Sedutora e seduzida: uma leitura do trágico destino das personagens Gretchen, da Obra Fausto, e Margarida, de O Seminarista

Visualizações: 865

Autores

  • Elisangela Redel PG-UNIOESTE
  • Stéfano Paschoal UNIOESTE

Palavras-chave:

Fausto, O Seminarista, amor, tragicidade,

Resumo

Este trabalho se aterá a uma leitura comparativa da trajetória das personagens Gretchen, da obra alemã Fausto (1808), de Johann Wolfgang von Goethe, e Margarida, da obra brasileira O Seminarista (1872), de Bernardo Guimarães. Existe, no entrecruzamento dos enredos, um elemento comum – dentre outros – que permite a comparação entre as personagens citadas: o amor como caminho à destruição, para o qual convergem questões como o risco e atributo da beleza e as condições sociais e religiosas que delinearam a identidade e atuação da mulher na sociedade. O destino trágico está inscrito no corpo das personagens, e se anuncia, por um lado, como lição da igreja àquelas que se desviam dos preceitos morais por ela estabelecidos, e por outro lado, se revela como a confirmação da sina daquela que outrora nascera mulher, bela, mas sem dote, resignada aos códigos sociais e a tutoria do homem.

Downloads

Publicado

2015-09-04

Como Citar

REDEL, Elisangela; PASCHOAL, Stéfano. Sedutora e seduzida: uma leitura do trágico destino das personagens Gretchen, da Obra Fausto, e Margarida, de O Seminarista. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, [S. l.], v. 2, n. 5, p. 80–98, 2015. Disponível em: https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/358. Acesso em: 13 jul. 2024.