Ferrugem: entre lagartos e camaleões

Visualizações: 34

Autores

  • Isabela Fernandes Faculdade de Ciências e Letras de Assis UNESP

Palavras-chave:

Ferrugem Memória Pandemia Tempo Lagarto Camaleão Morte

Resumo

Ferrugem: entre lagartos e camaleões é uma criação literária de teor autobiográfico que aborda as mudanças e desafios enfrentados em decorrência da propagação do vírus COVID-19, apresentando como pano de fundo as memórias de infância da narradora-personagem, a qual relembra os momentos marcantes que viveu com a avó antes desta receber o diagnóstico de mal de alzheimer no ínicio da pandemia. Ademais, vale salientar que o conto tece reflexões sobre os seguintes eixos temáticos: envelhecimento, confronto entre sonho, memória e realidade, morte e, especialmente, os agravantes gerados pela pandemia na rotina familiar da narradora-personagem, de modo que esta passou dois anos sem conviver com a avó . A partir do reencontro entre ambas é possível identificar os efeitos devastadores da doença e do longo período de isolamento sobre a relação entre essas mulheres, de forma que a esperança e a fé se mostram como antídotos possíveis contra os males desencadeados por uma nova década que se iniciou como a principal gestora não só da enfermidade da avó da narradora-personagem, mas também do término repentino e angustiante de muitas outras vidas, as quais são brevemente aludidas por meio da morte do tio avô e, também, da morte de amigas antigas e estimadas da avó. 

Referências

Por se tratar de um conto, o arquivo não apresenta referências.

Downloads

Publicado

2023-05-28

Como Citar

Fernandes, I. (2023). Ferrugem: entre lagartos e camaleões . REVISTA ESTUDOS EM LETRAS, 3(1), 55–64. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/estudosletras/article/view/7038

Edição

Seção

Dossiê: criação literária