz Azevedo, Universidade Católica Dom Bosco - UCDB

Mestre em Educação. Docente do Curso de Pedagogia. Professora de projetos de extensão. Universidade Católica Dom Bosco-UCDB.

Magyda Arabia Araji Dahroug Moussa, Universidade Católica Dom Bosco - UCDB

Graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal de Mato Grosso (2006). Aprimoramento em Anestesiologia e Cirurgia de pequenos animais na Universidade de Cuiabá (2007). Professora substituta da disciplina de Semiologia e Radiologia do Departamento de Clínica Médica Veterinária - UFMT (2007-2008). Mestrado em Ciências Veterinárias (UFMT). Doutorado em Pesquisa Clínica em Doenças Infecciosas da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). Tem experiência na área de Medicina Veterinária, Epidemiologia, Saúde Pública, Doenças Infecciosas de Animais domésticos e silvestres. Atualmente é docente do Curso de Medicina Veterinária da Universidade Católica Dom Bosco (MS),

 

Paula Helena Santa Rita, Universidade Católica Dom Bosco

Doutora pelo Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Ciências Ambientais e Sustentabilidade Agropecuária da Universidade Católica Dom Bosco. Mestre em Ciência Animal pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2011). Graduação em Biologia e Medicina Veterinária pela Universidade Católica Dom Bosco. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Herpetologia, atuando principalmente nos seguintes temas: serpentes, animais de laboratório, animais peçonhentos, educação ambiental, biotecnologia e etnozoologia. 

Referências

BARBOSA, Maria Carmem Silveira. Culturas infantis: contribuições e reflexões. Revista Diálogo Educação, Curitiba, v. 14, n. 43, p. 645-667, set./dez. 2014. Disponível em: www2.pucpr.br/reol/index.php/dialogo?dd99=pdf&dd1=14717. Acesso em: 28 fev. 2020.

BISCARDE, D. G. D. S.; PEREIRA-SANTOS, M.; SILVA, L. B. Formação em saúde, extensão universitária e Sistema Único de Saúde (SUS): conexões necessárias entre conhecimento e intervenção centradas na realidade e repercussões no processo formativo. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, [s. l.], n. 18, p. 177-186, 2014.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/ConstituicaoCompilado.htm.Acesso em: 10 ago. 2020.

BRASIL. Resolução nº 07 de 18 de dezembro de 2018. Brasília, DF: Ministério da Educação, 2018. Disponível em: http://www.in.gov.br/materia//asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/55877808. Acesso em: 15 abr. 2020

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação. 7. ed. Tradução de Rosisca Darcy de Oliveira. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1983.

LIMA, C. L. D. C. O papel da extensão na universidade. Leopoldianum, Santos, v. 28, n. 78, p. 11-38, jun. 2003.

MENEZES NETO, P. E. Universidade: ação e reflexão. Fortaleza: Edições UFC; Imprensa Universitária, 1983.

MISKOLCI R.; PEREIRA P. P. G. Educação e saúde em disputa: movimentos anti-igualitários e políticas públicas. Interface, [s. l.], n. 23, 2019.

RAMOS, Douglas Massoni; VIEIRA, Márcia Aparecida Lima. Extensão universitária: da teoria à prática. In: MOSTRA ACADÊMICA, 10., 2012. Anais Eletrônicos. UNIMEP, 2012. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1vPPzcyfNGcsY8A4IC4Pp2HZnaN0CFyCT/view Acesso em: 14 ago. 2020.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 23. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

SILVA, O. D. da. O que é extensão universitária? Integração ensino, pesquisa, extensão, v.III, ano 9. 1997. Disponível em: https://www.ecientificocultural.com/ECC3/oberdan9.htm. Acesso em 29 de outubro de 2019.

SÍVERES, L. O princípio da aprendizagem na extensão universitária. In: SÍVERES, Luiz (org.). A extensão universitária como um princípio de aprendizagem. Brasília, DF: Liber Livro, 2013.

VASCONCELLOS, C. S. Planejamento: projeto de ensino-aprendizagem e projeto político-pedagógico. 9 ed. São Paulo: Libertad, 2000.

Downloads

Publicado

05/11/2021

Como Citar

Azevedo, A. P. Z., Araji Dahroug Moussa, M. A., & Santa Rita, P. H. (2021). Relato de experiência extensionista com interface entre saúde pública e educação. BARBAQUÁ, 3(6), 82–97. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/barbaqua/article/view/5599

Edição

Seção

Relato de experiência