A CIDADE CONTEMPORÂNEA: FUNDAMENTOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS PARA ANÁLISE DA PRODUÇÃO E APROPRIAÇÃO DO ESPAÇO URBANO-METROPOLITANO

Rafael Roxo

Resumo


A partir da retomada da categoria produção na sua unidade teórico-prática e nas relações com outras categoriais, conceitos e noções (cidade, indústria, construção, habitação e urbanização), buscamos problematizar a crise contemporânea, entendendo-a como fundamento da reestruturação do capitalismo e os seus desdobramentos socioespaciais. No interior desta perspectiva, temos como objetivo compreender como essas categorias e conceitos possibilitam (re)discutir e (re)elaborar os instrumentos teóricos e as perspectivas metodológicas para a análise da produção e apropriação do espaço urbano-metropolitano. A análise da produção e apropriação da cidade (e do espaço) é uma via estratégica que possibilita revelar e superar o campo cego, das alienações e do conhecimento (social) ainda em elaboração, bem como das práticas socioespaciais que movem tanto a conservação como a rupturas


Palavras-chave


formas de produção; produção do espaço; apropriação do espaço; bens comuns urbanos

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Luciana Teixeira de. O espaço metropolitano no Brasil: nova ordem espacial. Caderno CRH, Salvador, v.29, n. 76, p.101-118, jan./abr. 2016.

BOTTOMORE, Tom (org.). Dicionário do pensamento marxista. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

BERNARDES, Antonio. Quanto às categoriais e aos conceitos. Revista Formação Online, n. 18, volume 2, p. 39-62 , jan./jun., 2011.

CARLOS, Ana Fani A. A metrópole de São Paulo no contexto da urbanização contemporânea. EstudosAvançados, 23 (66), 2009.

CASTRO-COMA, Mauro; MARTI-COSTA, Marc. Comunes urbanos: de la gestión coletiva al direcho a la ciudad. EURE, 2016. Disponível em: .

CORREA, Roberto Lobato. O espaço urbano. São Paulo: Ática, 1989.

HARVEY, David. As cidades rebeldes: do direito à cidade à revolução urbana. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

HOUAISS, Antônio. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de. Janeiro, Ed. Objetiva, 2009.

JARAMILLO, Samuel. Las formas de producción del espacio construídoem Bogotá. In: PRADILLA, Emilio (org.). Ensayos sobre el problema de La vivienda em México. México: Latina UNAM, 1982, p.149-212.

KOWARICK, L. Produção do espaço urbano e lutas sociais. In: Escritos urbanos. São Paulo: Ed.34, 2000.

LEFEBVRE, Henri. O direito à cidade. São Paulo: Centauro, [1968] 2001.

______. O campo cego. in: A revolução urbana. Belo Horizonte: UFMG, [1970]1999.

______.A cidade do capital. Rio de Janeiro: DP & A, [1972] 1999.

______. Prefácio. In: A produção do espaço. Estudos avançados 27 (79), [1974] 2013.

LENCIONI, Sandra. Reestruturação. Uma noção fundamental para o estudo das transformações e dinâmicas metropolitanas. In: VI Encontro de Geógrafos da América Latina, 1998, Buenos Aires. Anais do VI Encontro de Geógrafos da América Latina, 1998.

MARX, Karl. A fórmula trinitária. O capital: crítica da economia política Capítulo XLVIII, Volume III, Livro terceiro, Tomo 2 (parte segunda). São Paulo: Cultural, 1986a.

______. Renda dos terrenos para construção. Renda das minas. Preço do solo.O capital: crítica da economia política. Cap. XLVI, Volume III, Livro terceiro, Seção Sexta. Tomo 2 (parte segunda). São Paulo: Cultural, 1986b.

NEGRI, Antonio. Rem Koolhaas: Junkspace e metrópole biopolítica. In: Radical philosophy, tradução UniNômade BR,n.º 154, 2014. Disponível em:

NOBRE, Eduardo A.C. Impactos da globalização econômica no Complexo Metropolitano Expandido de São Paulo: possibilidades de ação. FAUUSP, 2002.

OLIVEIRA, Francisco. Prefácio. MARICATO, Herminia. A produção capitalista da casa e da cidade no Brasil industrial. São Paulo, Editora Alfa Omega, 1982.

PEREIRA, Paulo Cesar Xavier. Espoliação imobiliária urbana. In: Sinópses. FAUUSP, junho de 1986.

______. Espaço, Técnica e construção: o desenvolvimento das técnicas produtivas e a urbanização do morar na metrópole de São Paulo. São Paulo: Nobel, 1988.

SOJA, Edward W. Geografias pós-modernas: reafirmação do espaço na teoria crítica social. Rio de Janeiro: Jorge Zarar Editor Ltda., 1993.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 GEOFRONTER

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.