O TRABALHO NO SISTEMA PENITENCIÁRIO: uma abordagem no estabelecimento penal de Paranaíba/MS

Autores

  • Brena Monteiro Barreto UEMS
  • Isael José Santana
  • Marina Glauciele Oliveira da Silva

Palavras-chave:

Sistema penitenciário. Trabalho. Paranaíba

Resumo

A Lei nº 7.210/84 - Lei de Execuções Penais-, resguarda direitos do preso que garantem a sua dignidade na esteira da norma constitucional, se aplicados de maneira efetiva. Dentre esses direitos está o direito ao trabalho. No artigo 28, da referida lei, o trabalho do indivíduo em conflito com a lei, tem função educativa e produtiva. Durante o cumprimento da pena tem-se o trabalho como meio de progressão e de auferir ganhos ao apenado quando exercido por meio de empresa externa ao estabelecimento e a mera remição do trabalho interno. Para esse indivíduo, enquanto cumpre sua pena, o trabalho é um incentivo a uma atividade laboral lícita, incentiva-o na medida que recebe um salário pela sua prestação, além de receber remição da pena. Por remição, entende-se como parte do sistema de execução da pena no qual o sentenciado tem direito a progressão desde que cumprido os pressuposto legais. Um direito que permite a este indivíduo redução do lapso temporal de pena na medida que desempenhe atividade educativa ou laboral (art 126 da LEP). Neste diapasão pode-se dizer que para o Estado é uma opção vantajosa porque pressupõe uma harmônica reintegração do condenado, além de mantê-lo em atividade, já que um dos problemas do sistema penitenciário é encarcerar esse indivíduo em um ambiente superlotado, de modo que, em regra, ficam ociosos (na maior parte dos seu dia). Diante do contexto, a proposta é pesquisar a relação de trabalho no sistema penitenciário de acordo com a Lei de Execuções penais e, analisar paralelamente a efetividade desse direito em uma perspectiva local . Para tanto, realizar-se-á pesquisa de campo no Estabelecimento Penal de Paranaíba com fulcro na legislação e dos aportes teóricos aplicáveis. Espera-se que o trabalho possa contribuir na análise e compreensão de supostas falhas de efetivação desse direito do indivíduo encarcerado.

Referências

BRASIL,Conselho Nacional Justiça. GEOPRESÍDIOS - Projeto Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Relatório Geral de Inspeção - Análise de agosto de 2017. Disponível em: <http://www.cnj.jus.br/inspecao_penal/mapa.php>. Acesso em: 25 de dezembro de 2017

______, Conselho Nacional do Ministério Público. Sistema Prisional em Números. Disponível em: ..http://www.cnmp.mp.br/portal/todas-as-noticias/11314-taxa-de-ocupacao-dos-presidios-brasileiros-e-de-175-mostra-relatorio-dinamico-sistema-prisional-em-numeros. Acesso em: 10 de novembro de 2018

BRASIL, Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em :

<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm>. Acesso em : 18 de agosto de 2018

______, Lei de Execução Penal. Lei nº 7.210, de 11de julho de 1984.Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L7210compilado.htm>. Acesso em: 18 de ago. 2018

______, Ministério da Justiça, Ministério da Justiça. Levantamento nacional de informações penitenciarias. Brasília, 2016.

GÊNESIS. In: Bíblia On Line: tradução de João Ferreira de Almeida Revista e Corrigida

______, Tribunal de Regional Federal (3ª região). Habeas Corpus 0039058-05.2011.4.03.0000/MS. Relator: Desembargadora Federal Ramza Tartuce. Campo Grande, 25 de junho de 2012. Disponível em: <http://web.trf3.jus.br/acordaos/Acordao/BuscarDocumentoGedpro/2556782>Acesso em: 27 ago. 2018.

DELGADO, Maurício Godinho. Curso de direito do trabalho. 12ª ed. São Paulo: LTR, 2013

MARX, Karl.O capital. A critica da economia política, livro 3 São Paulo: Boitempo, v.1, 2011

______. Os despossuídos, debates sobre a lei referene ao furto de madeira. São Paulo: Boitempo,2017

______.Manuscritos econômicos filosóficos, Marx, 2008, Editora Boitempo, São Paulo

NOGUEIRA, Paulo Lúcio. Comentários à Lei de Execução Penal. 3.ed. São Paulo: Saraiva, 1996.

NASCIMENTO, Amauri mascaro. Iniciação ao direito do trabalho. 36ª ed. São Paulo: LTr, 2011

MARTINS, Sérgio Pinto. Direito do trabalho. - 28. ed. - São Paulo : Editora Adas, 2012

PEIXINHO, Manoel Messias. Os direitos fundamentais nas constituições francesas. In: XXI Congresso Nacional do CONPEDI, 2012, Niteroi - RJ. Anais do XXI Congresso Nacional do CONPEDI. Florianópolis: CONPEDI - Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito, 2012.

RESSEL, Sandra. Execução penal: Uma visão humanista. Discussão sobre as penas aplicadas e sua execução. Propostas para uma execução penal humanista. In: Âmbito Jurídico, Rio Grande, X, n. 45, set 2007. Disponível em: <http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=2305>. Acesso em dez 2018

Downloads

Publicado

19/12/2018

Como Citar

Barreto, B. M., Santana, I. J., & Oliveira da Silva, M. G. (2018). O TRABALHO NO SISTEMA PENITENCIÁRIO: uma abordagem no estabelecimento penal de Paranaíba/MS. STATUS LIBERTATIS, 2(2), 05–21. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/libertatis/article/view/3256