Fundamentos para um estudo da fortuna crítica de Thiago de Mello

Pollyana Furtado Lima

Resumo


Este artigo propõe discutir alguns fundamentos para um estudo de fortuna crítica. Trata-se da etapa preliminar para uma leitura das primeiras recepções de Thiago de Mello. Para tanto, apresentaremos as possibilidades metodológicas para a organização do material bibliográfico, a partir de análise comparativa de alguns modelos como, por exemplo, a coleção Fortuna Crítica dirigida por Afrânio Coutinho. Outro ponto relevante são as diferentes concepções do perfil da crítica literária brasileira presente nos estudos de Afrânio Coutinho, Antonio Candido e Flora Süssekind. Quanto à perspectiva, temos os pressupostos teóricos sobre o sistema literário, discutidos por Pascale Casanova em A República Mundial das Letras. De acordo com análises preliminares, as tensões nas relações entre autor e crítico, na noção de escritor nacional e universal, de popular e clássico estão presentes num dos primeiros textos sobre a obra de Thiago de Mello. Como parte da mostra do material analisado, apresentaremos o texto de Álvaro Lins e comentaremos alguns dos aspectos discutidos por Casanova.


Palavras-chave


Thiago de Mello; Fortuna crítica; Literatura brasileira contemporânea;

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2015 REVELL - Revista de Estudos Literários da UEMS



Editor-chefe: Professor Doutor Andre Rezende Benatti

ISSN: 2179-4456