Questões sobre o ensino de Literaturas em Língua Inglesa nas licenciaturas em Letras da UFMS e do IFSP (Campus São Paulo-Pirituba): a experiência da construção das ementas

Visualizações: 687

Autores

  • Fabiana de Lacerda Vilaço Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Marcelo Cizaurre Guirau Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Palavras-chave:

Ensino Superior, Licenciatura em Letras, Ensino de Literatura, Literaturas em Língua Inglesa, Formação de Professores

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar e discutir as escolhas feitas na construção dos cursos de Literaturas de Língua Inglesa das licenciaturas em Letras do Instituto Federal de São Paulo (Campus São Paulo-Pirituba) e da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (Campus de Campo Grande). O ponto de discussão central será o do princípio de organização e distribuição de temas, textos, autores e períodos ao longo dos semestres. As escolhas feitas serão apresentadas e confrontadas com algumas outras abordagens possíveis a fim de fomentar um debate produtivo sobre a presença da Literatura Estrangeira na grade das licenciaturas com dupla habilitação e sua relevância para a formação global do aluno de Letras como leitor crítico, futuro professor e pesquisador. Duas abordagens receberão atenção especial: a divisão do curso por gêneros e traços estilísticos e a por períodos. Os principais ganhos e limitações de cada uma delas serão revisitados à luz das escolhas que definiram as ementas aqui em debate.

Biografia do Autor

Fabiana de Lacerda Vilaço, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutora em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês pela Universidade de São Paulo - Brasil. Mestre em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês pela Universidade de São Paulo – Brasil. Professora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. E-mail: fabiana.vilaco@ufms.br

Marcelo Cizaurre Guirau, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo

Doutor em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês pela Universidade de São Paulo – Brasil. Meste em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês pela Universidade de São Paulo – Brasil. Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo . E-mail: cizaurre@ifsp.edu.br

Referências

COSSON, R. Letramento literário: teoria e prática. 2. ed. São Paulo: Contexto, 2014.

FELIX, José Carlos, PONTE, Charles Albuquerque. O ensino de Literaturas de Língua Inglesa na universidade: uma reflexão avaliativa. Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade de Passo Fundo, v. 12, n. 2, p. 517-542 - jul./dez. 2016.

GALVÃO, André Luis Machado, SILVA, António Carvalho da Silva. O ensino de literatura no Brasil: desafios a superar em busca de práticas mais eficientes. Letras&Letras. Uberlândia, v. 33 n. 2, jul./dez. 2017.

GONZÁLEZ, Mario M. En torno al sentido de la enseñanza de las literaturas de lengua española en la universidad brasileña. In: CLÍMAGO, Adriana Ortega, ORTEGA, Raquel da Silva, MILREU, Isis (org.) Ensino de literaturas hispânicas: reflexões, propostas e relatos. Campina Grande: EDUFCG, 2018.

MARTINS, I. A literatura no ensino médio: quais os desafios do professor? In: BUNZEN, C.; MENDONÇA, M. Português no ensino médio e formação do professor. 3. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2009. p. 83-102.

SANTOS, Claudete Daflon, JORGE, Silvio Renato. Literatura e ensino: um tema e seus problemas. Gragoatá, Niterói, n. 37, p. 177-200, 2. sem. 2014.

TODOROV, T. A literatura em perigo. 5. ed. São Paulo: Difel, 2014.

ZILBERMAN, R. A leitura e o ensino de literatura. Curitiba: Ibpex, 2010.

Downloads

Publicado

2019-03-18

Como Citar

VILAÇO, Fabiana de Lacerda; GUIRAU, Marcelo Cizaurre. Questões sobre o ensino de Literaturas em Língua Inglesa nas licenciaturas em Letras da UFMS e do IFSP (Campus São Paulo-Pirituba): a experiência da construção das ementas. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, [S. l.], p. 302–317, 2019. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/3420. Acesso em: 29 fev. 2024.