A ESPACIALIZAÇÃO DA COVID-19 NA MESORREGIÃO DO NORTE DE MINAS GERAIS: BREVE ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA E GEOGRÁFICA - JUNHO 2020

Autores

Palavras-chave:

Sars-Cov-2, Análise Epidemiológica, Geografia Regional, Minas Gerais, Brasil.

Resumo

 

Neste ensaio são apresentados e discutidos dados da Sars-Cov-2 na mesorregião do Norte de Minas, localizada no estado de Minas Gerais, interior do Brasil, cuja população é estimada em aproximadamente 1,6 milhão de habitantes (IBGE, 2010). Primeiramente, fez-se uma investigação sobre os conceitos indispensáveis para abordagem da Sars-Cov-2, com os estudos geográficos a partir da utilização de softwares de SIG (Sistemas de Informações Geográficas) e análise regional, revelando, portanto, a indissociabilidade entre a dispersão do vírus na região e os indicadores regionais, bem como a constatação da subnotificação das ocorrências vigentes nesta mesorregião até o início de junho de 2020. Tais análises permitem perceber as limitações do sistema de saúde regional, pois, constata-se que dos 89 municípios existentes, 73% não possuem nenhum respirador. Esses dados são motivos importantes para manter o isolamento e o distanciamento social, pois, entre outras coisas, a pandemia escancara as desigualdades regionais no interior do Brasil.


Biografia do Autor

Gustavo Henrique Cepolini Ferreira, Unimontes

Geógrafo pela PUC-Campias, Mestre e Doutor em Geografia Humana-USP. Professor do Depto de Geociências e PPGEO - Unimontes. Coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas Regionais e Agrários (NEPRA-Unimontes).

Iara Maria Soares Costa da Silveira, Unimontes

Professora Doutora do Departamento de Geociências, Universidade Estadual de Montes Claros

Alexon do Carmo Alves, Unimontes

Engenheiro Civil e Graduando em Geografia – Bacharelado, Departamento de Geociências, Universidade Estadual de Montes Claros

Amanda Emmily Silva e Silva, Unimontes

Graduanda em Geografia – Bacharelado, Departamento de Geociências, Universidade Estadual de Montes Claros

Guilherme Simões Pinheiro, Unimontes

Graduando em Geografia – Bacharelado, Departamento de Geociências, Universidade Estadual de Montes Claros

Referências

ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE EPIDEMIOLOGIA (1973). Guia de métodos Enseñanza. IEA/OPS/OMS. Publ. Cient. 266.

BRASIL. Ministério da Saúde (2020). Sobre a doença, 2020a. Disponível em: <https://coronavirus.saude.gov.br/sobre-a-doenca#o-que-e- covid>. Acesso em: ago. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. 2020b. Disponível em: <https://coronavirus.saude.gov.br/profissional-gestor#sintese-de-evidencias>. Acesso em: ago. 2020.

GUO, Y. et al.. A origem, transmissão e terapias clínicas do surto de doença por coronavírus 2019 (COVID-19) - uma atualização sobre o status. Military Med Res 7, 11, 2020.

IBGE. Cidades. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br>. Acesso em: ago. 2020.

IBGE. Divisão Regional do Brasil em Regiões – 2020. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/panorama >. Acesso em: ago. 2020.

MINASGERAIS - Secretaria de Estado de Saúde. Boletim Epidemiológico Coronavírus, 2020. Disponível em: <https://www.saude.mg.gov.br/>. Acesso em: ago. 2020.

SANTOS, Milton; SILVEIRA, Maria L. O Brasil: Território e sociedade no início do século XXI. São Paulo: Record, 2001.

ZHOU, P. et al. Um surto de pneumonia associado a um novo coronavírus de provável origem em morcego. Nature, 579, 270–273, 2020. Disponível em: <https://doi.org/10.1038/s41586-020-2012-7 >. Acesso em: ago. 2020.

Downloads

Publicado

12/04/2021

Como Citar

Ferreira, G. H. C., Silveira, I. M. S. C. da, Alves, A. do C., Silva, A. E. S. e, & Pinheiro, G. S. (2021). A ESPACIALIZAÇÃO DA COVID-19 NA MESORREGIÃO DO NORTE DE MINAS GERAIS: BREVE ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA E GEOGRÁFICA - JUNHO 2020. GEOFRONTER, 7(1). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/GEOF/article/view/5792

Edição

Seção

Notas de Pesquisa