ANÁLISE, ESPACIALIZAÇÃO E PLANEJAMENTO DE AÇÕES DE COMBATE AO CRIME NO MUNICÍPIO DE MARIALVA – PR, UTILIZANDO TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO

Gustavo Gabriel Garcia, Fábio Augusto de F. Alves, Valdeir Demetrio Silva

Resumo


Este trabalho é resultado da espacialização de dados referentes à boletins de ocorrência (B.O.), compreendendo o período de tempo entre  2011 a 2015, obtidos junto a 3ª CIA do 4˚ Batalhão da Polícia Militar do munícipio de Marialva-PR. Foram definidos três categorias de crimes: furto qualificado, roubo e homicídio. As respectivas informações selecionadas de acordo com objetivo principal foi, horário da ocorrência, data e local do mesmo. Posteriormente estes dados foram inseridos no SIG, QGIS 2.8.3, e processados, gerando assim manchas criminais, que resultaram em quantificações dos horários e locais com maior e menor densidade de eventos criminosos. Junto ao resultado obtido verificou-se aumento significativo do número geral de ocorrências entre 2011 a 2015, principalmente dos furtos qualificados e roubos, enquanto número de homicídios se manteve ao longo dos anos. Os períodos do dia com maior número de ocorrências criminais foi o noturno e manhã. A região caracterizada por maior índice de ocorrência é centro da cidade, diminuindo gradativamente em direção à periferia.


Palavras-chave


Sistema de Informação Geográfica, Criminalidade, Espacialização

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL: Código Penal (4ª edição atualizada 31 de Dezembro de 1998):

CÂMARA, G. & MEDEIROS, J. S. Princípios básicos de geoprocessamento. In: ASSAD, E. D. SANO, E. E. (ed.) Sistema de Informações geográficas: aplicações na agricultura. 2ª edição. Brasília: Embrapa-SPI/Embrapa-CPAC, 1998. p. 3-11.

CÂMARA, G.; DAVIS, C.; MONTEIRO, A. M.V. Introdução à Ciência da Geoinformação. INPE, São José dos Campos, 2001, 345p.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍTICA.

NEVES, E. A. Marialva: A trajetória histórica e a opção da ‘’uva fina’’. Monografia apresentada ao curso de Especialização em História Econômica. Departamento de Historia da Universidade Estadual de Maringá, 2001.

ROSA, R. Introdução ao sensoriamento remoto. Uberlândia. Ed. Universidade Federal de Uberlândia, 1990. 136 p.

SILVA, V. D. Análise de perda de solo, utilizando o modelo (RUSLE) Revised Universal Soil Loss Equation, aplicado com auxílio de técnicas de geoprocessamento na bacia do ribeirão Reis, Maringá – PR. Mestrado. Programa de Pos-Graduação em Geografia. Universidade Federal de Santa Catarina, 2008, 109p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 GEOFRONTER

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.