Repressão e ditadura na obra Sombra de reis barbudos de José J. Veiga

Visualizações: 671

Autores

  • Vanderlei Kroin Universidade Estadual do Oeste do Paraná/ UNIOESTE

Palavras-chave:

Literatura brasileira, ditadura militar, denúncia social.

Resumo

Resumo: Este trabalho tem por objetivo analisar o romance Sombra de reis barbudos, do escritor José J. Veiga e observar como ele denuncia, por meio da literatura, a repressão ocorrida no Brasil durante a época da ditadura militar. Trata-se de uma obra modernista, na qual, por meio da alegoria o escritor busca desorientar a censura militar, ao mesmo tempo em que torna esse romance uma arma de embate contra a repressão vigente no país, mostrando assim que a arte literária sempre se vincula ao social. Valendo-se de teóricos como Holanda (1980), Candido (1987), Santiago (1982), Lucas (1985), Silverman (2000), entre outros, que traçam alguns paralelos e considerações a respeito das produções artísticas e literárias com a sociedade no contexto da ditadura militar no Brasil, procurar-se-á argumentar e observar o papel que a arte teve como oposição a esse regime opressor, caracterizando-se abundantemente como uma arte engajada. 

Downloads

Publicado

2017-03-10

Como Citar

KROIN, Vanderlei. Repressão e ditadura na obra Sombra de reis barbudos de José J. Veiga. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, [S. l.], v. 3, n. 14, p. 167–178, 2017. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/1138. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Tema Livre