Questões políticas do PopArt brasileiro: Roberto Drummond e Rubens Gerchman

Autores

  • Ernest Bowes Universidade de Coimbra

Resumo

Este trabalho tem como objetivo refletir sobre algumas questões que se originaram no desenvolvimento da minha dissertação de mestrado e que demonstram haver relação de afinidade entre o romance Sangue de Coca-Cola, de Roberto Drummond, e as obras (Lindonéia, Pó Branco... Vida Negra, Vieira Souto, Cheirador de Pó e Bandidos) de Rubens Gerchman. O primeiro ponto aponta para a indiferença acadêmica em relação a ambos os artistas. Busco, assim, entender se essa omissão poderia compor a coexistência e a interação dos artistas e dos seus personagens. Faz parte desse processo estabelecer princípios de conexão? Que posição esses sujeitos ocupam em relação ao domínio de objetos de que falam? É preciso compreender um feixe complexo de relações para ampliar o discurso que se faz existir no que não é dito, já que a sua totalidade nos exige outros modelos de análise, que sejam capazes de impulsionar novas leituras e interpretações. Além de que momento a chamada cultura vulgar se tornou um exemplo de resistência na produção de novos sentidos estéticos na literatura e nas artes visuais brasileiras.

Downloads

Publicado

2019-02-15

Como Citar

Bowes, E. (2019). Questões políticas do PopArt brasileiro: Roberto Drummond e Rubens Gerchman. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, 3(20), 374–400. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/3149