A teoria da linguagem em John Locke

Visualizações: 1336

Autores

  • Camila Bozzo Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

John Locke, teoria da linguagem, significação.

Resumo

Este artigo visa analisar o papel da linguagem apresentado no Livro III, “Das palavras”, do “Ensaio sobre o entendimento humano” de John Locke (1979). O interesse se dá pelo fato da grande influência do argumento ali presente no pensamento dos séc. XVII  e XVIII; atingindo inclusive diversas discussões atuais. Não se pretende, devido ao parco espaço que seria reservado a tamanha discussão, abordar aqui essa influência. Entretanto, ela será superficialmente apresentada ao longo do texto.

Para tanto, será apresentado um breve panorama da importância desse terceiro livro em específico para o estudo da linguagem para propor uma reflexão sobre de que forma os pontos ali discutidos contribuem para a discussão sobre tradução. Os trechos destacados do Ensaio servirão de fio condutor para esse debate.

Biografia do Autor

Camila Bozzo, Universidade de São Paulo

Mestranda na área dos Estudos da Tradução pela Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2017-03-10

Como Citar

BOZZO, Camila. A teoria da linguagem em John Locke. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, [S. l.], v. 3, n. 14, p. 150–166, 2017. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/1145. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

Tema Livre