Memória e pós-memória: exílio e outros traumas em “Relato de um certo Oriente”

Thays Lima Silva

Resumo


A partir da obra Relato de um certo Oriente, do escritor Milton Hatoum, buscamos refletir, à luz do conceito de pós-memória (HIRSCH, 2008), sobre como o trauma do exílio vivenciado por uma personagem afeta e influencia as gerações de outros personagens que com ela conviveram. Neste estudo também se farão presentes outras noções teóricas, tais como: a de pertencimento (BAUMAN, 2005), a de exílio (SAID, 2003), a de território (HAESBAERT, 1997), a de memória (POLLAK, 1992) e a de identidade (BAUMAN, 2005; POLLAK, 1992). Como resultado, observamos que uma experiência de caráter traumático, como a do exílio, é capaz de produzir modos distintos de ser e de estar no mundo, seja de quem realmente experienciou a separação da terra natal e, ainda sim, conseguiu se fazer pertencer em outro lugar; seja de quem herdou, através de atos corporais e não verbais, os sintomas do desterro vivido pelo antepassado, tendo como consequências da transmissão intersubjetiva o desfazimento de laços afetivos com a cidade natal e a apresentação de uma imagem fragmentada de si.


Palavras-chave


Relato de um certo Oriente; Pertencimento; Exílio; Pós-memória; Identidade.

Texto completo:

PDF

Referências


BAUMAN, Zygmunt. Identidade: Entrevista a Benedetto Vecchi. Trad. Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

GIDDENS, Anthony. O eu: segurança ontológica e ansiedade existencial. In: Modernidade e identidade. Trad. Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

HAESBAERT, Rogerio. Território e territorialização. In: Des-territorialização e Identidade: A rede “gaúcha” no nordeste. Rio de Janeiro: EDUFF, 1997. Disponível: http://www.eduff.uff.br/ebooks/Des-territorializacao-e-identidade.pdf. Acessado em 20/04/2020.

HALL, Stuart. Nascimento e Morte do Sujeito Moderno. In: A identidade cultural na pós-modernidade. Trad. Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Lopes Louro. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

HALL, Stuart. Quem precisa da identidade? In: SILVA, Tomaz Tadeu (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000, p. 103-133.

HATOUM, Milton. Relato de um certo Oriente. São Paulo: Companhia das letras, 2008.

HIRSCH, Marianne. The Generation of Postmemory. Poetics Today: International Journal for Theory and Analysis of Literature and Communication, v. 29, p. 103. Durham: Duke University Press, 2008.

Disponível: https://read.dukeupress.edu/poetics-today/article/29/1/103-128/20954. Acessado em 03/04/2020.

NORA, Pierre. Entre Memória e História: A problemática dos lugares. Trad. Yara Aun Khoury. Projeto História: Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados de História, v. 10, p. 07. São Paulo, 1993. Disponível: http://revistas.pucsp.br/revph/article/view/12101/8763. Acessado em 05/05/2020.

POLLAK, Michael. Memória e Identidade Social. Trad. Monique Augras. Revista Estudos Históricos, v. 5, p. 200. Rio de Janeiro, 1992. Disponível: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/reh/article/view/1941/1080. Acessado em 15/05/2020.

RICOEUR, Paul. Identidade Pessoal e Identidade Narrativa. In: O Si-Mesmo como Outro. Trad. Ivone C. Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

SAID, Edward. Reflexões Sobre o Exílio. In: Reflexões Sobre o Exílio e Outros Ensaios. Trad. Pedro Maia Soares. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.




Direitos autorais 2021 REVELL - REVISTA DE ESTUDOS LITERÁRIOS DA UEMS

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Editor-chefe: Professor Doutor Andre Rezende Benatti

ISSN: 2179-4456