GEOGRAFIA DO COMÉRCIO: PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO E DINÂMICA COMERCIAL NA CIDADE DE JARDIM/MS

Alcimari Silva Garcia, Ana Paula Camilo Pereira

Resumo


A perspectiva de análise sobre a produção do espaço urbano numa cidade pequena nos levou a compreensão de um elemento essencial nessa abordagem, o setor comercial. Desse modo, tem-se como recorte espacial a cidade de Jardim/MS e como objeto de análise o segmento varejista de mercados e supermercados. Este trabalho se justifica devido a expressividade desse ramo comercial, pelo poder de capital existente e, sobretudo pela dinâmica econômica e urbana que promove em Jardim. Nessa óptica, busca-se desenvolver um panorama sobre a tipologia deste ramo comercial, o poder do capital local, suas estratégias, a relação de concorrência existente e a interação espacial e econômica que essa atividade exerce, considerando para isso a origem deste ramo na cidade e as perspectivas para o desenvolvimento urbano-regional.


Palavras-chave


dinâmica comercial; produção do espaço urbano; supermercados; varejo; Jardim/MS

Texto completo:

PDF

Referências


ARRUDA, Maria Aparecida Pereira de. Histórias que o povo não conta. Jardim/MS: Gráfica Bodoquena, 2008.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Informações Completas. 2014. Disponível em: Acesso em: 22/02/2014.

CAMILO PEREIRA, Ana Paula; LAMOSO, Lisandra Pereira. O comércio varejista na cidade de Dourado-MS. In: Geografia Revista do Departamento de Geociências. V. 14, n. 1, jan./jun. 2005. Disponível em http://www.geo.uel.br/revista. Acesso em: 20/02/2014.

CLEPS, Geisa Daise Gumiero. O comércio e a cidade: novas territorialidades urbanas. Sociedade & Natureza, Uberlândia, v. 16, n. 30, p. 117-132, jun. 2004.

CORRÊA, Roberto Lobato. O espaço urbano. 3. ed. São Paulo: Ática, 1995.

CORRÊA, Roberto Lobato. Interações espaciais. In: CASTRO, Iná Elias de; GOMES, Paulo César da Costa; CORRÊA, Roberto Lobato (Orgs.). Explorações geográficas. Rio de Janeiro: Berthand Brasil, 1997, p. 279-318.

FRESCA, T. M. Centros locais e pequenas cidades: diferenças necessárias. In: Mercator. Volume 9, Número 20, Set/Dez, 2010.

LIMA, Rita Carmem Braga. A história de uma cidade. Jardim/MS: Gráfica Bodoquena, 2006.

ORTIGOZA, Silvia Aparecida Guarnieri. Velhas e novas espacialidades do comércio e do consumo nas cidades. In: Anais do Encontro Nacional de Geógrafos, 15, 2008, São Paulo, 2008.

PAVANELLO, Laércio José; GUEDES, Sandra Paschoal Leite de Camargo. Um novo olhar sobre o patrimônio comercial: os secos e molhados em Joinville/SC. In: História: Questões & Debates, Curitiba, n. 59, p. 241-263, jul./dez. 2013. Editora UFPR.

PINTAUDI, Silvana Maria. A cidade e as formas de comércio. In: Novos caminhos da Geografia, São Paulo, 2002, p. 143-159.

SANDRONI, Paulo. Dicionário de economia do século XXI, Rio de Janeiro: Record, 2005.

SANTOS, Milton. Os dois circuitos da economia urbana e suas implicações espaciais. In: Da totalidade ao lugar. São Paulo: EDUSP, [1979] 2008, p. 93-116.

_____________. A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 4. ed. São Paulo: EDUSP, 1997.

SILVA, R. R; CLEPS, G. D. G. A geografia do comércio e os processos de descentralização e criação de novas centralidades em Uberlândia (MG) a partir da instalação e operação de shopping centers. In: Anais do Encontro Nacional dos Geógrafos. Porto Alegre/RS, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 GEOFRONTER

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GEOFRONTER - ISSN 2447-9195

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS