LITERATURA INDÍGENA INFANTO JUVENIL: “A BOCA DA NOITE” DE CRISTINO WAPICHANA COMO CONTRIBUIÇÃO DE ENSINO NA ESCOLA PARA A EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL II

Autores

  • Sandra Cristina de Souza UEMS
  • Ingrid Joyce de Lima Patrocínio SEMED

Resumo

Este artigo apresenta uma discussão sobre o porquê trabalhar obras de literatura indígena Infanto-juvenil nas escolas. Pois quando falamos em literatura, logo vem a nossa cabeça conceituadas obras de escritores com suas famosas escritas artísticas e canônicas, logo percebe-se que claramente vemos que são poucos os que insistem resgatar a cultura indígena, a tradição de um povo cuja a oralidade é muito forte e presente até nos dias de hoje. E tem como objetivo principal analisar os resultados obtidos ao trabalhar a obra de um autor indígena na escola. E traz consigo uma breve análise do livro “A boca da noite” do escritor indígena Cristino Wapichana. Desta forma, este artigo propõe trazer uma contribuição para que os educadores possam refletir sobre a literatura indígena no Brasil.

Referências

ALVES, J. H. P. O que ler? Por quê? A literatura e seu ensino. Leitura de literatura na escola. São Paulo: Parábola, 2013. P. 35-49.

BARTHES, R. [et.al.]. Introdução à análise estrutural da narrativa.Trad. PINTO, Maria Zélia Barbosa. Rio de Janeiro: Vozes, 2011.

BONVINI, E. Textos orais e textura oral. A tradição oral. Trad. QUEIROZ, Sônia. Belo Horizonte: FALE/UMG, 2006. P. 05-09

BRASIL. DECRETO Nº 93, DE 08 DE SETEMBRO DE 2016. Título VIII da Ordem Social. Capítulo VIII dos Índios, Brasília,DF, set, 2016. Disponível em: <https://www.senado.leg.br/atividade/const/con1988/con1988_08.09.2016/art_231_.asp>. Acesso em: 23 jul. 2018.

FREITAS, T. A. F. KRUSE, Rosa Cruz dos Santos. A temática indígena na escola – experiências de uma aula oficina. Trabalhado apresentado no VII Congresso Internacional de História. 2015. UEM.

GUESSE, É. B. SHENIPABU MYIUI: literatura e mito. Tese de Doutorado. 2014. FAPESP.

HALL, S.A identidade cultural na pós modernidade. Trad. SILVA, Tomaz Tadeu da; LOURO, Guacira Lopes. 11ª. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

LE GOFF, J. História e Memória. Trad. LEITÃO, Bernardo [et al.]. Campinas, SP: Editora da

UNICAMP, 1990.

MUNDURUKU, D. Catando Piolhos Contando Histórias. São Paulo: Escarlate, 2014

MUNDURUKU, D. Coisas de Índio Versão Infantil. São Paulo: Callis, 2010.

WAPICHANA, C. A boca da noite. Rio de Janeiro: Zit, 2016.

ROUXEL, A. Trad. REZENDE, Neide Luzia de. Aspectos metodológicos do ensino da literatura. Leitura de literatura na escola.São Paulo: Parábola, 2013. P. 17-33.

SILVA, E. Dia do índio: a folclorização da temática indígena na escola. Texto. 2013. Disponível em: <http://www.construirnoticias.com.br/dia-do-indio-a-folclorizacao-datematica-indigena-na-escola/>. Acesso em: 25/07/2018.

THIÉL, J. C. A Literatura dos Povos Indígenas e a Formação do Leitor Multicultural. Artigo. 2013. PUC-PR

TODOROV, T. Trad. Caio Meira. A literatura em perigo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil LTDA. P. 16-24. Jerusa Pires. São Paulo: Companhia de Letras, 1993.

ZUMTHOR, P. A letra e a voz: A literatura medieval. Trad. PINHEIRO, Amálio; FERREIRA Jerusa Pires. São Paulo: Companhia de Letras, 1993.

Downloads

Publicado

01/10/2019

Como Citar

de Souza, S. C., & Patrocínio, I. J. de L. (2019). LITERATURA INDÍGENA INFANTO JUVENIL: “A BOCA DA NOITE” DE CRISTINO WAPICHANA COMO CONTRIBUIÇÃO DE ENSINO NA ESCOLA PARA A EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL II. IPÊ ROXO, 1(1), 84–97. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/iperoxo/article/view/2942

Edição

Seção

Artigos