PERCEPÇÃO AMBIENTAL, TERRITÓRIO E SOCIEDADE NO MUNICÍPIO DE CACHOEIRAS DE MACACU (RJ)

Raquel Branco Nogueira Cardoso, Rosana Soares de Lima Temperini

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar o desenvolvimento do município de Cachoeiras de Macacu e a percepção ambiental que os moradores desse local possuem diante dos processos de mudanças ambientais e sociais que ocorreram no município. Para a construção da ideia de percepção ambiental, utilizamos como público-alvo os alunos do sexto e sétimo ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal Almerinda Ferreira de Almeida. A partir da apresentação do resumo histórico do desenvolvimento do município e dos problemas ambientais detectados em sua atualidade, principalmente no entorno do rio Macacu (que dá nome a essa cidade), foram trabalhados aspectos da Educação Ambiental tais como: 1) visão relacional sobre os acontecimentos do município e o cenário nacional/internacional;  2) a contextualização da história local do município, buscando levar os alunos para além da sala de aula, a fim de entenderem a complexidade da dinâmica e sua relação com o quotidiano e realidade dos moradores de Cachoeiras de Macacu; e, por fim, 3) buscou-se ainda alcançar os outros objetivos da Educação Ambiental tais como: uma a visão transformadora,  que permite maior sensibilização  e participação dos alunos no processo permanente de manutenção do ambiente em que vivem. Esses objetivos só podem ser alcançados se o discente desenvolver a percepção ambiental, ou seja, a visão de que é participante direto do meio em que vive, e que os seus atos influenciam diretamente no processo de preservação e conservação do ambiente. 


Palavras-chave


percepção ambiental; educação ambiental; sociedade e natureza

Texto completo:

PDF

Referências


CARDOSO, Raquel Branco Nogueira. A valorização da percepção ambiental: uma experiência docente em Cachoeiras de Macacu – RJ. (Monografia de Conclusão de Curso). Niterói, Universidade Federal Fluminense, 2019.

DIAS, G. F. Educação Ambiental: princípios e práticas. 9 ed. São Paulo: Gaia, 2004.

FAGGIONATO, S. 2005. Percepção ambiental. Disponível em: . Acesso em: 05 de maio de 2019.

FRACALANZA, Hilário. As pesquisas sobre Educação Ambiental no Brasil e as escolas: alguns comentários preliminares. São Paulo: Unicamp, 1986

HANNIGAN, Jonh. Sociologia Ambiental. Petrópolis: Vozes, 2009.

HARTMANN, Renata de Baco et al. Construção social dos problemas ambientais: uma análise preliminar sobre como pensar e agem os alunos do Ensino Médio em Mata – RS. Rio Grande do Sul: Editora da Universidade Federal de Santa Maria, 2016.

KOCHE, José Carlos. Fundamentos da Metodologia científica: teoria de ciência e iniciação à pesquisa. Petrópolis: Vozes, 1997.

LATOUR, Bruno. Jamais fomos modernos: Ensaio de Antropologia Simétrica. Rio de Janeiro: Ed 34, 1994.

LEFF, Enrique. Epistemologia Ambiental. São Paulo, Cortez, 2001 240 p.

MELLAZO, G.C. A percepção ambiental e educação ambiental: uma reflexão sobre as relações interpessoais e ambientais no espaço urbano. Olhares & Trilhas. Uberlândia, Ano VI, 2005.

RAMOS, Francisco Régis Lopes. Uma questão de tempo: os usos da memória nas aulas de História. Cadernos Cedes 30 (82), Campinas, set.-dez. 2010.

SANTOS, Milton. A natureza do Espaço: Técnica e Tempo, Razão e Emoção. 4 ed. 2 reimpr. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2006. (1 ed. 1986/ 2ed. 2012)

______. Metamorfoses do Espaço Habitado. (1 ed, 1988) 4ª Ed. São Paulo: Hucitec, 1996.

______. Por uma Geografia Nova. (1ª Ed, 1978). 4ª edç São Paulo: Hucitec, 1996.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Distrito Federal, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 GEOFRONTER

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GEOFRONTER - ISSN 2447-9195