DA PERSPECTIVA HISTÓRICA À UMA CONTEMPORANEIDADE DESAFIADORA: RELATOS DE TRAJETÓRIAS ESCOLARES DE SURDOS DO ENSINO FUNDAMENTAL AO ENSINO MÉDIO NO PERÍODO DE 2011 A 2016 EM SÃO LUÍS- MA

DE UNA PERSPECTIVA HISTÓRICA A UNA CONTEMPORANEIDAD DESAFIANTE: RELATOS DE LAS TRAYECTORIAS ESCOLARES DE PERSONAS SORDAS DE PRIMARIA A SECUNDARIA ENTRE 2011 Y 2016 EN SÃO LUÍS- MA

Visualizações: 12

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61389/sociodialeto.v13i39.8191

Palavras-chave:

Educação de surdos, Trajetórias escolares, História de vida

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar trajetórias escolares de surdos do Ensino Fundamental ao Ensino Médio, no período de 2011 a 2016, em São Luís-MA e, por meio da história de vida na qual contemplam-se relatos de experiências e trajetórias no processo de ensino e aprendizagem dos surdos. A pesquisa busca identificar os desafios que se estenderam ao longo desse percurso para que fossem observados esses impasses que se fizeram presentes na educação desses sujeitos, após conquistas que garantiram os direitos de uma vida digna. Diante de tantas inquietações acerca da educação desses indivíduos, a pergunta norteadora que impulsionou esta pesquisa foi: quais os desafios na educação são notados pelos surdos em São Luís-MA? Como fundamentos teóricos foram utilizadas reflexões à luz dos estudos de: Le Goff (1990), com relação a esses relatos de vida e Strobel (2006), no que tange o processo de ensino e aprendizagem dos surdos. A escolha da metodologia foi a pesquisa de campo, com abordagem qualitativa e, para a coleta de dados, a utilização da entrevista semiestruturada com perguntas abertas e fechadas. Desse modo, nota-se que os desafios na historicidade na educação dos surdos envolvem lutas que exigiram reconhecimento, direito e inclusão, mas hoje, mesmo após essas conquistas, questiona-se ainda o que tem mudado no processo de escolarização dos surdos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Deusileia Christiny Oliveira Rocha, UFMA

Graduada em Letras Libras Licenciatura na Universidade Federal do Maranhão, UFMA e pós graduada em Libras na faculdade Dom Alberto grupo FAVENI.

Claudiane Santos Araújo, UFMA

Doutoranda em Educação (UFMA). Mestre em Educação (UFMA). Professora Assistente do Departamento de Letras (UFMA). Graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Maranhão(UFMA). Pós-graduada em Língua Brasileira de Sinais (Santa Fé) e Políticas Públicas de Raça e Gênero (UFMA).

Referências

BRASIL. Constituição Federal da República Federativa. Capitulo III da Eduação da cultura e do disposto seção I da educação. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf_legislacao/superior/legisla_superior_const.pdf. Acesso em 11 dez. 2020.

BRASIL. Ministério da Justiça. Secretaria Nacional dos Direitos Humanos. Declaração de Salamanca e linha de ação. Brasília: CORDE, 1997.

BRASIL. Presidência da República Casa Civil. LEI Nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm. Acesso em: 11 dez. 2020.

BRASIL. Presidência da República Casa Civil. LEI Nº 12.319, de 1º de setembro de 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12319.htm. Acesso em: 11 dez. 2020.

BRITO, L.F. Intermediação da fala na escrita pelo surdo. In: BRITO, L. F. Integração social e educação de surdos. Londrina: Babel Editora, 1996, p. 67-74.

FRIAS, Elzabel Maria Alberton. Inclusão escolar do aluno com necessidades educacionais e especiais: contribuições aos professores do ensino regular. Paranavai: UEM, 2009.

GERHARDT, Tania; SILVEIRA, Denise. Métodos de pesquisa. Porto Alegre: SEAD/UFRGS, 2009.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Campinas, São Paulo: Editora da UNICAMP, 1990.

NOGUEIRA, Ana Carla Ziner. Cultura, língua e valores surdos em uma escola inclusiva: a sala de recursos. Rio de Janeiro: UFRJ, 2007.

SAVIANI, Dermeval. História da educação e política educacional. Histedbr on-line, v.Julho/2001, n. 3, Faculdade de Educação, 2001.

SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Atlas, 2013.

SOARES, Maria Aparecida Leite. A Educação do Surdo no Brasil. Campinas, São Paulo: Editora Autores Associados, 2014.

STROBEL, Karen. A visão histórica da in(ex)clusão dos surdos nas escolas. ETD - Educação Temática Digital, Campinas, jun. 2006.

STROBEL, Karen. História da educação de surdos. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis 2009.

Downloads

Publicado

30-04-2024

Como Citar

Rocha, D. C. O., & Araújo, C. S. (2024). DA PERSPECTIVA HISTÓRICA À UMA CONTEMPORANEIDADE DESAFIADORA: RELATOS DE TRAJETÓRIAS ESCOLARES DE SURDOS DO ENSINO FUNDAMENTAL AO ENSINO MÉDIO NO PERÍODO DE 2011 A 2016 EM SÃO LUÍS- MA: DE UNA PERSPECTIVA HISTÓRICA A UNA CONTEMPORANEIDAD DESAFIANTE: RELATOS DE LAS TRAYECTORIAS ESCOLARES DE PERSONAS SORDAS DE PRIMARIA A SECUNDARIA ENTRE 2011 Y 2016 EN SÃO LUÍS- MA. WEB REVISTA SOCIODIALETO, 13(39), 1–17. https://doi.org/10.61389/sociodialeto.v13i39.8191