Um olhar às identidades regionais bolivianas em contexto de fronteira: limites Bolívia-Brasil

Visualizações: 765

Autores

  • Suzana Vinicia Mancilla Barreda Universidade Federal do Mato Grosso do Sul - Campus do Pantanal

Palavras-chave:

Identidades regionais, fronteira, Bolívia-Brasil

Resumo

Neste artigo proponho-me discutir as identidades regionais dos bolivianos que circulam pelo espaço fronteiriço composto pelos municípios de Puerto Quijarro na Bolívia e Corumbá no Brasil. O objetivo é aprofundar nas peculiaridades desses sujeitos reconhecidos apenas pela sua condição de origem nacional boliviana. Assim procuramos dar visibilidade às identidades regionais cambas e collas que não tem como parâmetro somente o aspecto étnico, tão em evidência após a ascensão de Evo Morales ao governo em 2006 e a promulgação da Constituição do Estado Plurinacional da Bolívia em 2009. A fronteira em que desenvolvemos este estudo está na região oriental desse país, em um território ocupado originalmente por habitantes denominados cambas localizados no departamento de Santa Cruz. Esse cenário foi paulatinamente diversificado com o processo de migração interna de pessoas provenientes da região central e do ocidente em direção ao oriente boliviano, habitantes esses conhecidos como collas. Dos embates e tensões narradas desse encontro, é perceptível o surgimento de uma terceira identidade que tenha como origem os collas e os cambas, tendo como cenário a fronteira, lugar de produção simbólica.

Biografia do Autor

Suzana Vinicia Mancilla Barreda, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul - Campus do Pantanal

Graduação em Letras com habilitação em português e espanhol (UFMS)

Mestrado em Educação (UFMS)

Doutorado em Educação (USP)

Referências

ALBÓ, Xavier. Cultura, interculturalidade, inculturación. Caracas: Fundación Santa María, 2003.

ALMEIDA FILHO, José Carlos P. Dimensões comunicativas no ensino de línguas. Campinas: Pontes Editores, 4ª edição, 2007.

BERGHOLDT, Anders. Cambas y collas: un estudio sobre identidad cultural en Santa Cruz de la Sierra. Aarhus: Centro de Estudios Latinoamericanos, Universidad de Aarhus, 1999.

BAUMAN. Zygmunt. Identidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2005.

CALLISAYA APAZA, Gregorio M. El español de Bolivia. Contribución a la dialectología y a la lexicografía hispanoamericanas. 2012. 439 f. Tese (Doutorado em Linguística) Facultad de Traducción y Documentación. Departamento de Traducción e interpretación. Universidad de Salamanca, Salamanca, Espanha, 2012.

CAMBLONG, Ana. Habitantes de frontera. In: Curso de Pós-Graduação em língua espanhola e Literatura Espanhola e Hispano-Americana. Cuadernos de recienvenido. São Paulo: Humanitas, p. 5-23, 2012.

CANCLINI, Néstor G. Culturas Híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 2008.

COELLO VILA, Carlos. Bolivia. In: ALVAR, Manuel. (Org.). Manual de dialectología hispânica: el español de América. Barcelona: Ariel, p. 169-183, 1996.

COSTA, Gustavo Vilela L. Os bolivianos em Corumbá-MS: conflitos e relações de poder na fronteira. Mana, Rio de Janeiro , v. 21, n. 1, p. 35-63, Abr. 2015. Disponível: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93132015000100035&lng=en&nrm=iso>. Acessado em: 22/06/2015.

______. Os Filhos da Fronteira em Corumbá -MS: os estudantes de origem boliviana nas margens da nação. In: Joana Bahia; Miriam Santos. (Org.). Um Olhar sobre as Diferenças. A interface entre projetos educativos e migratórios. 1ed. São Leopoldo: Oikos, v. 1, p. 79-99, 2016.

GARCÍA LINERA, Álvaro. Identidad Boliviana: nación, mestizaje y plurinacionalidad. Notivisión, La Paz, 24 maio 2014. Disponível: <https://www.youtube.com/watch?v=2OcNnUle0HM>. Acessado em: 30/05/2015.

GRIMSON, Alejandro. Pensar Fronteras desde las Fronteras. Nueva Sociedad n.170. Noviembre-Diciembre. Honduras, p. 162-167, 2000.

GUERRERO ARIAS, Edgar P. La cultura – estrategias conceptuales para entender la identidad, la diversidad, la alteridad y la diferencia. Quito: Ediciones Abya-Yala, 2002.

HANNERZ, Ulf. Fluxos, Fronteira, Híbridos: Palavras-chave da antropologia transnacional. Revista Mana, Rio de Janeiro, Vol. 3, Nº1, p. 7-39, 1997.

MEZZA ROSSO, Víctor. Bolivia: Censo Nacional de población y vivienda 2010. Propuesta para mejorar la captura de datos sobre migración. In: Los censos de 2010 y la migración interna, internacional y otras formas de movilidad territorial de Santiago de Chile, 2010, Santiago de Chile. Anais eletrônicos… Santiago de Chile: CEPAL, p. 1-8, 2010. Seminario-taller. Disponível: <http://www.cepal.org/celade/noticias/paginas/5/34835/VMezza-D.pdf>. Acessado em: 25/08/2016.

PEÑA CLAROS, Claudia.; BOSCHETTI, Alejandra. Desafiar el mito camba-colla Interculturalidad, poder y resistencia en el oriente boliviano. La Paz: UNIR, 2008.

PEÑA MÓJICA, Lourdes; HOYOS MONTECINOS, Marlene; MENDIETA ORTEGA, Janet e LÓPEZ PEÑA, Isabel. Interculturalidad entre chapacos, quechuas, aymaras y cambas. La Paz: Fundación PIEB, 2003.

PEÑA HASBÚN, Paula et al. La permanente construcción de lo cruceño: un estudio sobre la identidad en Santa Cruz de la Sierra. La Paz: Fundación PIEB, 2003.

ORTIZ, F. Contrapunteo cubano del tabaco y del azúcar. La Habana: Editorial de Ciencias Sociales, 1983.

RAJAGOPALAN, Kanavillil. O conceito de identidade em linguística: é chegada a hora para uma reconsideração radical? In: SIGNORINI, Inês. (Org.). Língua(gem) e identidade: elementos para uma discussão no campo aplicado. Campinas: Mercado das Letras, p. 21-45, 2006.

RIVERA CUSICANQUI, Silvia. La universalidad de lo ch’ixi: miradas de Waman Poma. E-misférica, La Paz, n. 35, 2010. Disponível: <http://hemisphericinstitute.org/hemi/es/e-misferica-71/rivera-cusicanqui>. Acessado em: 10/10/2015.

SANABRIA FERNÁNDEZ, Hernando. El habla popular de Santa Cruz. Santa Cruz de la Sierra: Editorial Hoguera, 2008.

SOUCHAUD, Sylvain.; BAENINGER, Rosana. Collas e Cambas do outro lado da fronteira: aspectos da distribuição diferenciada da imigração boliviana em Corumbá, Mato Grosso do Sul. Revista Brasileira de estudos da população. São Paulo, v. 25, n. 2, p. 271-286, 2008.

Downloads

Publicado

2018-05-25

Como Citar

MANCILLA BARREDA, Suzana Vinicia. Um olhar às identidades regionais bolivianas em contexto de fronteira: limites Bolívia-Brasil. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, [S. l.], v. 1, n. 18, p. 152–176, 2018. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/2390. Acesso em: 17 abr. 2024.