A PRODUÇÃO DO TURISMO DE EXPERIÊNCIA E A TERRITORIALIDADE DA MANIFESTAÇÃO CULTURAL DO BANHO DE SÃO JOÃO EM CORUMBÁ-MS

Autores

Palavras-chave:

Turismo, Cultura, Tradição, Territorialidade

Resumo

A pesquisa objetivou verificar a essência do turismo de experiência, especificamente no modo como pode ser aplicado na manifestação cultural do Banho de São João, em Corumbá, Mato Grosso do Sul. A pesquisa bibliográfica foi feita por meio de leituras de livros, artigos e teses sobre o assunto abordado. Na pesquisa exploratória foi utilizada a técnica de entrevista aberta e semiestruturada, aplicada com pessoas inseridas em cada um dos seguintes grupos: famílias tradicionais, turistas e gestor público. Os resultados da pesquisa apontaram a existência dos elementos que comprovam o segmento, seja na demanda de turistas que procuram vivenciar uma imersão maior na cultura local por meio dos rituais preparados nas casas dos festeiros, como também na relação da oferta incentivada pelas famílias festeiras que aceitariam receber visitantes para participar ativamente na preparação dos andores do Santo. Contudo, para que a identidade cultural local continue sendo alavancada é importante destacar a necessidade de se formalizarem algumas ações estratégicas de governança local para que o segmento turístico seja trabalhado de forma que enriqueça a experiência tanto do visitante como a do morador.

Biografia do Autor

Dilian Bonessoni dos Santos, UEMS

Graduado em Turismo pela UEMS

Djanires Lageano Neto de Jesus, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS

Graduado em Turismo

Graduado em Pedagogia

Graduado em dministração

Mestre e Doutor em Geografia (Desenvolvimento Regional)

Debora Fittipaldi Gonçalves, UEMS

Graduado em Turismo

Graduada em Pedagogia

Mestre e Doutora em Desenvolvimento Regional (FURB)

Referências

ALMEIDA, R. A inteligência do folclore. 2.ed. Brasília: INL, 1974.

BATISTA, M. K.; GRISCI, C. L. I.; GALLON, S.; FIGUEIREO, M. D. Slow movement: trabalho e experimentação do tempo na vida líquido-moderna. Psicologia & Sociedade, 25(1), 30-39.F, 2013.

BONI, V.; QUARESMA, S. J. Aprendendo a entrevistar: como fazer entrevistas em ciências sociais. Em Tese, Florianópolis, v. 2, n. 1, p. 68-80, jan. 2005. ISSN 1806-5023. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/emtese/article/view/18027/16976> Acesso em: 21 nov. 2019. doi:https://doi.org/10.5007/%x.

BRASIL. Ministério do Turismo. Acesso à informação. Ações e Programas. Disponível em: http://acessoainformacao.turismo.gov.br/programas.php . Acesso em: 15 ago. 2014.

ELIADE, M. O sagrado e o profano [tradução Rogério Fernandes]. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

FERNANDES, H. D. Deus te salve João Batista: uma contribuição sobre o Banho de São João de Corumbá – Mato Grosso do Sul / – Corumbá, MS: FCMS / Parma, 2012. Disponível em: < http://banhodesaojoaodecorumba.com.br/banho_c/images/livro_c.pdf >. Acesso em 27 de maio de 2019.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GILMORE, J. H.; PINE II, J. The experiencie economy: work is theatre & every business a stage. Boston: Harvard Business Review Press, 1999.

GODOY, A. S. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. RAE - Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 2, p. 57-63, 1995.

GONÇALVES, D. F. Turismo de experiência, culturas e desenvolvimento: uma relação possível para o Pantanal Mato-grossense na sub-região de Miranda?!. / Tese (Doutorado) – Curso de Pós Graduação Strictu Senso em Desenvolvimento Regional (PPGDR)- Blumenau, 2016. 253 f: il

INSTITUTO MARCA BRASIL (Brasil). Ministério do Turismo (Org.). Tour da Experiência: Projeto Economia de Experiência. 2010. Disponível em: <http://www.turismo.gov.br/sites/default/turismo/o_ministerio/publicacoes/download_publicacoes/Estudo_de_Caso_Tour_Experiencia.pdf>. Acesso em: 22 fev. 2019.

JENSEN, R. The Dream Society: How the Coming Shift from Information to Imagination Will Transform Your Business. Nueva York: McGraw-Hill, 1999.

JESUS, D. L. N. de A (re)tradicionalização dos territórios indígenas pelo turismo: um estudo comparativo entre os Kadiwéu (Mato Grosso do Sul-Br) e Māori (Ilha Norte - NZ). 2012. 264 f. Tese (Doutorado) - Curso de Pós Graduação em Geografia, Setor de Ciências da Terra, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2012. Disponível em: <https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/27396/R%20-%20T%20-%20JESUS,%20DJANIRES%20LAGEANO%20DE.pdf;jsessionid=0F2272150AEF7D7CA9F613D3CC62E01C?sequence=1>. Acesso em: 15 ago. 2019.

KIM, Douglas (Trad.). O livro da Filosofia. São Paulo: Globo, 2011.

MURTA, Stela Maris; ALBANO, Celina (Org.). Interpretar o patrimônio: um exercício do olhar. Belo Horizonte: Ed. UFMG; Teritório Brasilis, 2002.

PANOSSO NETTO, A; GAETA, C. (Org.). Turismo de experiência. São Paulo: Ed Senac, 2010.

PEREIRA, L. T. K., GODOY, D. M. A.; TERÇARIOL, D. Estudo de caso como procedimento de pesquisa científica: reflexão a partir da clínica fonoaudiológica. Psicologia: Reflexão e Crítica, 44(1), 34-52, 2009.

PEREIRA, L. T. K.; GODOY, D. M. A.; TERÇARIOL, D. Estudo de caso como procedimento de pesquisa científica: reflexão a partir da clínica fonoaudiológica. Psicologia: Reflexão e Crítica, [s.l.], v. 22, n. 3, p.422-429, 2009. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0102-79722009000300013. Disponível em: . Acesso em 23 de abril de 2019.

PUTRICK, S. C.; FERREIRA, S. R. S.; DENDASCK, C. V.; SBIZERA, C. L. G. A Festa de Nossa Senhora da Conceição: Evento como Atrativo Religioso de Luís Correia – PI. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento, Ed. 06, Ano 02, Vol. 01. p. 270-281, setembro de 2017.

ROCHA, E. A. A Festa de São João em Corumbá. São Paulo: Editoração, 1997.

RODRIGUES. C. S. M. O Turismo de eventos culturais em Lisboa-Santos Populares. Dissertação de Mestrado - Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril - Mestrado em Turismo e Gestão Estratégica de Eventos 2012. Disponível em https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/4452/1/2012.04.016_.pdf. Acesso em: 18 maio de 2019.

SANTOS, G. R.; SOUZA, O. do N.; BARROS, B. R. G. da S. Banho de São João: Reflexos na Economia de Corumbá. Revista Geopantanal, Corumbá, Ms, v. 10, n. 19, p.27-38, jul/dez. 2015. Disponível em: http://seer.ufms.br/index.php/revgeo/article/view/1381/1193. Acesso em: 10 mar. 2019.

SEBRAE. Sistema SEBRAE. Direcionamento Estratégico 2013-2022. Brasília: SEBRAE, 2012. Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/Sebrae/Portal%20Sebrae/Anexos/Direcionamento%20Es trategico%202022.pdf>. Acesso em: 16 fev. 2016.

TRIGO, L. G. G. A viagem como experiência significativa. In: NETTO, A. P.; GAETA, C. Turismo de Experiência. São Paulo: Senac, 2010. p. 5-355.

__________. A viagem: caminho e experiência. São Paulo: Aleph, 2013.

WALSH, C. Interculturalid, Estad, Sociedad: Luchas (de) coloniales de nuestra época. Quito: Ediciones Abya- Yala, 2009.

YIN, R. K. Estudo de caso: Planejamento e métodos. Porto Alegre, RS: Bookman, 2001.

Downloads

Publicado

05/03/2021

Como Citar

Santos, D. B. dos, Neto de Jesus, D. L., & Gonçalves, D. F. (2021). A PRODUÇÃO DO TURISMO DE EXPERIÊNCIA E A TERRITORIALIDADE DA MANIFESTAÇÃO CULTURAL DO BANHO DE SÃO JOÃO EM CORUMBÁ-MS. GEOFRONTER, 7(1). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/GEOF/article/view/5083

Edição

Seção

Artigos