DISPERSÃO URBANA E A ATUAÇÃO DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM CIDADES MÉDIAS: REFLEXÕES A PARTIR DA CIDADE DE PIRACICABA/SP

José Diego Gobbo Alves

Resumo


A dispersão urbana é um fenômeno complexo que possui diversas possibilidades de interpretação e análise. O propósito deste artigo foi o de explorar uma delas, identificando a relação entre o mercado imobiliário e a produção de novos loteamentos entre 2002 e 2017 na cidade de Piracicaba, interior do estado de São Paulo, visando caracterizar a atuação do mercado para a promoção da dispersão urbana. A metodologia consistiu no levantamento de dados sobre o ITBI e os loteamentos aprovados, bem como no mapeamento da expansão da mancha urbana da cidade. Os resultados encontrados apontam para a criação de loteamentos descontínuos espacialmente e um aumento significativo no recolhimento de impostos municipais relacionados com a compra e venda de residências.

Palavras-chave


Dispersão Urbana; Mercado Imobiliário; Cidades Médias;

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, J. D. G. Vazios urbanos na cidade de Piracicaba - São Paulo: caracterização e análise de sua evolução recente. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado - Geografia). Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Rio Claro, 2016.

BEZERRA, T. O. Estilos de vida e expansão urbana: um estudo sobre os condomínios horizontais de Piracicaba. Rio de Janeiro, 2014.

BORSDORF, A. Hacia la ciudad fragmentada. Tempranas estructuras segregadas en la ciudad latinoamericana. Scripta Nova. Revista electrónica de geografía y ciencias sociales. Barcelona: Universidad de Barcelona, 1 de agosto de 2003, vol. VII, núm. 146(122).

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988. 292 p.

CATALÃO, I. Dispersão urbana: apontamentos para um debate. Revista Cidades. V. 12, n. 21, 2015.

COMPARA BRASIL: ITBI – PIRACICABA. Disponível em: Acessado em 05/04/2019

CORREA, R. L. Construindo o conceito da cidade média. In: Maria da Encarnação Spósito. (Org.). Cidades Médias - Espaços em Transição. São Paulo: Expressão Popular, 2007, v. 1, p. 15-25.

CORRÊA, R. L. O Espaço Urbano. Editora ática S.A. São Paulo, 1989.

CRUZ, D. R. L. C. Análise da expansão urbana da cidade de Piracicaba no período de 2006 – 2011. Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado - Geografia). Universidade Estadual Paulista Rio Claro. 2013.

EMPRESA PAULISTA DE PLANEJAMENTO METROPOLITANO (EMPLASA). Aglomeração urbana de Piracicaba. 2016. Disponível em . Acessado em: 29/06/2019

FUNDAÇÃO SEADE. Taxa de urbanização e natalidade por município paulista: Piracicaba, 2016. Disponível em: < http://www.imp.seade.gov.br/frontend/#/tabelas>. Acessado em: 28/09/2016

GONÇALVES, J. C. A especulação imobiliária na formação de loteamentos urbanos: um estudo de caso. Ed. E-Papers Rio de Janeiro, 2010.

HARVEY, D. Cidades Rebeldes: Do direito a cidade à revolução urbana. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

INSTITURO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Demográfico 2010 - Resultados do universo. 2010. Disponível em: Acessado em: 30/06/2019

INSTITUTO DE PESQUISAS E PLANEJAMENTO DE PIRACICABA (IPPLAP). Densidade demográfica por bairros na cidade de Piracicaba em 2000. 2015a.

INSTITUTO DE PESQUISAS E PLANEJAMENTO DE PIRACICABA (IPPLAP). Densidade demográfica por bairros na cidade de Piracicaba em 2010. 2015b.

INSTITUTO DE PESQUISAS E PLANEJAMENTO DE PIRACICABA (IPPLAP). LOCALIZAÇÃO, RELEVO E EXTENSÃO TERRITORIAL DE PIRACICABA, 2015c.

INSTITUTO DE PESQUISAS E PLANEJAMENTO DE PIRACICABA (IPPLAP). Loteamentos Implantados com Aprovação Final - 2002 a 2017. Disponível em: . Acessado em: 01/04/2019.

INSTITUTO DE PESQUISAS E PLANEJAMENTO DE PIRACICABA (IPPLAP). GRAU DE URBANIZAÇÃO NO MUNICÍPIO DE PIRACICABA (EM %) - 1980 A 2000 E 2010 A 2014, 2015e.

INSTITUTO PÓLIS. Relatório 1 – Leitura Técnica e Participativa. Revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento de Piracicaba. Piracicaba: Pólis, 2003.

LIMONAD, E. Urbanização dispersa mais uma forma de expansão urbana? Formação (Presidente Prudente), v. 1, p. 31-45, 2007

MANCINI, G. A. Avaliação dos custos da urbanização dispersa no Distrito Federal. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo). Universidade de Brasília. Brasilía, 2008.

MARANDOLA JUNIOR, E. J. Em busca da liberdade do ir-e-vir. Revista brasileira de estudos populacionais Rio de Janeiro, v. 27, n. 2, p. 463-465, jul/dez. 2010

MONTEIRO, T. V. A. Contributo para a reabilitação sócio territorial de favelas. Dissertação (Mestrado em Planeamento do Território - Ordenamento da Cidade). Universidade de Aveiro, Portugal, 2009.

NASCIMENTO JÚNIOR, L. Urbanização e cidade dispersa: implicações da produção do espaço urbano no Brasil, em Moçambique e na Austrália. Geousp – Espaço e Tempo (Online), v. 21, n. 2, p. 550-569, agosto. 2017. ISSN 2179-0892

OJIMA, R. Análise comparativa da dispersão urbana nas aglomerações urbanas brasileiras: elementos teóricos e metodológicos para o planejamento urbano e ambiental. Tese (Doutorado em Demografia). Universidade Estadual de Campinas. Campinas – SP, 2007.

OJIMA, R; MARANDOLA JR., E. "Apresentação", p. 11-14. In: Ojima, Ricardo; Marandola Jr., Eduardo. Dispersão Urbana e Mobilidade Populacional. São Paulo: Blucher, 2016

OJIMA, R.; MARANDOLA JR., E. Cidades liquidas: mobilidade populacional e ambiente no urbano contemporâneo. In: Roberto Luiz do Carmo; Gilberto Javier Cabrera Trimiño. (Org.). Población y medio ambiente en Latinoamérica y el Caribe: Cuestiones recientes y desafíos para el futuro. 1ed.Montevideo: Trilce, 2009, v. 6, p. 47-60.

OJIMA, R. "Pessoas, Prédios e Ruas: Por Uma Perspectiva Demográfica dos Processos Urbanos Contemporâneos", p. 17-34. In: Ojima, R; Marandola Jr., E. Dispersão Urbana e Mobilidade Populacional. São Paulo: Blucher, 2016

OTERO, E. V. Expansão Urbana no Município de Piracicaba entre 2000 e 2010: Políticas Públicas e Atividade Imobiliária. In: XIV Encontro Nacional da ANPUR. Rio de Janeiro. 2011

PRATA, B. R. Especulação de terras urbanas. Universidade Federal de Santa Catarina, 2011.

REIS FILHO, N. G. Notas sobre urbanização dispersa e novas formas de tecido urbano. São Paulo: Via das Artes, 2006

SABOYA, R. T. Mais um pouco sobre especulação imobiliária. 2010. Urbanidades, disponível em: Acessado em: 30/06/2019

SANTOS, M. A natureza do Espaço: Técnica e Tempo, Razão e Emoção. Ed. EdUSP. 4 ed. São Paulo, 2006.

SANTOS, S. S. Uma cidade à venda? Capital Imobiliário, Poder público e produção do espaço em Florianópolis a partir da década de 1980. Revista de Desenvolvimento Econômico. Ano XIV, Nº26, Salvador, Ba, 2012.

SÃO PAULO. Lei Complementar Estadual Nº 1.178 de 26 de junho de 2012. São Paulo: SP, 2012

SINGER, P. O uso do solo urbano na economia capitalista. In: MARICATO, E. (Org.), A produção capitalista da casa (e da cidade) no Brasil industrial. São Paulo Alfa-Ômega, 1979.

SINDICATO DA HABITAÇÃO DE SÃO PAULO (SECOVI-SP). Estudo do Mercado Imobiliário de Piracicaba – 2017. Disponível em: . Acessado em: 02/04/2019

SPOSITO, M. E. B. Novas redes urbanas: cidades médias e pequenas no processo de globalização. Revista de Geografia (São Paulo), v. 35, p. 51-62, 2010.

SPOSITO, M. E. B. Urbanização difusa e cidades dispersas: perspectivas espaço-temporais contemporâneas. In: REIS, Nestor G. (Org.). Sobre a dispersão urbana. São Paulo: Via das Artes/FAUUSP, 2009. p. 38-54

VILAÇA, F. O que todo Cidadão precisa saber sobre Habitação. Global Editora. São Paulo. 1986

XAIDES, J. Voçorocas do Poder Público: na lei, forma e gestão urbana na “Cidade Sem Limites”. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) Universidade de São Paulo, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 GEOFRONTER

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.