ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM COMUNIDADES RURAIS – O CASO DE PARA TERRA 1 EM BOCAIUVA (MG)

Autores

Palavras-chave:

Saneamento rural, Água potável, Escherichia coli

Resumo

O abastecimento de água para consumo humano nas comunidades rurais brasileiras, na maioria das vezes, é realizado de forma precária, sem o devido monitoramento para se atestarem os parâmetros estabelecidos por normas e portarias (CASALI, 2008). A pesquisa abordou essa problemática do abastecimento de água no meio rural. O objetivo geral foi analisar as características qualiquantitativas do abastecimento de água da comunidade rural Para Terra 1 no município de Bocaiuva – MG. Para a investigação específica delimitou como objetivos: analisar se a qualidade da água atende aos parâmetros de potabilidade para consumo humano, estabelecidos por Brasil (2011) na Portaria n° 2.914 do Ministério da Saúde, analisar se a quantidade de água disponibilizada diariamente para a população é suficiente para suprir o consumo e propor melhorias para o sistema existente. Determinando um consumo per capita, verificou-se que o volume de reservação atende à demanda diária da população. Os ensaios físico-químicos para os parâmetros dureza, ferro, fluoreto, manganês, nitrato e pH estão na faixa preconizada pela Portaria e no ensaio bacteriológico para avaliar a presença ou não da escherichia coli foi detectada a presença. Diante do exposto, foram propostas como melhorias para o abastecimento a implantação de um clorador por pastilhas na saída do poço, a proteção sanitária, o monitoramento da qualidade da água e as urbanizações das áreas do poço e do reservatório. Ressaltando, que as soluções propostas podem ser aplicadas em outras comunidades rurais.

Referências

AFONSO, Priscilla Caires Santana. Os conflitos do/no hidroterritório Norte-Mineiro. Sociedade e Território, Natal, v. 27, n. 2, p. 229-250, set. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/sociedadeeterritorio/article/view/7972. Acesso em: 13 out. 2019.

ALVES, Eliane Cristina et al. Avaliação da qualidade da água da bacia do rio Pirapó - Maringá, Estado do Paraná, por meio de parâmetros físicos, químicos e microbiológicos. Acta Scientiarum. Technology, Maringá, v. 30, n. 1, p. 39-48, 2008. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/3032/Resumenes/Abstract_303226520006_2.pdf. Acesso em: 11 out. 2019.

AZEVEDO NETTO, José Martiniano; ALVAREZ, Acosta Guillermo. Manual de Hidráulica. 7. ed. São Paulo: Edgard Blucher, 1985. 724p.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 2.914, de 12 de dezembro de 2011. Dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Brasília, 2011. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt2914_12_12_2011.html. Acesso em: 18 maio 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria de consolidação nº 5, de 28 de setembro de 2017. Consolidação das normas sobre as ações e os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde. Brasília, 2017. Disponível em: https://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2018/marco/29/PRC-5-Portaria-de-Consolida----o-n---5--de-28-de-setembro-de-2017.pdf. Acesso em: 31 maio 2019.

CARMO, João César Cardoso do; COSTA, Pedro Carlos Garcia. Captação de água subterrânea. In: HELLER, Léo (org.); PÁDUA, Valter Lúcio de (org.). Abastecimento de água para consumo humano. 1. ed. Belo Horizonte: UFMG, 2010. Cap. 9, p. 375-416.

CARVALHO, Anésio Rodrigues de. OLIVEIRA, Mariá Vendramini Castrignano de. Princípios básicos do saneamento do meio. 1. ed. São Paulo: SENAC, 2003. 400p.

CASALI, Carlos Alberto. Qualidade da água para consumo humano ofertada em escolas e comunidades rurais da região central do Rio Grande do Sul. Santa Maria. 2008. 173p. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) – Universidade Federal de Santa Maria – Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo, Área de Concentração em Processos Químicos e Ciclagem de Elementos (UFSM, RS). 2008. Disponível em: http://w3.ufsm.br/ppgcs/images/Dissertacoes/CARLOS-ALBERTO-CASALI.pdf. Acesso em: 10 set. 2019.

COELHO, Márcia Maria Lara Pinto; BAPTISTA, Márcio Benedito. Adução. In: HELLER, Léo (org.); PÁDUA, Valter Lúcio de (org.). Abastecimento de água para consumo humano. 2. ed. Belo Horizonte: UFMG, 2010. Cap. 10, p. 441-481.

COELHO, Márcia Maria Lara Pinto; LIBÂNIO, Marcelo. Reservação. In: HELLER, Léo (org.); PÁDUA, Valter Lúcio de (org.). Abastecimento de água para consumo humano. 2. ed. Belo Horizonte: UFMG, 2010. Cap. 13, p. 585-614.

COMPANHIA DE PESQUISA DE RECURSOS MINERAIS. Ficha técnica completa de poço. Brasília, 2003. Disponível em: http://siagasweb.cprm.gov.br/layout/pdf/exportar_pdf.php?ponto=3100008848. Acesso em: 31 ago. 2019.

COMPANHIA ESTADUAL DE TECNOLOGIA DE SANEAMENTO BÁSICO E DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE. Técnica de abastecimento e tratamento de água. 2 ed. rev. São Paulo: BNH/ABES/CETESB, 1976. Não paginado.

CUNHA, Helenilza Ferreira Albuquerque et al. Qualidade físico-química e microbiológica de água mineral e padrões da legislação. Ambiente & Água - An Interdisciplinary Journal of Applied Science, Taubaté, v. 7, n. 3, p. 155-165, 2012. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/928/92824947001.pdf. Acesso em: 11 out. 2019.

FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE. Manual de Cloração de Água em Pequenas Comunidades. Brasília, 2014. 36 p. Disponível em: http://www.funasa.gov.br/site/wp-content/files_mf/manualdecloracaodeaguaempequenascomunidades.pdf. Acesso em: 13 out. 2019.

FUNDAÇÃO NACIONAL DE SAÚDE. Manual de Saneamento. 3. ed. rev. Brasília: FUNASA, 2007. 407 p. Disponível em: https://wp.ufpel.edu.br/ccz/files/2016/03/FUNASA-MANUAL-SANEAMENTO.pdf. Acesso em: 29 maio 2019.

FUNDAÇÃO SERVIÇOS DE SAÚDE PÚBLICA. Manual de Saneamento. 2. ed. Rio de Janeiro: FSESP, 1981. 255p.

GADELHA, Leonardo de Melo. A ineficácia constitucional: o caso da municipalização dos serviços de água em Souza (PB). Brasília. 2006. 127 p. Dissertação (Mestrado em Gestão Social e Trabalho) – Universidade de Brasília – Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA). Disponível em: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/2192/1/Dissertacao%20Leonardo%20Gadelha.pdf. Acesso em: 13 out. 2019.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2010. 184p.

GOOGLE EARTH. Website. Disponível em: https://www.google.com/earth/. Acesso em: 13 out. 2019.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Mapas municipais. 2010. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/geociencias/cartas-e-mapas/mapas-municipais.html. Acesso em: 13 out. 2019.

LUNGUINHO, Lairton Lopes; VIANNA, Pedro Costa Guedes. Domínio territorial do abastecimento de água na Paraíba: municipalização × estadualização. In: SEMAGEO – SEMANA DE GEOGRAFIA DA UFPB, 4., 2007, João Pessoa. Anais [...] João Pessoa: UFPB, 2007, p. 585-607. Disponível em: http://www.geociencias.ufpb.br/leppan/gepat/publicacoes_2.html. Acesso em: 13 out. 2019.

MOREIRA, Daniel Augusto. O método fenomenológico na pesquisa. 1. ed. São Paulo: Pioneira Thomson, 2002. 152p.

OTENIO, Marcelo Henrique et al. Como montar e usar o clorador de pastilhas em residências rurais. 1 ed. Brasília: Embrapa, 2014. 36 p. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/116736/1/Cnpgl-2014-Cartilha-Clorador-completa.pdf. Acesso em: 28 set. 2019.

PÁDUA, Valter Lúcio de. Soluções alternativas desprovidas de rede. In: HELLER, Léo (org.); PÁDUA, Valter Lúcio de (org.). Abastecimento de água para consumo humano. 2. ed. Belo Horizonte: UFMG, 2010. Cap. 9, p. 299-324.

PRINCE, Aloísio de Araújo. Rede de distribuição. In: HELLER, Léo (org.); PÁDUA, Valter Lúcio de (org.). Abastecimento de água para consumo humano. 2. ed. Belo Horizonte: UFMG, 2010. Cap. 14, p. 615-691.

PRODANOV, Cléber Cristiano; FREITAS, Ernani Cesar de. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2. ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013. 276 p. Disponível em: http://www.feevale.br/Comum/midias/8807f05a-14d0-4d5b-b1ad-1538f3aef538/E-book%20Metodologia%20do%20Trabalho%20Cientifico.pdf. Acesso em: 24 abr. 2019.

RICHTER, A. Carlos. Água: métodos e tecnologia de tratamento. 1. ed. rev. São Paulo: Blucher, 2009. 340p.

VON SPERLING, Marcos. Introdução à qualidade das águas e ao tratamento dos esgotos. Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da UFMG. 3. ed. Belo Horizonte: DESA-UFMG, 2005. 452p.

Downloads

Publicado

2022-03-15

Como Citar

Ventura, G. da S. ., & Guimarães, D. F. (2022). ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM COMUNIDADES RURAIS – O CASO DE PARA TERRA 1 EM BOCAIUVA (MG). GEOFRONTER, 8. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/GEOF/article/view/6836

Edição

Seção

Artigos