A memória de um “Filho Pródigo”: análise do poema de Joaquim Cardozo

Visualizações: 1179

Autores

  • Samuel Carlos Melo UFMS

Palavras-chave:

Joaquim Cardoso, Literatura brasileira, poesia brasileira,

Resumo

Este trabalho tem como objetivo efetuar análise do poema “Filho Pródigo”, do poeta pernambucano Joaquim Cardozo (1897 – 1978), da coletânea “Mundos Paralelos” (1970) reunida em Poesias Completas, publicada em 1971. Para isso, primeiramente, se fará uma breve introdução com informações sobre o poeta, o seu contexto de produção e a relevância de sua figura para outros poetas para, por fim, partir para análise do poema já citado, observando a peculiaridade de sua construção e o possível efeito de sentido oriundo dessa estrutura. Com isso, crê-se que esta análise poderá contribuir não só para a leitura do poema em questão, mas, também, da poética de Joaquim Cardozo, ainda de escasso estudo.

Downloads

Publicado

2015-08-27

Como Citar

MELO, Samuel Carlos. A memória de um “Filho Pródigo”: análise do poema de Joaquim Cardozo. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 167–174, 2015. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/326. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

Tema Livre