Um beijo na boca maldita: configurações da personagem travesti no romance brasileiro contemporâneo (1970-2015)

Autores

  • Adenize Aparecida Franco Universidade Estadual do Centro Oeste (UNICENTRO)
  • Rosiney Aparecida Lopes do Vale Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)
  • Luiz Henrique Moreira Soares Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Palavras-chave:

Romance contemporâneo brasileiro, Mapeamento, Personagens travestis, Configurações.

Resumo

Este artigo aborda a configuração de personagens travestis em romances brasileiros publicados entre 1970 e 2015. A partir do mapeamento de obras e personagens, o artigo analisa o processo de configuração dessas personagens travestis, tanto protagonistas quanto personagens secundárias, partindo da problematização dos espaços de ocupação e representações dessas personagens. Foi possível verificar, a partir das análises, que, embora a literatura contemporânea brasileira esteja ligada à multiplicidade de vozes e modos de produção cultural na atualidade, a personagem travesti ainda é representada como o “outro” nos discursos sociais. Nesse sentido, percebe-se que o corpo travesti é constantemente recriado a partir de imagens e discursos hegemônicos, quase sempre negativos e que produzem “verdades” sobre as vivências. Para tanto, a base teórica, sob o olhar crítico dos Estudos Culturais, consiste em Dalcastagnè (2012), Resende (2008), Shohat e Stam (2006), Kulick (2008), Butler (2003), Fernandes (2016), dentre outros.

Biografia do Autor

Adenize Aparecida Franco, Universidade Estadual do Centro Oeste (UNICENTRO)

Doutora em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo (USP). Docente do curso de Letras e do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual do Centro Oeste (UNICENTRO).

Rosiney Aparecida Lopes do Vale, Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP)

Doutora em Educação pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP), Campus de Marília. Docente do curso de Letras da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), campus de Jacarezinho.

Luiz Henrique Moreira Soares, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"

Graduando em Letras pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) - campus de Jacarezinho. Participou do Programa de Iniciação Científica Voluntária (PIC-V).

Referências

ARAÚJO, Maria Clara. Brasileiros possuem uma dívida histórica com as travestis. 2016. Disponível em: http://blogueirasnegras.org/2016/12/08/brasileiros-possuem-uma-divida-historica-com-as-travestis/ . Acesso em: 20 fev. 2017.

BIAJONI, Luiz. Elvis e Madona: uma novela lilás. Rio de Janeiro: Língua Geral, 2010.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

_____.“Fundamentos contingentes: o feminismo e a questão do pós- modernismo”. Cadernos Pagu, n. 11, p. 11-42, Campinas,1998. Disponível: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8634457/2381. Acesso em: 02 de jan. De 2018.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2006.

DALCASTAGNÈ, Regina. Literatura brasileira contemporânea: um território contestado. Vinhedo: Editora Horizonte, 2012.

DRUMMOND, Roberto. Hilda Furacão. São Paulo: Geração Editorial, 1991.

DUTRA, Paula Queiroz. Homossexualidade e Homofobia em “O lugar sem limites”, de José Donoso, e “Elvis e Madona”, de Luiz Biajoni. Darandina Revisteletrônica, Juiz de Fora, v. 8, n. 1, p.1-15, 2016. Disponível em: http://www.ufjf.br/darandina/files/2016/02/artigo-Paula-Queiroz-Dutra.pdf . Acesso em: 10 jun. 2017.

FERNANDES, Carlos Eduardo Albuquerque. Um percurso pelas configurações do corpo de personagens travestis em narrativas do século XX: 1960-1980. 2016. 179 f. Tese (Doutorado) - Curso de Literatura Brasileira - Crítica e Interpretação, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Pessoa, 2016. Disponível em: http://www.cchla.ufpb.br/ppgl/wp-content/uploads/2016/05/TESE-CARLOS-EDUARDO-ALBUQUERQUE-FERNANDES.pdf. Acesso em: 18 fev. 2017.

GREEN, James Naylor. Além do carnaval: a homossexualidade masculina no Brasil do século XX. São Paulo: Unesp. 2000.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós – modernidade. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva, Guacira Lopes Louro -11. Ed.- Rio de janeiro: DP&A, 2006.

INÁCIO, Emerson da Cruz. Sobre Geni e Gisberta: baladas e amores trágicos (ou um relato de uma experiência estética dupla, acompanhado de alguns poetas e poemas). In: LUGARINHO, Mário César. (Org.). Do inefável ao afável: ensaios sobre sexualidade, gênero e estudos queer. Manaus: Uea Edições, 2012.

LOURO, Guacira Lopes. Pedagogias da sexualidade. In: _____. (org.) O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

KULICK, Don. Travesti: prostituição, sexo, gênero e cultura no Brasil. Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz, 2008.

PEDREIRA, Marcelo. A inevitável história de Letícia Diniz. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2006.

PELÚCIO, Larissa. Na noite nem todos os gatos são pardos: notas sobre a prostituição travesti. Cadernos Pagu. n. 25, p.217-248, Campinas, 2005. Disponível: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/8644707. Acesso em: 02 de jan. de 2018.

RESENDE, Beatriz. A literatura brasileira na era da multiplicidade. In. Contemporâneos: expressões da literatura brasileira no século XXI. Rio de Janeiro: Casa da Palavra: Biblioteca Nacional. 2008.

ROZA, Luiz Alfredo Garcia. Berenice Procura. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

SCHROEDER, Carlos Henrique. As fantasias eletivas. Rio de Janeiro: Record, 2014.

SHOHAT, Ella; STAM, Robert. Crítica da imagem eurocêntrica: multiculturalismo e representação.Trad. Marcos Soares. São Paulo: Cosac Naify, 2006.

VERAS, Elias Ferreira. Carne, tinta e papel: a emergência do sujeito travesti público-midiatizado em Fortaleza (CE), no tempo dos hormônios/farmacopornográfico. 2015. 228 f. Tese (Doutorado) - Curso de Programa Pós-graduação em História, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/169488/339030.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 29 dez. 2017.

Downloads

Publicado

22/10/2018

Como Citar

Franco, A. A., Lopes do Vale, R. A., & Soares, L. H. M. (2018). Um beijo na boca maldita: configurações da personagem travesti no romance brasileiro contemporâneo (1970-2015). REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, 2(19), 88–116. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/2384