O Uso da Literatura para a compreensão do envelhecimento humano

Márcia Maria de Medeiros, Paulo Ramsés da Costa, Luiz Alberto Ruiz da Silva

Resumo


Este artigo tem como objetivo refletir sobre o uso da literatura como uma ferramenta para entender o processo de envelhecimento humano, baseado no estudo de "O Velho e o Mar", de Ernest Hemingway. Para tanto, parte de pesquisas bibliográficas e teóricas, considerando as três forças da literatura apontadas por Roland Barthes, a saber, mathesis, mimesis e semiosis. Somado a isso, discute como essas forças podem ser aplicadas ao texto literário no sentido de compreender o processo de envelhecimento humano. Conclui-se que é possível utilizar o texto literário para o entendimento do processo de envelhecimento humano, especialmente quando correlacionado com a ideia de que o envelhecimento faz parte de um contexto maior que envolve a própria existência do sujeito.


Palavras-chave


Roland Barthes; Texto Literário; Idosos; Ernest Hemingway; O Velho e o Mar.

Texto completo:

PDF

Referências


BARTHES, Roland. Aula. Tradução: Leyla Perrone-Moisés, São Paulo: Cultrix, 1989.

CÍCERO. A Velhice Saudável. Tradução: Luiz Feracine, São Paulo: Editora Escala, s/d.

ELIAS, Norbert. A Solidão dos Moribundos, seguido de Envelhecer e Morrer. Tradução Plínio Dentzien, Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade: o Cuidado de Si. Tradução: Maria Thereza da Costa Albuquerque, Rio de Janeiro: Edições Graal, 1985.

HEIDEGGER, Martin. Ser e Tempo. Tradução de Fausto Castilho. Campinas, SP: Editora da UNICAMP; Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 2012.

HEMINGWAY, Ernest. O Velho e o Mar. Tradução de Jorge de Sena. Edição Livros do Brasil, s/l, 1956. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2018.

PESSINI, Leo; SIQUEIRA, José Eduardo. Bioética, Envelhecimento Humano e Dignidade no Adeus à Vida. In: FREITAS, Elizabete Viana et al (orgs). Tratado de Geriatria e Gerontologia. 3 ed, Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013, pp. 107-116.

SILVA, Luna Rodrigues Freitas. Da Velhice à Terceira Idade: o percurso histórico das identidades atreladas ao processo de envelhecimento. História, Ciências: Saúde. Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 15, n. 1, p. 155-168, 2008. Disponível em: . Acesso em 11 ago. 2018.

ROSELLÓ, Francesc Torralba i. Antropologia do Cuidar. Tradução: Guilherme Laurito Summa. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

TODOROV, Tzvetan. A Literatura em Perigo. Tradução: Caio Meira, 3 ed, Rio de Janeiro: DIFEL, 2010.

VIEIRA, Sara Ponzini. Resiliência como força interna. Revista Kairós, São Paulo, Caderno Temático 7, p. 21-30, 2010. Disponível em: . Acesso em: 12 ago. 2018.

WUNENBURGER, Jean-Jacques. O Imaginário. Tradução: Maria Stela Gonçalves, São Paulo: Edições Loyola, 2007.




Direitos autorais 2019 REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Editor-chefe: Professor Doutor Andre Rezende Benatti

ISSN: 2179-4456