Povos Indígenas e a pandemia Covid 19 no Brasil, um genocídio anunciado.

Visualizações: 1376

Autores

  • Guillierme Chervenski Figueira University College London

Resumo

A forma como cada nação respondeu a atual pandemia de Covid 19 difere conforme a situações socioeconômicas de cada país, suas características culturais, perfis de adoecimento prévio, número de idosos e minorias vulneráveis assim como políticas publicas adotadas ou não pelos atuais governos. As populações indígenas no Brasil têm sofrido historicamente com epidemias que muitas vezes colocam em risco a existência de grupos étnicos inteiros, já tendo dizimado muitos populações. Dessa forma, busca-se olhar para esses povos e com eles analisar a trajetória fatores importantes para a atual situação pandêmica no contexto indígena brasileiro. Serão analisados o racismo estrutural e a questão de territorialidade como centrais para o atual genocídio enfrentado pelo povos indígenas no Brasil por parte de uma necropolitica do estado brasileiro que a pratica há séculos através de um abandono intencional e do “deixar morrer”.

Biografia do Autor

Guillierme Chervenski Figueira, University College London

Médico, mestrando em Antropologia Médica na University College London

Referências

ABRAMS, E. M. S., S. J. (2020). "COVID-19 and the impact of social determinants of health." The Lancet Respiratory Medicine 8(7): 659-661.

BIEHL, J. (2013). Vita : life in a zone of social abandonment, University of California Press.

BLACK, F. L. (1992) "Why did they die?" Science 258, 1739-1740 DOI: 10.1126/science.1465610.

BLACK, F. L. (1994). Infecção, Mortalidade e Populações Indígenas: Homogeneidade Biológica Como Possível Razão para Tantas Morte. Saúde e povos indígenas. E. Fiocruz. Rio de Janeiro, Editora Fiocruz: 63-87.

BUCHILLET, D. (2018). "Colonization and Epidemic Diseases in the Upper Rio Negro Region, Brazilian Amazon (Eighteenth-Nineteenth Centuries)." Boletín de Antropología 33(55): 202-122.

CODEÇO​, C. T., D. VILLELA, F. COELHO, L. S. BASTOS, L. M. CARVALHO​, M. F. C. GOMES, O. G. CRUZ and R. M. LANA (2020). Estimativa de risco de espalhamento da COVID-19 nos estados brasileiros e avaliação da vulnerabilidade socioeconômica nos municípios. 3 Relatório.

COIAB. (2020). "O Covid19 e a situação emergencial dos povos indígenas na Amazônia brasileira." Retrieved 27 Abril 2020, 2020, from https://coiab.org.br/conteudo/o-covid19-e-a-situa%C3%A7%C3%A3o-emergencial-dos-povos-ind%C3%ADgenas-na-amaz%C3%B4nia-1588018616827x701417793354989600.

CZERESNIA, D. R., A. M. (2000). "O conceito de espaço em epidemiologia- uma interpretação histórica e epistemológica." Cad. Saúde Pública 16(3): 597-617.

DIAS, B. C. R., M. T. (2020). "Grilagem, garimpo e subnotificação reforçam invisibilidade e iniquidades dos indígenas em meio à pandemia."

DOBYNS, H. F. (1993). "Disease Transfer at Contact." Annual Review of Anthropology 22: 273-291.

ENSP. (2020). "Comprometimento dos direitos humanos do Povo Tupinambá da Serra do Padeiro – doenças, violência policial, coronelismo e condições precárias da saúde indígena." Retrieved 12 Aug 2020, 2020, from http://mapadeconflitos.ensp.fiocruz.br/?conflito=ba-comprometimento-dos-direitos-humanos-do-povo-tupinamba-da-serra-do-padeiro-doencas-violencia-policial-coronelismo-e-condicoes-precarias-da-saude-indigena.

FERRARI, M. (2020). "Genocídio Indígena." Retrieved 07 Aug. 2020, 2020, from https://istoe.com.br/genocidio-indigena/.

FIOCRUZ. (2020). "Desigualdade social e econômica em tempos de Covid-19." Retrieved 13 Maio 2020, from https://portal.fiocruz.br/noticia/desigualdade-social-e-economica-em-tempos-de-covid-19.

FOUCAULT, M. (1978). History of Sexuality. New York, Pantheon Books.

LEROY, J. P. M., J. (2013). Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais: os visados territórios dos invisíveis. Injustiça ambiental e saúde no Brasil: o Mapa de Conflitos. M. F. PORTO, PACHECO, T., and LEROY, J.P. Rio de Janeiro, Editora FIOCRUZ.

LIMA, F. (2018). "Bio-necropolítica: diálogos entre Michel Foucault e Achille Mbembe." Arquivos Brasileiros de Psicologia 70: 20-33.

LUCIANO, G. d. S. (2006). O Índio Brasileiro: o que você precisa saber sobre os povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília, Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Difversidade: LACED/Museu Nacional.

MAGENTA, M. (2020). "Coronavírus: 10 gráficos para entender a situação atual do Brasil na pandemia." Retrieved 13 Maio 2020, from https://www.bbc.com/portuguese/brasil-52595760.

MALDI, D. (1998). "A questao da territorialidade na etnologia brasileira." Sociedade e Cultura 1(1): 1-17.

MARCELINO, U. (2020). "Cacique Aritana é internado com Covid-19 após longa jornada com cilindros de oxigênio." Retrieved 6 Aug. 2020, from https://lta.reuters.com/articulo/saude-c0ronavirus-aritana-internado-idLTAKCN24N2GZ.

MARTINS, C. (2018). "“Somos índios, resistimos há 500 anos. Fico preocupado é se os brancos vão resistir”." Retrieved 07/08/2020, from https://expresso.pt/internacional/2018-10-19-Somos-indios-resistimos-ha-500-anos.-Fico-preocupado-e-se-os-brancos-vao-resistir#gs.KsXCCzw.

MAYBURY-LEWIS, D. (2002). Genocide against Indigenous Peoples. Annihilating Difference: The Anthropology of Genocide. A. L. Hinton, University of California Press.

MBEMBE, A. (2019). Necropolitics, Duke University Press.

MILANEZ, F. a. a. (2019). "Existência e Diferença: O Racismo Contra os Povos Indígenas." Revista Direito e Praxis 10: 2161-2181.

NICOLA, M., Z. ALSAFI, C. SOHRABI, A. KERWAN, A. AL-JABIR, C. IOSIFIDIS, M. AGHA and R. AGHA (2020). "The socio-economic implications of the coronavirus pandemic (COVID-19): A review." Int J Surg 78: 185-193.

PATEL, J. A. e. a. (2020). "Poverty, inequality and COVID-19: the forgotten vulnerable." Public Health 183: 110-111.

PHE, P. H. O. E. (2020). Disparities in the risk and outcomes of COVID-19. London, Public Health England.

RAMOS, A. R. (1998). Indigenism: ethic politics in Brazil. United States of America, The University of Wisconsin Press.

ROCHA, D. F. D. P., M. F. S.; PACHECO, T. (2019). "[The struggle of indigenous peoples for health in environmental conflict contexts in Brazil (1999-2014)]." Cien Saude Colet 24(2): 383-392.

ROLISTON, R. G., S. (2020). "COVID-19 and the Social Determinants of Health." AMERICAN JOURNAL OF HEALTH PROMOTION 34(6): 687-688.

SÁ, M. R. (2008). "A “peste branca” nos navios negreiros- epidemias de varíola na Amazônia colonial e os primeiros esforços de imunização." Revista Latinoamericana Psicopatologia 11(4): 818-826.

SABROZA, P. (1991). "Espaço e Produção de Endemias." II Taller de la Asociación Latinoamericana de Medicina Social.

SANTOS, M. (2003). "Saúde e ambiente no processo de desenvolvimento." Ciência e Saúde Coletiva 8(1): 309-314.

SCHWARCZ, L. M. (1993). O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil - 1870 - 1930. São Paulo, Companhia das Letras.

SOUZA, V. S. (2016). "Brazilian eugenics and its international connections: an analysis based on the controversies between Renato Kehl and Edgard Roquette-Pinto, 1920-1930." Hist Cienc Saude Manguinhos 23Suppl 1(Suppl 1): 93-110.

UBINGER, H. C. (2012). OS TUPINAMBÁ DA SERRA DO PADEIRO: RELIGIOSIDADE E TERRITORIALIDADE NA LUTA PELA TERRA INDÍGENA. Master in Anthropology, Federal University of Bahia.

UNGLERT, C. V. S. (1999). Territorialização em Saúde. Distrito Sanitário. O processo social de mudança das práticas sanitárias do Sistema Único de Saúde. São Paulo - Rio de Janeiro, Hucitec-Abrasco.

VIACAVA, C. T. E. X. G. d. O. F. (2006). "Desigualdades geográficas e sociais no acesso aos serviços de saúde no Brasil: 1998 e 2003." Ciência & Saúde Coletiva 11(4): 975-986.

Downloads

Publicado

2020-11-10

Como Citar

Figueira, G. C. (2020). Povos Indígenas e a pandemia Covid 19 no Brasil, um genocídio anunciado. IPÊ ROXO, 2(1). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/iperoxo/article/view/5466