A EVOLUÇÃO DA URBANIZAÇÃO NA BACIA DO CÓRREGO LAJEADO EM CAMPO GRANDE-MS

Visualizações: 1099

Autores

  • Arlei Teodoro de Queiroz Instituto Federal de Educação,Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul/Professor de Geografia
  • Pedro Paulo Araújo de Paula e Silva Instituto Federal de Educação,Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul/Estudante do curso técnico integrado em Informática

Palavras-chave:

Campo Grande, Córrego Lajeado, urbanização.

Resumo

O presente trabalho tem o objetivo de avaliar, do ponto de vista socioambiental, a evolução da ocupação urbana na Bacia do Córrego Lajeado na porção a montante da captação de água para abastecimento urbano de Campo Grande-MS. Para atingir o objetivo proposto foi realizado um trabalho de campo na área de estudo. Além disso, foram utilizadas imagens de satélite para análise cronológica das mudanças nos usos do solo e na forma de ocupação. A partir dos resultados da pesquisa é possível afirmar que a urbanização pode ser compreendida como uma mudança brusca nas condições ambientais da área, fato que pode contribuir para a contaminação da água na Bacia do Córrego Lajeado, responsável pelo abastecimento de água para parte da cidade de Campo Grande. Diante dos fatos encontrados recomendamos a sensibilização da população, bem como os órgãos responsáveis, quanto a importância da área de estudo para abastecimento de água da cidade.

Biografia do Autor

Arlei Teodoro de Queiroz, Instituto Federal de Educação,Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul/Professor de Geografia

Bacharel e licenciado em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (2009), especialista em Gestão de Recursos Hídricos no Brasil pela Universidade Federal de Uberlândia (2010), mestre em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (2012) e doutor em Geografia pela Universidade de Brasília (2017). Atualmente é Professor de Geografia no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Climatologia Geográfica e Recursos Hídricos.

Referências

ÁGUAS GUARIROBA. Disponível em: http://www.aguasguariroba.com.br/. Acesso em: 22 jun. 2018.

COSTA, F. M. Análise por métodos hidrológicos e hidroquímicos de fatores condicionantes do potencial hídrico de bacias hidrográficas. 2005. 147 f. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais, Departamento de Geologia, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2005.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/. Acesso em: 20 jun. 2018.

INPE - INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS. Disponível em: http://www.inpe.br/. Acesso em: 22 nov. 2018.

PINTO, N. L. de S. et al. Hidrologia básica. São Paulo: Edgard Blücher, 1976.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE. Disponível em: http://www.campogrande.ms.gov.br/. Acesso em: 22 jun. 2018.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE. Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental dos Mananciais do Córrego Lajeado – APA do Lajeado. Campo Grande – MS: Prefeitura Municipal de Campo Grande, p. 26. 2009.

QUEIROZ, A. T. Análise e avaliação da demanda e da disponibilidade hídrica nos alto e médio curso do Rio Uberabinha e o abastecimento público em Uberlândia (MG). 2012. 138 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.

TRICART, J. Ecodinâmica. Rio de Janeiro: IBGE, 1977.

TUCCI, C. E. M. Escoamento superficial. In: TUCCI, C. E. M. (Org.). Hidrologia: ciência e aplicação. Porto Alegre: Editora da UFRGS/ABRH, 2009. P. 391-441.

TUCCI, C. E. M; COLLISCHONN, W. Drenagem urbana e controle de erosão. In: TUCCI, C. E. M.; MARQUES, D. M. L. M. (Org.). Avaliação e controle da drenagem urbana. Porto alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 2000. p. 119-127.

VILLELA, S. M.; MATTOS, A. Hidrologia aplicada. São Pulo: McGraw-Hill do Brasil, 1975.

Downloads

Publicado

2019-06-28

Como Citar

Teodoro de Queiroz, A., & Paulo Araújo de Paula e Silva, P. (2019). A EVOLUÇÃO DA URBANIZAÇÃO NA BACIA DO CÓRREGO LAJEADO EM CAMPO GRANDE-MS. GEOFRONTER, 1(5). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/GEOF/article/view/3384

Edição

Seção

Artigos