DIÁLOGOS ENTRE GEOGRAFIA E LITERATURA: A CIDADE DO RIO DE JANEIRO ATRAVÉS DA CRÔNICA MACHADIANA

Sheila Regina Alves Carvalho

Resumo


Desde sua institucionalização no final do século XIX, a Geografia esteve vinculada à ideia de ser uma ciência que “pegava emprestado” conteúdos de outras áreas do conhecimento, mostrando-se um campo plural e aberto a intercâmbios diversos, versatilidade essa que serviu, inclusive, de base para críticas à sua legitimidade enquanto ciência. Diante de tantas interações possíveis ao longo da história do pensamento geográfico, a interface entre Geografia e Literatura tem se apresentado como uma frutífera senda, na qual a literatura tem sido apropriada pela Geografia através de uma miríade de abordagens. O presente artigo foi motivado pela seguinte pergunta: “os estudos que relacionam Geografia e Literatura constituem um campo novo? ” A fim de responder a esse questionamento, o artigo objetiva apresentar em sua primeira seção algumas abordagens possíveis nos estudos em Geografia e Literatura, contextualizando o florescimento do campo na Geografia brasileira. Destacando o interesse pelas cidades na literatura e verificando afinidades entre literatura e a Geografia Humanista, a segunda seção tem como objetivo explorar uma crônica escrita por Machado de Assis na imprensa carioca. Entendendo que nessas publicações Machado expõe sua afeição, pertencimento e bem-querência com porções espaciais da cidade do Rio de Janeiro, temos o lugar, ideia esta advinda da noção fenomenológica do mundo vivido e traduzida pela Geografia Humanista como tal.


Palavras-chave


Geografia Humanista, Machado de Assis, Geografia e Literatura, Crônicas

Texto completo:

PDF

Referências


AB’SÁBER, Aziz N. O que é ser geógrafo: memórias profissionais de Aziz Ab’Saber em depoimento a Cynara Menezes. Rio de Janeiro: Record, 2007. 207p.

ASSIS, Machado de. Bons dias! Gazeta de Notícias, 21 de janeiro de 1889. in: Obras Completas de Machado de Assis VI: Crônica Completa (Edição Definitiva). Edição do Kindle. Não paginada.

ASSIS, MACHADO DE. A Semana, Gazeta de Notícias, 08 de Jan. 1893. In: Obras Completas de Machado de Assis VI: Crônica Completa (Edição Definitiva). Edição do Kindle. Não paginada.

ASSIS, Machado de. A Semana. Gazeta de Notícias, 13 de ago. 1893. in: Obras Completas de Machado de Assis VI: Crônica Completa (Edição Definitiva). Edição do Kindle. Não paginada.

BARCELLOS, Frederico Roza. Espaço, lugar e literatura – O olhar geográfico machadiano sobre a cidade do Rio de Janeiro. Espaço e Cultura, Rio de Janeiro, N. 25, p. 41-52, Jan/Jun. de 2009.

BROSSEAU, Marc. Geografia e literatura. In: CORRÊA, Roberto Lobato e ROSENDAHL, Zeny (org.). Geografia cultural: uma antologia, volume II.. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2013. 296p.

BROSSEAU, Marc. O romance: um outro sujeito para a geografia. In: CORRÊA, Roberto Lobato e ROSENDAHL, Zeny (org.). Literatura, música e espaço. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2007.

CARVALHO, S.R.A. Rua do Ouvidor em um fragmento machadiano. In: Suzuki, Júlio César; Silva, Adriana Carvalho. (Org). Estética, poética e narrativa: entre fluidez e permanência nas artes. 1ed. Porto Alegre: Imprensa Livre, 2016, v.1, p.126-160.

COHEN, Alberto. A. Ouvidor, a Rua do Rio. 1ª Ed. Rio de Janeiro: AACohen, 2001. 128p.

DARDEL, Eric. O Homem e a terra: Natureza da realidade Geográfica. São Paulo: Perspectiva, 2015.

FERNANDES, Felipe M. Tristes fins de Policarpo Quaresma: Brasil entre ficções geográficas no sertão/litoral. Tese (Doutorado em Geografia Humana). Faculdade de filosofia, letras e ciências humanas. Universidade de São Paulo. 2017.

FERNANDES, N. N. Capitalismo e morfologia urbana na longa duração: Rio de Janeiro (séculos XVIII-XXI). In: BARBOSA, Jorge Luiz; LIMONAD, Ester (Orgs). Ordenamento territorial e ambiental. 1 Ed. Rio de Janeiro: EDUFF, 2012.282p.

FERRARA, L. D’Aléssio. Cidade: imagem e imaginário. In PESAVENTO, S. J.; SOUZA, C. F.(org.). Imagens urbanas : os diversos olhares na formação do imaginário urbano. Porto Alegre: Editora da Universidade UFRGR, 1997, p. 193-201.

HOLZER, Werther. A geografia humanista: uma revisão. In: CORRÊA, Roberto Lobato e ROSENDAHL, Zeny (org.). Geografia cultural: uma antologia, volume I.. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2012. 344p.

LAFAILLE, R. Départ: géographie et poésie. Le Géographie Canadien, 1988, 33 (2), pp. 118-30.

MARANDOLA JR, Eduardo; OLIVEIRA, Lívia de. Geograficidade e espacialidade na literatura. GEOGRAFIA, Rio Claro, v. 34, n. 3, set./dez. 2009. P. 487-508.

MARANDOLA JR, Eduardo. Geograficidades vigentes pela literatura. In: SILVA, Maria Auxiliadora da; SILVA, Harlan Rodrigo Ferreira da (Org.). Geografia, literatura e arte: reflexões. Salvador: EDUFBA, 2010. P. 21-32.

MELLO, J.B.F. de. Geografia Humanística: a perspectiva da experiência vivida e uma crítica radical ao positivismo. Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro, v. 52, p.91-115, 1990.

____________. O Rio de Janeiro dos compositores da música popular brasileira - 1928/1991 - uma introdução à geografia humanística. Dissertação de Mestrado, UFRJ, 1991. 301 p.

____________. O triunfo do lugar sobre o espaço. In: MARANDOLA JR, Eduardo; HOLZER, Werter; OLIVEIRA, Lívia de. (Orgs). Qual é o espaço do lugar? 1 ed. São Paulo: Perspectiva, 2012. 307p. p. 33-68.

PECHMAN, R. M. (org.). Olhares sobre a cidade. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1994. PESAVENTO, S. J. O imaginário da cidade: visões literárias do urbano - Paris, Rio de Janeiro, Porto Alegre. Porto Alegre: Editora Universidade UFRGS, 2002.

POCOCK, Douglas. Humanistic Geography and Literature: essas on the experience of place. London: Croon Holm Ltda., 1981. 224p.

RIBEIRO, Bruna. Campanha ‘Machado de Assis Real’ recria imagem do escritor negro. Disponível em: . Acesso em 20 de Agosto de 2019.

SILVA, Adriana Carvalho. O Rio de Janeiro em Dom Casmurro – Literatura como representação do espaço. Tese de Doutorado, UFF, 2012.

SUZUKI, Júlio César. Geografia e literatura: Abordagens e enfoques contemporâneos. Revista do Centro de Pesquisa e Formação/nº 5. Set. 2017. Pág 129-147.

TODOROV, Tzvetan. A literatura em perigo. Rio de Janeiro: Difel, 2009.

TRIGO, Luciano. O viajante imóvel: Machado de Assis e o Rio de Janeiro de seu tempo.Rio de Janeiro: Record, 2001. 298p.

TUAN, Yi-Fu. Espaço e lugar. São Paulo: Difel, 1983. 250 p.

WAGNER, H. Fenomenologia e relações sociais. Rio de Janeiro: Zahar, 1979

WRIGHT, John K., Terrae incognitae: O lugar da imaginação na geografia. Geograficidade, v.4, n.2, Inverno 2014 [originalmente publicado em 1946].


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 GEOFRONTER

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

GEOFRONTER - ISSN 2447-9195