Letramento literário: evolução intelectual

Autores

  • Anelise Schroeder dos Santos PG - UEMS
  • Célia Maria Vieira Ávalos PG - UEMS
  • Igor Alexandre B. G. Borges PG - UEMS
  • Laura Maria Paim PG - UEMS

Palavras-chave:

Literatura, Leitura, Letramento.

Resumo

Ao desenvolver-se o olhar crítico pode-se subsidiar, de forma bastante lúcida, o direcionamento para o trabalho com as obras literárias, pois, o letramento do sujeito sem um viés que o aproxime de fatores culturais e artísticos, constituir-se-á de forma maçante e unilateral. A leitura é um estado singular de interação entre leitor e obra e, essa interação conduz à reflexão sobre a magnitude do papel social por ela desempenhado: formar seres capazes de transformar sua realidade; de atuar de forma positiva no meio em que vivem. Tornar-se um leitor implica atentar-se para a representação de nosso contexto atual, sem sofrer a ação corrosiva que ele proporciona. A literatura potencializa inúmeras dimensões do desenvolvimento cognitivo do indivíduo e letramento literário, sem essa engrenagem não propiciará uma guinada suficiente para que esse sujeito torne-se um indivíduo transformador do contexto social e, posicione-se de forma concisa e lúcida perante a vida. Isso é justamente o motivo pelo qual o estudo da literatura é necessário, pois a representatividade que ela proporciona é ímpar e polissêmica.

Downloads

Publicado

2015-09-08

Como Citar

dos Santos, A. S., Ávalos, C. M. V., Borges, I. A. B. G., & Paim, L. M. (2015). Letramento literário: evolução intelectual. REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS, 2(9), 75–88. Recuperado de https://periodicosonline.uems.br/index.php/REV/article/view/407