A TRAJETÓRIA DOS SEM TERRA NO ACAMPAMENTO JOSÉ MANOEL BANDEIRA EM PIRAPORA - MG

Célia de Assis Mata, Gustavo Henrique Cepolini Ferreira

Resumo


A questão agrária origina-se no processo histórico de ocupação da terra no país. Assim, a estrutura fundiária foi sendo moldada de forma desigual, desencadeando um quadro de exclusão e expropriação dos camponeses. Essa situação motivou a formação de vários movimentos socioterritoriais, dentre eles destaca-se a atuação nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).  Deste modo, salienta-se que a cidade e o campo têm se tornado cada vez mais espaços de conflitos que culminam em diversas formas de resistências e lutas sociais. Portanto, as reivindicações no campo vão desde a luta pela terra, ao reconhecimento das culturas e dos direitos fundamentais à existência humana. Diante do exposto, analisaremos neste trabalho, o histórico do Acampamento José Manoel Bandeira, a partir da ocupação iniciada em 2003 no município de Pirapora-MG, na mesorregião Norte de Minas Gerais. Para realização desta pesquisa foram realizados levantamentos bibliográficos, assim como trabalho de campo no Acampamento, visita técnica na Prefeitura Municipal de Pirapora, para construir o histórico do futuro assentamento, tendo como base a história de vida e memória dos acampados que seguem na luta pela territorialização do Assentamento José Manoel Bandeira nas margens do Rio São Francisco.

Palavras-chave


Reforma agrária; Campesinato; Acampamento José Manoel Bandeira; Pirapora.

Texto completo:

PDF

Referências


FERNANDES, Bernardo Mançano. Questão agrária, pesquisa e MST. São Paulo: Cortez, 2001.

______. A ocupação como forma de acesso a terra - 2001a. Disponível em: . Acesso em: 15 mai. 2017.

FERREIRA, Gustavo H. Cepolini. No Chão e na Educação: o MST e suas reformas. Jundiaí: Paco Editorial, 2011.

MARTINS, José de Souza. A questão agrária brasileira e o papel do MST. In: STÉDILE, João Pedro (org.). A reforma agrária e a luta do MST. Petrópolis: Vozes, 1997.

OLIVEIRA, Ariovaldo U. de. A "Não Reforma Agrária" do MDA/INCRA no governo Lula. Reforma Agrária, v. 33, p. 165-201, 2006.

______. Capitalista de Produção, Agricultura é Reforma Agrária. São Paulo: Labur Edições, 2007.

______. Não Reforma Agrária e Contra Reforma Agrária no Brasil do governo Lula. In.: Anais do EGAL, Costa Rica, 2011.

OLIVEIRA, Igino Marcos da Mata de. Breve história da terra no Brasil. 2008. Disponível em: . Acesso em: 16 mai. 2017.

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRAPORA. Acampamento José Bandeira. Disponível em: . Acesso em: 25 set. 2017.

ROCHA, Herivelto Fernandes. Disputa territorial, conceitualização e a atualidade da Reforma Agrária no Brasil. Disponível em: . Acesso em: 24 ago. 2017.

SOUZA, Vanilde Ferreira de et al. Reforma Agrária, qualidade de vida e segurança de vida alimentar e nutricional - 2014. Disponível em:. Acesso em: 28 ago. 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 GEOFRONTER

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.