CORRELAÇÃO ENTRE O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO NO ESTADO NO PARANÁ COM O TERRITÓRIO BRASILEIRO

Autores

Palavras-chave:

Desenvolvimento econômico, Paraná, Brasil, correlação canônica

Resumo

Este artigo objetivou abordar a correlação do desenvolvimento econômico paranaense em relação a economia brasileira entre o período 2005 – 2015. Com as transformações econômicas que se sucederam a partir dos anos de 1930, o Brasil e o Paraná sofreram mudanças que impactaram a dinâmica País-Estado. Assim, procurou a partir da análise histórica e econométrica confirmar a existência da correlação Brasil-Paraná, por meio da análise Multivariada: correlação canônica. Resultado confirmou uma alta correlação econômica entre o Brasil e o Paraná. Já, nas variáveis sociais, o Paraná demonstrou resultados superiores se comparado a média nacional.

Biografia do Autor

Rafaella Stradiotto Vignandi, Universidade Federal de Rondonópolis.

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual de Maringá (2010) e Mestrado em Teoria Econômica pela mesma Universidade (PCE/UEM) (2013). Doutorado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (CEDEPLAR). Foi professora colaboradora Adjunta A do Departamento de Economia (DCO) na Universidade Estadual de Maringá (UEM), Dedicação Exclusiva. Atualmente, é pesquisadora visitante de dois projetos de pesquisa, um na área de Economia Regional na Universidade Estadual de Maringá (UEM), e outro na área de Economia Ambiental na Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS). Tem experiência na área de Teoria Econômica e Economia Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: Economia Regional, Industrial, Métodos de Análise Regional (Economia Regional), Estudos sobre Índices, Análise Multivariada e Econometria Espacial.
Membro da Associação Brasileira de Estudos Regionais (ABER) e da Regional Science Association International (RSAI).

Mateus Boldrine Abrita, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS)

Possui graduação UFMS (2010), mestrado UEM (2012) e Doutorado UFRGS (2018) em Economia. Atualmente é professor efetivo da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Tem experiência nos seguintes temas: economia monetária, industrial, brasileira, agronegócio, desenvolvimento regional e econômico, mercado de capitais, inovação e geografia econômica. Possui Livros e capítulos publicados, artigos em periódicos científicos no Brasil e exterior. Também, trabalhos apresentados em eventos científicos no Brasil, países da América do Sul, Europa e Estados Unidos. Assessor de relações interinstitucionais e projetos estratégicos na UEMS e atual coordenador do Centro de Estudos de Fronteira General Padilha - CMO/UEMS. Articulista esporádico nos jornais Lê Monde Diplomatique, O Estado MS e Correio do Estado. Comentários nas rádios Jovem Pan CG e Educativa FM. Membro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Membro do Comitê Coordenador da Rede internacional HERMES - Pesquisadores Internacionais de Fronteiras, Integração e Conflitos. Vice-líder do grupo de pesquisa GEFRONTTER - Grupo de Estudos em Fronteira, Turismo e Território e pesquisador do Grupo Macroeconomia Estruturalista do Desenvolvimento.

Referências

BELLINGIERI, J. C. Teorias Do Desenvolvimento Regional E Local: Uma Revisão Bibliográfica. Revista de Desenvolvimento Econômico. Salvador, v. 2, n. 37, p. 6-34, 2017.

BRESSER PEREIRA, L. C., Desenvolvimento e Crise no Brasil. Ed. Brasiliense ,13ª Edição, 1972.

CUNHA, M. S. Transformações Recentes no Mercado de Trabalho Paranaense. Revista Paranaense de Desenvolvimento (RPD). Curitiba, n. 115, p. 47-78, 2008. Disponível em:< http://www.IPARDES.gov.br/ojs/index.php/revistaparanaense/article/view/4/5 >. Acesso em: 21 set. 2018.

FURTADO, C., Teoria e Política do Desenvolvimento Econômico. 2ª Ed. São Paulo, Editora Nacional, 1968.

HAIR JR., J. F.; ANDERSON, R. E.; TATHAN, R. L.; BLACK, W. C. Análise multivariadade dados. 6.ed. São Paulo: Bookman, 2012.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Sistema de contasregionais: Brasil 2015. Disponível em:

<https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101307_informativo.pdf>. Acesso em: 10 abr. 2018.

IPARDES. Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Paraná Diagnóstico Social e Econômico. 2003. Disponível em:

< http://www.IPARDES.gov.br/biblioteca/docs/diagnostico_sumario.pdf>. Acesso em: 21 set. 2018.

KEYNES, J. M., A Teoria Geral do Emprego, do Juro e da Moeda. Tradução Mário R. da Cruz. 2. Ed. Abril S.A. Cultural, São Paulo,1983.

LIMA, A. C.; SIMÕES R. F., Teorias Clássicas do Desenvolvimento Regional e suas Implicações de Política Econômica: O Caso do Brasil. RDE - Revista de Desenvolvimento Econômico, Ano XII Nº 21 Julho de 2010. Salvador, BA. Disponível em:

< http://www.seer.ufrgs.br/AnáliseEconomica/article/view/10848>. Acesso em: 10 mai. 2018.

LIMA, A. E. M., A Teoria do Desenvolvimento Regional e o papel do Estado, 2005. Análise Econômica, Faculdade de Ciências Econômicas da UFRGS, v. 24, n. 45 2006. Disponível em:< http://www.seer.ufrgs.br/AnáliseEconomica/article/view/10848> Acesso em: 10 mai. 2020.

LIMA, I. C.; Ciclos Econômicos: Teoria e Evidência. Anpec, 2011. Disponível em:

< http://www.anpec.org.br/encontro_2011.htm#TRABALHOS> Acesso em: 13 mai. 2018.

LIMA, M., V., M., Aplicação de Funções de Distância para o Cálculo de Índices de Bem- estar e a Evolução do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) para os Estados Brasileiros. BRASILIA, 2008. Dissertação de mestrado – Universidade Católica de Brasília. Disponível em:

< https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/bitstream/123456789/601/1/Texto%20Completo.pdf> Acesso em: 14 mai. 2019.

MANLY, B. J. F., Métodos Estatísticos Multivariados: Uma introdução. Tradução Sara Ianda Carmona. 3ª. Ed. Porto Alegre: Bookman, 2008.

MATTE JÚNIOR, Alexandre Aloys; ALVES, Darlã de. A Teoria Dos Polos De Crescimento De Perroux: Uma Revisão Sistemática. Revista de Administração e Negócios da Amazônia. v.9, n.3, p. 103-115, 2017.

MORICOCHI, L.; GONÇALVES, J. S., Teoria do Desenvolvimento Econômico de Schumpeter: Uma Revisão Critica. Informações Econômicas, v.24, n.8, ago. 1994. Disponível em:

< ftp://ftP.sP.gov.br/ftpiea/tec3-0894.pdf>. Acesso em: 21 mar. 2020.

MYRDAL, G., Teoria Econômica e Regiões Subdesenvolvidas. Ministério da Educação e Cultura – Instituto Superior de Estudos Brasileiros. Rio de Janeiro, 1960.

NEISSE, A. C.; HONGYU, K., Variáveis Psicológicas e Desempenho Acadêmico: Uma Análise da Existência de Correlação Canônica. E&S - Engineering and Science. V. 2, Edição 6. 2017. Disponível em:

<http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/eng/article/viewFile/4577/3776>. Acesso em: 10 out. 2020.

NORTH, D. C., Teoria da Localização e Crescimento Econômico Regional. Economia Regional: textos escolhidos. Traduzido por Maria do Carmo Salazar Martins. Belo Horizonte: CEDEPLAR/CETREDE-MINTER, pp. 291-313. Disponível em:

< http://www.ifibe.edu.br/arq/20150824222519320995672.pdf>. Acesso em: 12 abr. 2020.

OLIVEIRA, G. B. Uma discussão sobre o conceito de desenvolvimento, Rev. FAE, Curitiba, v.5, n.2, P.37-48, maio/ago. 2002. Disponível em:

< https://revistafae.fae.edu/revistafae/article/view/477/372>. Acesso em: 21 mai. 2020.

OLIVEIRA, M. R., Desenvolvimento econômico, análise espacial da Região Oeste do Paraná. 1 ed. Curitiba: Appris, 2016.

OLIVEIRA, N. M.; NÓBREGA, A. M.; MEDEIROS, M. R., Desenvolvimento Econômico e Regional Segundo a Teoria da Base de Exportação. Revista Tocantinense de Geografia, Araguaína (TO), Ano 01, no 01, P. 51- 65, jul. Dez, (2012). Disponível em:

< https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/geografia/article/view/517/315>

PERROUX, F., Ensaio sobre A Filosofia do Novo Desenvolvimento. Lisboa: A. Coelho Dias, Lda. Março,1987.

____________. A Economia do Século XX. Tradução José Lebre de Freitas, Livraria Morais Editora. Lisboa,1967.

POLARI, R. S., A Concepção Keynesiana das Crises Econômicas e sua crítica com Base em Marx. Revista de Economia Política, Vol. 4, n. 2, abril-junho,1984. Disponível em:

< http://www.reP.org.br/pdf/14-6.pdf>. Acesso em: 10 abr. 2020.

RAIHER, A. P.; LIMA, J. F., Desenvolvimento humano municipal no sul do Brasil: evolução recente e o círculo vicioso da pobreza. Acta Scientiarum. Human and Social Sciences, Maringá, v. 36, n. 2, P. 147-154, July-Dec., 2014. Disponível em:

< http://www.redalyc.org/html/3073/307332697003/>. Acesso em: 14 mai. 2020.

SCHUMPETER, J. A., Teoria do Desenvolvimento Econômico. São Paulo: abril Cultural, 1982.

SMITH, A., A riqueza das nações: Uma investigação sobre a natureza e as causas da riqueza das nações. Tradução de Norberto de Paula Lima. 3 ed. Editora Nova fronteira, 2017.

SOUZA, Nali de Jesus de. Teoria dos Pólos, Regiões Inteligentes E Sistemas Regionais De Inovação. Análise. Porto Alegre, v. 16, n. 1, p. 87-112, 2005.

VIEIRA, E. T; SANTOS, M. J., Desenvolvimento econômico regional – uma Revisão histórica e teórica, 2011. Disponível em:< http://www.rbgdr.net/revista/index.php/rbgdr/article/view/679/296 >. Acesso em: 23 mai. 2020

Downloads

Publicado

19/05/2021

Como Citar

Silva, L. K. K. M., Vignandi, R. S., & Boldrine Abrita, M. (2021). CORRELAÇÃO ENTRE O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO NO ESTADO NO PARANÁ COM O TERRITÓRIO BRASILEIRO. GEOFRONTER, 7(1). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/GEOF/article/view/5714

Edição

Seção

Artigos