RIO VERDE (GO), UMA CIDADE DE COMANDO REGIONAL

Visualizações: 87

Autores

DOI:

https://doi.org/10.61389/geofronter.v10.8436

Palavras-chave:

Agroindustrialização, Setor terciário, Serviços, Crescimento demográfico, Comércio

Resumo

O município de Rio Verde (GO) é o 4º mais populoso do estado de Goiás e possui uma dinâmica econômica notável, onde historicamente se destacam as atividades agroindustriais e mais recentemente o setor terciário, com o comércio e a prestação de serviços. Desde a segunda metade do século XX o município faz parte do processo de expansão da fronteira agrícola brasileira e teve duas ondas de agroindustrialização notáveis, lideradas pela cadeia produtiva de grãos e de carnes, respectivamente. Essas características permitem que a cidade se enquadre no conceito de cidade do agronegócio e mesmo de Região Produtiva Agrícola. Essas ondas de agroindustrialização, principalmente a que está ligada à cadeia produtiva de carnes, potencializaram o crescimento populacional no município. Passado o período de consolidação desse processo em Rio Verde, o local continua com uma dinâmica de crescimento demográfico notável. Muito disso, se deve atualmente à expansão do setor terciário, ligado ao comércio e à prestação de serviços, em atendimento às demandas de consumo da população local.

Biografia do Autor

Jaff Tayllor Lourenço Resende, Universidade Federal de Jataí

Mestrando em Geografia pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Jataí.

William Ferreira da Silva, Universidade Federal de Jataí

 Doutor em Geografia pelo Programa de Pós Graduação em Geografia do Instituto de Estudo Socioambientais (IESA), Universidade Federal de Goiás, Regional Goiânia. Professor de Geografia na Universidade Federal de Jataí.

Referências

ATLAS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO NO BRASIL. Rio de Janeiro, PNUD, IPEA, Fundação João Pinheiro, 2023.

BERNARDES, Júlia Adão. Agricultura moderna e novos espaços urbanos no cerrado brasileiro. Revista Tamoios, São Gonçalo, Rio de Janeiro, ano 2007, v. 3, n. 1, ed. 1, p. 1-12, 2007. DOI https://doi.org/10.12957/tamoios.2007.618. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/tamoios/article/view/618/651. Acesso em: 13 abr. 2022.

BERNARDES, Júlia Adão. Novas fronteiras do capital no Cerrado: dinâmica e contradições da expansão do agronegócio na região Centro-Oeste, Brasil. Scripta Nova: Revista Electrónica de Geografía e Ciencias Sociales, Barcelona, ano 2015, v. 19, n. 507, p. 1-28, 15 abr. 2015. DOI 1138-9788. Disponível em: http://www.ub.es/geocrit/sn/sn-507.pdf. Acesso em: 11 abr. 2022.

BORGES, Ronan Eustáquio. Complexos Agroindustriais e desenvolvimento regional: o caso do sudoeste de Goiás. XXI Encontro Nacional de Geografia Agrária: Territórios em disputa: Os desafios da Geografia Agrária nas contradições do desenvolvimento brasileiro, Uberlândia, p. 1-14, 2012. DOI 1983-487X/ISSN. Disponível em: http://www.lagea.ig.ufu.br/xx1enga/anais_enga_2012/gts/1217_1.pdf. Acesso em: 11 jul. 2022.

ELIAS, Denise. Ensaios sobre os espaços agrícolas de exclusão. Revista Nera, Presidente Prudente, ano 9, v. 9, n. 8, ed. 1, p. 29-51, 2006. DOI 10.47946. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/nera/issue/view/134. Acesso em: 28 abr. 2022. DOI: https://doi.org/10.47946/rnera.v0i8.1442

ELIAS, Denise. Agronegócio e novas regionalizações no Brasil. Revista brasileira de estudos urbanos e regionais, Rio de Janeiro, v. 13, ed. 2, p. 153-167, nov. 2011. DOI http://dx.doi.org/10.22296/2317-1529.2011v13n2p153. Disponível em: https://rbeur.anpur.org.br/rbeur/article/view/400/376. Acesso em: 17 jun. 2022. DOI: https://doi.org/10.22296/2317-1529.2011v13n2p153

ELIAS, Denise. Globalização, agricultura e urbanização no Brasil. ACTA Geográfica, Boa Vista, p. 13-32, 2013. DOI 10.5654. Disponível em: actageo.ufrr.br. Acesso em: 30 abr. 2022. DOI: https://doi.org/10.5654/actageo2013.0003.0001

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Brasileiro de 2022. Rio de Janeiro: IBGE, 2023.

LIMA, Juscelino Gomes; SILVEIRA, Rogério Leandro Lima da. Cidades Médias Brasileiras a Partir de um Novo Olhar Denominal e Conceitual: Cidades de Comando Regional. Desenvolvimento em Questão, Ijuí, p. 8-41, 29 dez. 2017. DOI https://doi.org/10.21527/2237-6453.2018.42.8-41. Disponível em: https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/desenvolvimentoemquestao/article/view/6330. Acesso em: 12 dez. 2023. DOI: https://doi.org/10.21527/2237-6453.2018.42.8-41

LIMA, Juscelino Gomes. Cidades Médias Brasileiras a partir de um novo olhar denominal e conceitual: cidades de comando regional. Anais do XVII Enanpur, São Paulo, v. 17, ed. 1, p. 1-19, 2 maio 2019. Disponível em: http://anpur.org.br/ojs/index.php/anaisenanpur/article/view/1876. Acesso em: 13 jul. 2022.

MALDONADO, Gabriela; ALMEIDA, Marina Castro de; PICCIANI, Ana Laura. Divisão territorial do trabalho e agronegócio: o papel das metrópoles nacionais e a constituição das cidades do agronegócio. In: BERNARDES, Júlia Adão; FREDERICO, Samuel; GRAS, Carla; HERNÁNDEZ, Valeria; MALDONADO, Gabriela. Globalização do agronegócio e land grabbing: A atuação das megaempresas argentinas no Brasil. 1. ed. rev. Rio de Janeiro: Lamparina editora, 2017. v. 1, cap. 4, p. 81-96. ISBN 9788583160472.

RODRIGUES, Sávio José Dias; BATISTA, Carlos dos Santos; AMADOR, Rafael Barra. Expansão de grandes projetos de desenvolvimento e precariedade do trabalho no espaço agrário do Maranhão. Revista Equador, Teresina, v. 9, n. 21, ed. 1, p. 196-214, 2020. DOI 10.26694. Disponível em: https://revistas.ufpi.br/index.php/equador/issue/view/493. Acesso em: 28 abr. 2022. DOI: https://doi.org/10.26694/equador.v9i1.9340

SOBARZO, Oscar. As cidades médias e a urbanização contemporânea. Cidades: Grupo de Estudos Urbanos - GEU, Presidente Prudente, v. 5, ed. 8, p. 277-292, 2008. Disponível em: https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/cidades/issue/view/143/57. Acesso em: 29 abr. 2022. DOI: https://doi.org/10.36661/2448-1092.2008v5n8.12299

Downloads

Publicado

2024-06-27

Como Citar

Resende, J. T. L., & Silva, W. F. da. (2024). RIO VERDE (GO), UMA CIDADE DE COMANDO REGIONAL. GEOFRONTER, 10, e8436. https://doi.org/10.61389/geofronter.v10.8436

Edição

Seção

Artigos