O tique-taque não parou: o conflito entre o tempo físico e o tempo psicológico em O som e a fúria, de William Faulkner

Autores

Palavras-chave:

Temporalidade, Modernismo, William Faulkner, Tempo Psicológico

Resumo

Este artigo propõe uma análise do romance O som e a fúria (1929), de William Faulkner, a partir do estudo do tempo como elemento constitutivo da narrativa. Assim, compreenderemos a temporalidade dentro da obra em seus aspectos formais, por meio do que Sartre (2017, 363) define como o estilhaçar do tempo no romance; e de conteúdo, conforme Rita Barnard (2006, 53-54) afirma que o tempo é uma grande preocupação dentro da ficção moderna norte-americana. Primeiramente, nos concentraremos no tempo histórico da publicação de O som e a fúria, com ênfase no Modernismo norte-americano e no descompasso sulista em relação ao ímpeto capitalista modernizante estadunidense. Adiante, prosseguiremos para o cerne do artigo ao analisar a temporalidade, em especial a expressão do tempo psicológico, nas seções narradas por Benji e Quentin Compson, considerando as personagens dentro da categoria de deformação mental intrínseca ao grotesco sulista, proposta por Alan Spiegel (1972, 428). Para isso, utilizaremos como norteadores deste estudo o ensaio de Jean-Paul Sartre “Sobre O som e a fúria: a temporalidade na obra de Faulkner” e a noção de tempo psicológico elaborada por Benedito Nunes em sua obra O tempo na narrativa (1995), de modo a explorar as aproximações com o “tempo privado” (BARNARD, 2006, 53), cuja descoberta Stephen Kern elenca como um dos principais fenômenos do Modernismo, em seu livro The Culture of Time and Space 1880-1918 (1983).

Biografia do Autor

Giovana Proença Gonçalves, Universidade de São Paulo

Graduanda em Letras Português/Inglês pela Universidade de São Paulo - Brasil.

Referências

BARNARD, Rita. “Modern American Fiction” In: KALAIDJIAN, Walter. The Cambridge Companion to American Modernism. Cambridge: Cambridge University Press, 2006. p. 39-67

BLEIKASTEN, André. “Faulkner from a European perspective’ In: WEINSTEIN, Philip M. The Cambridge Companion to William Faulkner. Cambridge: Cambridge University Press, 1995. p. 75-95

BORGES, Jorge Luis. ‘História da Eternidade” In: Obras Completas Vol. 1. São Paulo: Globo, 1998.

BRITTO, Paulo Henriques. “Traduzir O som e a fúria”. In: FAULKNER, William. O som e a fúria. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

CARPEAUX, Otto Maria. As tendências contemporâneas por Carpeaux. São Paulo: Leya, 2012. (História da Literatura Ocidental, v.10) p. 84

CROW, Charles L. “Southern American Gothic” In: WEINSTOCK, Jeffrey Andrew. The Cambridge Companion to American Gothic. Cambridge: Cambridge University Press, 2017.

FAULKNER, William. O som e a fúria. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

LUKÁCS, Georg. Teoria do romance. São Paulo: Ed. 34, 2009.

MINTER, David. “The Self’s One Lamp” In: BLOOM, Harold. William Faulkner (Bloom’s Modern Critical View) New York: Infobase Publishing, 2008. p. 63-88

NUNES, Benedito. O tempo na narrativa. São Paulo: Editora Ática, 1995.

O’ DONNELL, Patrick. “Faulkner and Postmodernism” In: WEINSTEIN, Philip M. The Cambridge Companion to William Faulkner. Cambridge: Cambridge University Press, 1995. P. 31-50.

SARTRE, Jean-Paul. “Sobre O som e a fúria: a temporalidade na obra de Faulkner”. In: FAULKNER, William. O som e a fúria. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

SPIEGEL, Alan. “A theory of the grotesque in Southern fiction” The Georgia Review, vol. 26, n. 4, 1972, 426-437.

TOWNER, Theresa M. The Cambridge Introduction to William Faulkner. Cambridge: Cambridge University Press, 2008.

WEINSTOCK, Jeffrey Andrew. “Introduction: The American Gothic”. The Cambridge Companion to the American Gothic. Cambridge: Cambridge University Press, 2017.

Downloads

Publicado

24/12/2021

Como Citar

Gonçalves, G. P. (2021). O tique-taque não parou: o conflito entre o tempo físico e o tempo psicológico em O som e a fúria, de William Faulkner. VALITTERA - REVISTA LITERÁRIA DOS ACADÊMICOS DE LETRAS, 1(4), 57–69. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/valit/article/view/6344