GRINDR: MICROTERRITORIALIDADE HOMOSSEXUAL EM CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ

Tatiane Dias Tavares, Thais Dias Tavares

Resumo


As microterritorialidades urbanas são aqueles locais que em um determinado momento ou horário é apropriado por um determinado grupo social e em outros momentos ou períodos do dia outros grupos sociais se apropriam desse mesmo espaço. Nesse sentido, buscou-se analisar as microterritorializações promovidas por homens homossexuais na cidade de Campos dos Goytacazes/RJ, que se apropriam dos espaços da cidade muitas vezes a fim de encontrar seus pares para relações afetivas e sexuais. Assim, pretendeu-se identificar de que maneira estes se apropriam do espaço e as diferentes formas de representação. Como também diagnosticar se as relações mediadas eletronicamente produzem e/ou reforçam essa microterritorialidade gay na cidade. Deste modo, foi realizada uma análise da influência do aplicativo Grindr para o reforço das microterritorialidades gays na cidade de Campos dos Goytacazes.


Palavras-chave


Microterritorialidade; Internet; Homossexuais; Campos dos Goytacazes.

Texto completo:

PDF

Referências


BAUDRILLARD, Jean. O sistema dos objetos. 5ª ed. São Paulo: Perspectiva, 2008.

BAUMAN, Zygmunt. Identidade: Entrevista a Benedetto Vecchi. Tradução, Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro, Ed. Jorge Zahar, 2005.

BAUMAN, Zygmunt. Vida para Consumo - A Transformação das Pessoas em Mercadoria, 2008.

BERNARDES, Antonio Henrique; TURRA NETO, Nécio. Relações de interface e centralidade de lazer noturno em Presidente Prudente – São Paulo. Anais XIII Simpurb – Simpósio nacional de Geografia urbana, Rio de Janeiro, 2013.

CLAVAL, P. “A Volta Do Cultural” Na Geografia. Mercator – Revista de Geografia da UFC, ano 01, n° 01, 2002.

CORRÊA, Roberto Lobato; ROSENDAHL, Zenir. Introdução a Geografia Cultural, 2003.

COSTA, B. P. da; BERNARDES, A. Microterritorializações homoafetivas na cidade de Presidente Prudente-SP: O lazer noturno e as relações de interface. Cidades, Vol. 10, Nº 17 (2013).

COSTA, B. P. da. Reflexões sobre Geografia e cotidiano urbano. Anais XVI Encontro Nacional dos Geógrafos. Porto Alegre, 2010.

COSTA, B. P. da. Por uma Geografia do Cotidiano: Território, Cultura e Homoerotismo na cidade. Tese (Doutorado) Instituto de Geociências da UFRGS. Porto alegre, 2007.

COSTA, B. P. da. As microterritorialidades nas cidades: refl exões sobre as convivências homoafetivas e/ou homoeróticas. Terr@Plural, Ponta Grossa, v.6, n.2, p.257-271, jul/dez. 2012.

COSTA, B. P. da. Por uma Geografia do cotidiano sobre as tênues apropriações do espaço urbano: Microterritorializações em parques e praças de Porto alegre/RS. Anais do X Encontro de Geógrafos da América Latina. Universidade de São Paulo, 2005.

CRUZ, José Luís Vianna da. Origem, Natureza e Persistência das Desigualdades Sociais no Norte Fluminense. In: CARVALHO, Ailton Mota de; TOTTI, Maria Eugenia Ferreira (Orgs.). Formação Histórica e Econômica do Norte Fluminense. Rio de Janeiro: Garamond, 2006, p. 33-67.

DENEZ, Cleiton Costa. Os conceitos de macro & microterritorialidades: uma análise dos processos relacionais no Assentamento 8 de Abril - Jardim Alegre/PR. CAMPO-TERRITÓRIO: revista de geografia agrária, v. 7, n. 14, p. 1-22, ago., 2012

FORTUNA, Carlos. (Micro) territorialidades: metáfora dissidente do social. In Revista

Terra Plural. Ponta Grossa: v. 6, n. 2, p. 199-214, jul/dez. 2012. FOUCAULT Contra Foucault. Direção: François Caillat. 2014. Titulo Original: Foucault Contre Lui-Même. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=fDbqoojXlyA> acessado em: 05 de abril de 2016.

HALL, Stuart. WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais/ Tomaz Tadeu da Silva (org.): tradução: Tomaz Tadeu da Silva. Petrópolis, RJ. Vozes, 2000.

HEIDRICH, Alvaro Luiz. Compartilhamento e microterritorialidades do espaço social metropolitano. Revista Cidades. Volume 10 nº 17, 2013

LEMOS, André. Você está aqui! Mídias locativas e teorias “materialidade da comunicação” e “ator-rede”. In: Comunicação & Sociedade, Ano 32, n. 54 jul/dez 2010. Disponível em Acesso em 19 de abril de 2016.

SANTOS, Milton. A natureza do Espaço: Técnica e Tempo, Razão e Emoção. 4. Ed. 2. Reimpr. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006.

SIMMEL, G. Sociabilidade – um exemplo de Sociologia Pura ou Formal. In: ______. Sociologia (org. MORAES FILHO). São Paulo: Ática, 1983. p. 165 – 181. (Coleção Grandes Cientistas Sociais).

SILVA, Marinete dos Santos (Org.). Gênero, Poder e Tradição na Terra do Coronel e do Lobisomem. Rio de Janeiro: Quartet/FAPERJ, 2009.

SILVA, Marinete dos Santos; BILA, Fabio Pessanha. Travestis em Campos dos Goytacazes: dois tempos, duas memórias. In: ENCONTRO DE HISTÓRIA, 8., Rio de Janeiro, Anpuh-Rio, 2007.

TAVARES. Tatiane Cardoso. Experiências espaço-tempo no século XXI: globalização, meio técnico-científico-informacional. Trabalho de Conclusão de Curso, Departamento de Geografia, Universidade Federal Fluminense, Campos dos Goytacazes, 2015.

TUAN, Y-F. Espaço e lugar: a perspectiva da experiência. São Paulo: DIFEL, 1983.

TURRA NETO, Nécio. Enterrado Vivo-Identidade Punk e Território em Londrina, Editora Unesp, 2004.

VALVERDE, R.R.H.F. Corporidade e Multiterritorialidade na Geografia Cultural: Além da dominação, da resistência e da tradição. Revista do departamento de Geografia – USP, volume especial 30 anos, 2012,p. 4-25.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 GEOFRONTER

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.