A simplicidade em versos livres: uma análise do poema Camelôs, de Manuel Bandeira

Autores

  • Bianca Estevam Veloso Ferreira UFMS

Palavras-chave:

modernismo, simplicidade, libertinagem,

Resumo

Este trabalho tem como objetivo realizar uma análise do poema “Camelôs” de Manuel Bandeira, publicada na obra Libertinagem, de 1930, com o intuito de observar a forma como o escritor desenvolve sua poética de cunho simples e corriqueiro. Para isso será apresentado um breve percurso histórico pelo modernismo, demonstrando como o poeta se inseriu neste movimento, e como este influenciou diretamente em sua escrita. Libertinagem é a obra em que o movimento modernista é refletido com mais força, onde o poeta “atinge uma elevada emoção poética através das palavras mais simples do dia-a-dia”. (ARRIGUCCI, 2009:15). 

Downloads

Publicado

04/09/2015

Como Citar

Ferreira, B. E. V. (2015). A simplicidade em versos livres: uma análise do poema Camelôs, de Manuel Bandeira. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, 1(4), 18–29. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/344

Edição

Seção

Tema Livre