MAPEAMENTO DA EROSÃO COSTEIRA NO DISTRITO DE ICARAÍ EM CAUCAIA-CEARÁ

Autores

Palavras-chave:

Erosão, Falésias, Loteamento, Suscetibilidade, Dunas

Resumo

O litoral cearense apresenta áreas de alta suscetibilidade à erosão costeira com a existência de tabuleiros de formações quaternárias e retirada da vegetação pela ocupação das dunas. O município de Caucaia, Estado do Ceará, apresenta ocupação da faixa litorânea por edificações e vias urbanas intencionadas pelas atividades turísticas, cuja ocupação pode intensificar o desenvolvimento de processos erosivos nos topos das falésias. Foram identificados os processos erosivos em áreas de falésias por meio de imagens orbitais e em visita a campo. Na análise espacial em Sistema de Informação Geográfica, foi constatada a erosão remontante das falésias, entre os anos de 2009 e 2019, com recuo médio de 20 m. Alguns trechos apresentaram estabilidade pela construção de muros de arrimo e estruturas com britas. As áreas mais críticas da erosão costeira foram apresentadas no trecho oeste do loteamento Pacheco, com erosão de até 30 m com a presença de dunas instáveis no trecho não urbanizado. A retirada da vegetação das dunas, a ação dos ventos e a drenagem criada pelas vias urbanas não pavimentadas são os fatores que contribuem na instabilidade da formação geológica quaternária de alta suscetibilidade à erosão.

Biografia do Autor

Alyson Bueno Francisco, Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza

Doutor em Geografia (2017), Mestre em Geografia (2011), Bacharel e Licenciado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Campus de Presidente Prudente. Licenciado em Filosofia pela Universidade de Franca. Defendeu o doutorado aos 30 anos de idade. Realizou estágio pós-doutoral de 12 meses com bolsa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Foi bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) nas modalidades de iniciação científica, mestrado e doutorado. Possui 38 publicações em 2018 e 2019. Passou por todos os níveis de ensino em escolas públicas e universidade pública. Atuou profissionalmente nas esferas federal (IBGE), estadual (professor no Centro Paula Souza e tutor em EAD pela FUNDUNESP) e municipal (técnico em agrimensura). Possui publicações com autoria individual em 8 livros, 6 capítulos, 26 artigos nacionais e artigo internacional. É pesquisador dos temas: erosão urbana, monitoramento de boçorocas, controle de erosão, cartografia em grandes escalas e extensão universitária em práticas de conservação da natureza.

Referências

BEZERRA, L. J. C. Caracterização dos tabuleiros pré-litorâneos do Estado do Ceará. Dissertação (Mestrado em Ciências Marinhas Tropicais), Universidade Federal do Ceará, 2009, 144f.

DANTAS, S. C. Turismo, produção e apropriação do espaço e percepção ambiental: o caso de Canoa Quebrada, Aracati, Ceará. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente), Universidade Federal do Ceará, 2003, 191f.

FAÇANHA, M. C.; DI CIERO, C. D.; SOUZA, L. A.; MARINO, M. T. R. D. Erosão costeira na praia do Icaraí-CE. SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA, 17., Anais..., Campinas, 2017.

MARINO, M. T. R. D.; FERNANDES, D.; MORAES, S.; TAJRA, A. Vulnerabilidade física de parte do litoral leste do Ceará à erosão. Desenvolvimento e Meio Ambiente, Curitiba, v. 38, p. 253-281, 2016.

MORAIS, J. O.; PINHEIRO, L. S.; CAVALCANTE, A. A.; PAULA, D. P.; SILVA, R. L. Erosão Costeira em Praias Adjacentes às Desembocaduras Fluviais: O Caso de Pontal de Maceió, Ceará, Brasil. Revista da Gestão Costeira Integrada, n.8, v.2, p. 61-76, 2008.

MUEHE, D. Aspectos gerais da erosão costeira no Brasil. Mercator, n. 7, v. 4, p. 97-110, 2005.

PAULA, D. P. Análise dos riscos de erosão costeira no litoral de Fortaleza em função da vulnerabilidade dos processos geogênicos e antropogênicos. Tese (Doutorado em Geografia), Universidade do Algarve, Portugal, 2012, 364f.

PAULA, D. P.; DIAS, J. A.; SOUZA, M. A. L.; FARRAPEIRA NETO, C. A.; BARROS, E. L. Monitorização de curto prazo da Praia do Icaraí (Caucaia, Ceará, Brasil). SIMPÓSIO DE HIDRÁULICA E RECURSOS HÍDRICOS DOS PAÍSES DE EXPRESSÃO PORTUGUESA, 11., Anais..., Maputo, 2013.

RAMOS, L. F. Diagnóstico dos processos de erosão costeira em um período de 35 anos (1985 - 2020) em relação à atividade de exploração de petróleo em terra no Rio Grande do Norte. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciência e Tecnologia do Mar), Universidade Federal de São Paulo, 2021, 83f.

SILVA, B. M. F.; SANTOS, O. F.; FREITAS NETO, O.; SCUDELARI, A. C. Erosão em falésias costeiras e movimentos de massa no Rio Grande do Norte. Geociências, , v. 39, n. 2, p. 447-461, 2020.

SOUZA, C. R. G. Praias e erosão costeira. In: SUGUIO, K.; OLIVEIRA, A. M. S.; OLIVEIRA, P. E. Quaternário do Brasil. Ribeirão Preto: Holos, 2005.

TESSLER, M.G.; GOYA, S. C. Processos costeiros condicionantes do litoral brasileiro. Revista do Departamento de Geografia, São Paulo, v. 17, p. 11-23, 2005.

Downloads

Publicado

10/09/2021

Como Citar

Francisco, A. B. (2021). MAPEAMENTO DA EROSÃO COSTEIRA NO DISTRITO DE ICARAÍ EM CAUCAIA-CEARÁ. GEOFRONTER, 7(1). Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/GEOF/article/view/6484

Edição

Seção

Artigos